Miss Sardine

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Experimente também: Sardinha enlatada Cquote2.png
Sugestão do Google para Miss Sardine
Miss Sardine e uma sardinha/gente muito sem noção que, além de ficar treinando balézinho em qualquer lugar que lhe vem à têmpora, por mais perigoso que seja, ainda foi se meter com as tramas dos netos da Dona Benta, claro que isso só podia dar em merda. Miss Sardine nem foi comida por ninguém após seu óbito de tanta dó que ficaram de sua falta de noção.

O acidente[editar]

Miss Sardine ainda crua.

Miss Sardine era aspirante à dançarina e dançava muito bem de fato, além disso era gostosa bonita e, se não era das mais boazinhas, ao menos não era muito de encher o saco, enchia um pouco, mas pouco mesmo pois, em geral estava a maior parte do tempo dançando, o problema era que, conforme foi pegando habilidade a tonta achou que poderia dançar até tango no teto.

Monteiro Lobato, quando Miss Sardine brotou em sua mente, havia acabado de ver uma apresentação de balé e, empolgado saiu rodopiando, mas sem o menor jeito e nenhuma habilidade acabou por despencar dentro de uma caçamba de lixo após um rodopio mal sucedido. Ficou com tanta raiva após seu pequeno desastre que, rendeu ao menos algumas risadas, seguradas e outras explícitas em quem estava passando. Resolveu descontar em Miss Sardine, sua personagem que havia acabado de nascer e, já iria pro saco, ou melhor pró óleo que foi onde ela caiu. Lobatinho sanguinário do jeito que era, não podia dar uma morte pouco dolorosa à Miss Sardine e, não foi mesmo.

Miss Sardine sendo comida sem fritar mesmo.

Miss Sardine ficou curiosa(em geral a curiosidade pode ser algo que preste, mas nem sempre), ao ver aquelas idas e vindas dos netos de Dona Benta ao rio e, muitos habitantes do rio, irem ao Sitio, quis ir também. Quando eles todos estavam metidos em umas daquelas tretas que sempre acabam arrumando e depois têm que resolver, Miss Sardine não viu muito no que poderia ajudar, assim começou a fazer o que mais gostava: Dançar... e dançou bonito mesmo. Depois de dançar em cima do varal da Dona Benta, dançar no telhado, dançar na beira do poço. Não contente com esse lugares já bem adequado, resolveu voltar pra dentro da casa da Dona Benta e ver em que lugar inusitado poderia dar seus passinhos. Escolheu um lugar, a cozinha e, na cozinha, apesar de Tia Nastácia advertir que, para ela poderia ser perigoso, mesmo porque cozinhar não era a especialidade de Sardine, ela resolveu dançar na beira da frigideira... ligada... com óleo quente... Lobatinho deve ter escolhido assim, pra depois falarem que ela era burrinha demais pra viver muito tempo.

Apesar de que, quando viva muita gente queria comer Miss Sardine, após morta, apesar do cheiro de peixe frito estar bom, ninguém quis comer com medo de adquirir a burrice de Sardine, ou por dó mesmo, assim lhe deram um enterro decente.

Ver também, antes de fritar[editar]