Moran Atias

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Judeu0.jpg Cadê o moedinha?

Este artigo é judeu! Ele odeia palestinos, foi escolhido por Javé e não come camarão porque é caro e anti-kosher. O autor deste artigo provavelmente é contador e deve estar cuidando da lujinha.

Moran Atias
Vera belova.jpg
No exército, quando a função dela era dar aquela lustrada no fuzil do comandante.
Origem Bandeira de Israel Israel
Data 9 de abril de 1981
Onde trabalha Hollywood
Talento(s) Mostrar os peitos
Dados
Cabelos Morena
Olhos Castanhos
Altura 1,75
Peso 50
Busto 86
Cintura 61
Quadril 91
Coxa [carece de fontes]
Perfil
Hobby(ies) Paudurecer tarados
Característica marcante Peitos!
Frase Cquote1.png A que horas vai ser o teste do sofá de hoje? Cquote2.png
Prêmios Nenhum, que injustiça...
Website
Instagram

Cquote1.png Fé no pai que o pornô sai! Cquote2.png
Punheteiros sobre Moran Atias

Moran Atias é uma judia gostosa que faz bicos de atriz, cantora e modelo. Por motivos óbvios, seus trabalhos mais aclamados são aqueles em que aparece fazendo topless, embora ninguém saiba dizer o nome de nenhum.

Carreira[editar]

Embora seja israelense, ou israelita, sei lá como se chama quem nasce em Israel, Moran Atias é mais conhecida na Europa, onde iniciou a carreira de modelatriz ainda na adolescência. Na verdade, alguns anos antes ela até chegou a apresentar um programa de televisão voltado ao público jovem em sua terra natal, mas como aparecia inteiramente vestida, ninguém leva este trabalho em consideração, nem ela própria.

Começou a trabalhar como modelo aos quinze anos de idade na Alemanha, mas somente dois anos depois ficou conhecida internacionalmente após estrelar uma campanha de joias para o estilista Roberto Cavalli, de quem se tornou amante e foi morar com ele depois na Itália. Graças a este conchavo, ela assinou contrato exclusivo com a grife Dolce & Gabbana e foi garota-propaganda da marca por um tempo.

O sucesso no book rosa, perdão, na moda, fez com que Atias ganhasse seu próprio talk show em uma emissora italiana, tornando-se uma espécie de Luciana Gimenez gringa. Devido ao sotaque incompreensível dela, o programa foi cancelado, embora ninguém prestasse atenção no que era falado, somente na beleza da apresentadora e suas cruzadas de perna à la Catherine Tramell.

A carreira de atriz teve início ao protagonizar a pornochanchada Giorni d'amore. Por exibir sem pudor os belos peitões siliconados no filme, Atias foi indicada ao Oscaralho de melhor atriz, mas não ganhou.

Apareceu em mais um monte de filme B italiano, até que em 2008 ganhou o papel de uma imigrante ilegal no seriado americano Crash. Tal qual sua personagem, ela também mudou-se clandestinamente para os Estados Unidos para dar maior veracidade à atuação.

Seu mais recente trabalho foi na série Tyrant, exibida em 2014 pelo canal FX. Desde então, tomou um chá de sumiço.

Vida pessoal[editar]

Antes de optar pela carreira onanística artística, Moran Atias tinha o sonho de servir ao exército isaraelense, mas foi dispensada por ter contraído meningite aos dezessete anos de idade.

Foi parida na cidade de Haifa, porém seus pais na verdade são marroquinos que fugiram do país de origem ameaçados pelo ISIS por seguirem o judaísmo e não o islamismo. Seu avô inclusive foi um polêmico rabino lá no Marrocos, mas e o Quico?

Atualmente, está meio afastada da imprensa porque vem se dedicando a projetos sociais de combate a pichações e à crueldade contra animais em Milão, pena que ninguém se importa.

Galeria[editar]

Algumas imagens mostrando trabalhos importantes de Moran Atias: