Naginata

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

A naginata é uma arma com tecnologia japonesa formada por um bastão gigante com uma lâmina no meio, parecida com uma foice. Só era usada por samurais ricos, apesar de camponeses mais pobres a usarem como foice, mas como ela era muito cara eles furtavam. Depois das armas de fogo e bombas sinistras surgirem, num lance de marketing profissional garantiram sua sobrevivência nas artes marciais.

História[editar]

Uma naginata. O vibrador ao lado entrou na hora da fotografia de penetra.

A primeira vez em que alguém ouviu a palavra naginata ou disse que ouviu foi há muito tempo atrás. A data é exata, mas está no calendário japonês e ninguém teve saco para transformar os dados para o calendário judaico-cristão-ocidental. Foi designada para se referir a uma cópia de uma arma chinesa. Dessa vez da China veio o produto original, e não o falsificado. A chan-chao (nome da arma chinesa) era um pedaço de madeira com uma faca amarrada (e posteriormente colada) em uma extremidade.

E a naginata começou a ser usada em lutas. Um relato em um diário de bordo dizia que uns carinhas armados de naginata botaram para correr um batalhão três vezes maior que os próprios. Como o papel do diário está muito envelhecido e por isso um pouco borrado, as letras estão distorcidas e pode ter enganado os restauradores, o que invalida essa afirmação.

Vantagens e modo de usar[editar]

Um tio gordo com uma naginata. Todos que olham para essa imagem reparam no cabelo bagunçado e no excesso de roupas.

A naginata era boa porque é um objeto muito longo. Assim seu usuário podia manter uma boa distância do oponente, evitando o medo de ser atingido. Aí era só o homem segurar a naginata para frente e balançá-la em movimentos confusos na esperança de acertar o inimigo. Não era um método eficiente contra a maioria das pessoas, exceto contra soldados medrosos e descuidados que corriam em direção ao oponente de qualquer maneira.

Mas não era só para fazer um espetáculo sangrento que a naginata era usada. Os samurais ou qualquer combatente tinham egos muito grandes e gostavam de demonstrar poder usando bens materiais. Explicando melhor: Todos competiam para ver quem tinha a naginata mais cara. Para encarecer o preço do produto e dar mais status à pessoa, as naginatas começaram a vir com alguns detalhes dispensáveis.

Quer dizer, dispensáveis na hora de lutar. Mas quando comparavam os armamentos uns com os outros, um deseinho ou uma assinatura passavam a dobrar e até triplicar o preço do material. Isso disputava raivas que davam à naginata sua verdadeira utilização: Cortar carne. Mas a grande quantidade de detalhes atraiu o público feminino, que estava em uma situação diferente da comum.

O feminismo entre as mulheres japonesas crescia muito, e elas queriam mostrar que não eram damas para serem salvas por um cara que se achava o máximo. Precisavam mostrar que podiam se defender e matar, mas para isso precisavam de uma arma. Elas adquiriram naginatas e as usavam para defender os filhos, maridos cagões e bens materiais de cobradores de impostos, traficantes e monstros (as que residiam em tóquio).

Hoje[editar]

Garotos se esfaqueando num combate de naginatas.

Com as armas de fogo, Facas Ginsu, canhões laser, mísseis com detectores de calor e outros aparatos de alta tecnologia, usar uma naginata num combate é algo feito por idiotas. É impossível matar alguém com um desses armamentos. Isso representa a aposentadoria da naginata. Ou pelo menos representaria. Contra todas as expectativas, a nagunata ainda é usada por babacas suicidas.

Eliminar o uso da naginata levaria os confeccionadores de armas japonesas à falência. Algo precisava ser feito e salvar o dinheiro desses caras. Aproveitando que armas brancas eram usadas em competições de luta, eles criaram uma arte marcial usando naginatas. Ela atraía garotos que queriam segurar em uma arma e tentar esfaquear seus colegas para se divertir.

No início, não era raro meninos voltarem para casa sem um braço, com um corte profundo na barriga ou dentro de um caixão. Para evitar processos, essa arte marcial sofreu mudanças. Os praticantes teriam que amarrar em si almofadas e travesseiros para proteção. As naginatas deveriam ter lâminas de plástico e os combates tinham que ser acompanhados por uma equipe de médicos.

Algo que encareceu as batalhas, por isso só playboys filhinhos de papai a praticam. Quando pessoas com menor renda participam em escolhinhas clandestinas, geralmente a maior parte volta sem um olho ou sem a mão, tendo que esperar dias numa fila de um hospital público.

Sealand
Armas do Japão
v d e h

Bajozutsu | Bo | Chigiriki | Eku | Facas Ginsu | Fukimi-Bari | Fukiya | Jitte | Kama | Kanabo | Katana | Kawanaga | Kubotan | Kunai | Kusari-Gama |Kusari-Fundo | Kyoketsu-shoge | Kuwa | Makibishi | Naginata | Nagamaki | Neko-Te | Ninja-To | Nunchaku | Odachi | Ono | Otsuchi | Oyumi | Ozutsu | Sai | Sansetsukon | Sakabatou | Sasumata | Sodegarami | Shikomi-Zue | Shuriken | Suntetsu | Surujin | Tanegashima | Tekko | Tessen | Tinbe-rochin | Tonfa | Uchigatana | Wakizashi | Yawara | Yari | Yubi-bo | Yumiya | Zanbatou