Natalia Kills

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Melhor.gif PERIGO: ESTE ARTIGO É SOBRE UMA FALSA GOSTOSA!

Natalia Kills usa e abusa de Photoshop, maquiagem e propaganda, faz lipo
com frequência, pode ter silicone nas tetas e botox na cara.

Mesmo assim, você ainda acha que ela é gostosa!

Pewds Psicopata.jpg Este artigo é sobre uma subcelebridade

e nunca foi na Hebe.

Cuidado: Natalia Kills pode cobrar cachê por ler este artigo.


Cquote1.png Você quis dizer: Lady Gaga? Cquote2.png
Google sobre Natalia Kills
Cquote1.png Você quis dizer: Kerli? Cquote2.png
Google sobre Natalia Kills
Cquote1.png Você quis dizer: Mortícia Addams? Cquote2.png
Google sobre Natalia Kills

Emblem-sound.svg.png Natalia Kills
NataliaKills.jpg
Natalia Kills te julgando
Nome Natalia Noêmia Cappuccino Cremoso da Silva
Origem Bandeira do Reino Unido Reino Unido
Sexo 4 vezes ao dia
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.png
vibrador
Gênero Pop
Influências Madonna, Gwen Stefani, Lady Gaga
Nível de Habilidade Icon 00 percent.png
Aparência Emo Gótica
Plásticas não precisa
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Rodar bolsinha
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg.png
will.i.am e Akon

Início da vida e da carreira[editar]

Natalia Kills vestida de Pombajira emo gótica.

Natalia Noêmia Cappuccino Cremoso da Silva nasceu em 1986, em uma cidade qualquer da Inglaterra. Filha de um gângster jamaicano e de uma mãe uruguaia, que apanhava pra cassete sempre que seu pai voltava bêbado dos bares. Mudou-se aos quatorze anos para Londres, onde começou a atuar em séries de televisão que nunca fizeram sucesso e que ninguém conhece. Em 2003, assinou um contrato com uma gravadora flop qualquer, sob o nome artístico Verbalicous (Sim, essa bosta de nome mesmo) e lançou o seu primeiro single, "Don't Play Nice", em 2005, que milagrosamente atingiu o número onze na tabela UK Singles Chart. Mais tarde, a companhia musical faliu de tão ruim que era.

Falida, cagada na vida e cansada de rodar a bolsinha, pois isso não estava dando muito dinheiro devido a crise econômica, Kills começou a fazer pequenos bicos como compositora sempre que não tinha nenhum programa ou Book Rosa marcado. Em 2008, ela consegue juntar uns trocados e lançar seu primeiro EP independente chamado Womannequin, que não fez nenhum sucesso. Até o dia em que conheceu will.i.am, que mais tarde se tornaria seu cafetão, junto com Akon, e tudo mudou. Vendo que Natalia levava jeito pra coisa, will.i.am ofereceu à ela um emprego no McDonald's e foi aí que ela tomou jeito na vida e logo depois assinou seu pacto com o capiroto. Daí então – Me olhou, te olhei / paquerou, paquerei / daí então, bateu a químicaaa... Err, não! – começou a produzir o seu álbum de estreia Perfectionist, lançado em 2011.

Barraco no X Factor NZ[editar]

Natalia Kills momentos antes de levar um pé na bunda da emissora de TV onde era jurada

Depois de lançar seu segundo álbum de estúdio Natalia é convidada para ser jurada do X Factor da Nova Zelândia, foi nesse programa que ela ficou conhecida mundialmente por falar tanta merda e parecer uma louca de ácido. Depois de fazer bullying com um candidato ela é demitida da bancada de jurados e de sua gravadora e se vê obrigada a voltar a trabalhar no McDonald's.

Discografia[editar]

O primeiro álbum "Perfectionist" foi financiado pelos seus clientes fixos dos programas e pela empresa McDonald's. O CD foi produzido pela Novinha Records. O álbum em si não flopou tanto, mas também não vendeu muito.

  • 1. Perfection - Perversão
  • 2. Wonderland - Wanderléa
  • 3. Free feat. will.i.am - Frizz (Música onde Natalia explica como combater o frizz do cabelo usando os produtos Jequiti)
  • 4. Break You Hard - Dei o Rabo
  • 5. Zombie - Zumbido
  • 6. Love Is a Suicide - Amor é uma Bosta
  • 7. Mirrors - Milhos
  • 8. Not in Love - Naõ me Leve
  • 9. Acid Annie - Acidente
  • 10. Superficial - Superbilau
  • 11. Broke - Bronca (Música onde Natalia explica as broncas que levava do seu pai, que as deixavam deprimida e boladona)
  • 12. Heaven - Rave
  • 13. Nothing Lasts Forever feat. Billy Kraven - Não Vou dar Pra Sempre (Música onde Natalia explica que a vida de prostituta não a deixava satisfeita)
  • 14. If I Was God - Enfia nos Gordos (Música onde Natalia explica o Bullying que praticava com pessoas obesas)


Alborghetti diz que admira mais a merda do que este esboço.
Aproveite que ele está procurando o pau dele e edite-o, senão você vai sentar no colo do capeta!

ComeBack[editar]

Cansada de vender o almoço pra ter janta, Natalia kills decidiu apostar de novo na carreira e mudar o nome para "Teddy Sinclair" (seu nome de guerra) e formar uma banda com seu marido, "Cruel youth". Lançou um ep chamado +30mg e mesmo assim flopou, parabéns Natalia kills por ser uma fracassada do pop.