Natus Vincere

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Radioatividadegdrg.jpg
TANZEN!!!

Este artigo vem da Ucrânia. Seu autor morava em Chernobyl, idolatra Ruslana, Shevchenko e Verka Serduchka, e NÃO É RUSSO!
Serduchkaa.jpg

Cquote1.png In Dendi we trust Cquote2.png
Fanboy da Na'Vi

Natus Vincere
EscudoNatusVincere.png
Brasão
Nome Oficial Não Vence
Mais conhecido como Noobs
Região Flag of Ukraine.png Liga Comunista de LOL
Outras informações sem graça
Quem auxilia essa merda G2A
O diamante do time Dendi, o melhor Pudão d0 mundo
Time que mais odeia Qualquer time russo


Natus Vincere, Natus Vincere.CIS, ou também chamado de Na'Vi, em homenagem àquela fada do jogo Zelda, é um time que possui vários times em vários jogos pela seca de títulos, onde possuem um time respeitável em DOTA 2, que apesar de não ganhar mais nada importante há anos ainda se sustenta com a fama dos anos iniciais e graças aos fanboys do Dondo, um time meia-boca em CS:GO, e um ex-time totalmente figurante no League of Legends, além de também possuir times em outros jogos competitivos que ninguém se importa.

Falhas em League of Legends[editar]

O time de League of Legends é famoso, apesar de não possuir títulos relevantes em sua região, é famoso por ter um jogador de DOTA 2 que se converteu em um LOLzeiro.

O time foi criado em 2015, onde adquiriu no tapetão os jogadores do time terciário que não se sabe como foi campeão, a Dolphins of Wall Street, e que começou no primeiro split em 2016, após fazer uma campanha que não fede, nem cheira, acabou terminando em terceiro no primeiro split, tudo isso pra apanhar na semi-final pra figurante Vega Squadron, tomando dois stomps consecutivos.

No próximo split, o time ficou em quarto dessa vez na fase de grupos, com oito vitórias e seis derrotas, novamente apanhando da mesma Vega Squadron, dessa vez por 3 a 2 na semifinal.

Em 2017, o time não comprou novos jogadores, o que fez que o time ficasse uma verdadeira bosta e ficou em penúltimo, com 3 milagres e 11 estupros, e se salvou de cair fora da competição, vencendo a figurante Dolphins por 3 a 1.

No segundo split, fez uma campanha um pouco melhor, mas não se salvou de ser o último colocado da competição (apesar de ser o único que ganhou da campeã Gambit.CIS, onde de tanta raiva, o dono mandou o time todo tomar refrigerante japonês e decidiu demitir todo mundo do elenco, tendo uma possível falência nesse e-sporte.

Velharia nas campanhas do DOTA[editar]

Jogadores do time atentos para ninguém espiar a pornografia vista entre os jogadores.

Em DOTA, os resultados são diferentes dos de LoL, onde costuma ter um time melhor, e assim como o vício da Virtus.pro em Counter-Strike, a Natus resolveu criar um time fracassado de mulheres no DOTA, algo que também não deu muito certo. Até tentaram demitir o XBOCT e o Puppey pra ver se adiantava de alguma coisa, mas não deu em nada.


  • 2011: Em uma edição confusa, e a primeira, a Natus venceu a chinesa e viciada EHOME, ganhando seu primeiro e único título de nível mundial do jogo.
  • 2012: O time voi vice pela primeira vez, perdendo pra Invictus Gaming.
  • 2013: Novamente, o time ficou com a Vasco-colocação, onde a Natus perdeu pra Alliance
  • 2014: O time ficou nas "oitavas", onde o time perdeu pra Cloud9.
  • 2015: Dessa vez, a Natus tomou uma surra da Vici Gaming e ficou abaixo da décima colocação.
  • 2016: Ficou abaixo até da décima colocação, perdendo pra americana Team Liquid.
  • 2017: Não conseguiu se classificar, servindo pra porra nenhuma.
  • 2018: Idem acima.
  • 2019: Provavelmente mais um ano sem nada, já que perdeu seu principal jogador, Dendi.

Títulos[editar]

Ver também[editar]