Neocallimastigaceae

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Deesnider.jpg Este artigo só pode ser coisa de MONSTROS!

Estrague este artigo que eles vão avançar e te comer! Nos dois sentidos!
Para não despertar a fúria deles, melhore este artigo, tá?

AGORA CORRE!!!

Hábitat comum aos do filo Neocallimastigomycota, a sua mãe.

Cquote1.png Você quis dizer: Ah, sei lá! Cquote2.png
Google sobre Neocallimastigaceae
Cquote1.png Experimente também: Bactéria Cquote2.png
Sugestão do Google para Neocallimastigaceae
Cquote1.png Novo o quê? Cquote2.png
Pessoa com um certo conhecimento em latim sobre Neocallimastigomycota.
Cquote1.png Cada nominho... Cquote2.png
Você sobre Neocallimastigomycota.
Cquote1.png Muuu! Cquote2.png
Vaca sobre Neocallimastigomycota.

Neocallimastigomycota é mais um filo do adorável mundo do champignon e do LSD, sendo um tipo de fungo que habita os mais estranhos ambientes, no caso o estômago de vacas principalmente naquela gosma que os ruminantes ficam mastigando o tempo todo, aquele monte de comida mal-digerida que eles mastigam, engolem, vomitam, mastigam de novo para assim engolir e digerir e dizem que a natureza é perfeita...

Conhecendo[editar]

Os fungos, ou seria a pizza da semana passada?

O filo Neocallimastigomycota é composto por uma única família o que prova que eles são todos muito próximos, sendo, na verdade, que nem japonês os fungos desse filo, são todos iguais, por isso apenas uma família além do fato de desconhecerem esse pessoalzinho já que não há muitos estudiosos para meter a mão na massa para estudar esse tipo de coisa.

Esses bichos, sendo que bicho é animal, portanto, essas coisas acabam habitando o bucho de ruminantes, ou seja lá o nome que os nerds da biologia dão para isso. A localização pouco agradável é o grande motivo para as pouquíssimas informações sobre eles, ninguém está disposto a mexer com aquela gosma verde que as vacas ficam mastigando.

Onde, como, quando, e perguntas variadas sobre eles[editar]

Ruminantes, com altas doses de fungos desse tipo, apresentam sintomas incomuns.

Os fungos desse daí são anaeróbicos, ou seja, tem alguma relação com o ar, a qual foda-se. Eles tem um metabolismo que funciona de uma forma satisfatória, ou não, tendo meia-dúzia de mitocôndrias, alguns órgãos e um saco para coçarem quando estiverem fazendo absolutamente porra nenhuma.

Eles vivem em buchos de vaca, ou seja, podem haver vários deles na sua feijoada, já que carne de porco é mais cara e você não acha que aquilo lá do bar do seu José era porco mesmo? O método de vida deles é basicamente ir para a parte onde tiver comida, no caso o rúmen, a bolsa onde os ruminantes guardam a gosma verde trocentas vezes já citada por aqui.

v d e h
Os Cinco Reinos Boiológicos Biológicos e seus filos