Nova Bandeirantes

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nova Bandeirantes é um município brasileiro que está quase no Acre, mas não é por isso que deixa de ser isolado. Para chegar lá só de canoa alugada por índios, ou caminhões que consigam encarar verdadeiros rios de lama. A sua localização exata, embora incerta e irrelevante, fica no norte do Mato Grosso.

História[editar]

Uma das mais movimentadas ruas do município.

Local tradicionalmente habitado por índios das tribos minha picás, quiabinhos, madruguinhas e chibatadas, foram todos encurralados em restritas reservas pelos aventureiros que chegaram ali procurando borracha, e só porque um ou outro fazendeiro invade suas terras para desmatar a floresta, esses índios fazem protestos fechando estradas e são queimados por causa disso.

O pequeno núcleo urbano formado inicialmente por 1 galinheiro, 1 curral e 2 celeiros, surgiu em 1985 através da força de trabalho de uns eremitas de Alta Floresta. O povoado cresceu e se tornou um município em 1991, e na falta de um nome melhor para o povoado escolheram Nova Bandeirantes em homenagem à cidade de Bandeirantes, Paraná de onde veio o infeliz fundador da cidade. Atualmente Nova Bandeirante conta com 1 galinheiro, 1 curral e 2 celeiros.

Geografia[editar]

Localizado na Floresta Amazônica, Nova Bandeirantes é um desses temidos municípios que são diretamente influenciados pelo campo magnético do Acre, o que o torna extremamente desconhecido, inóspito e longe de tudo.

Economia[editar]

Conhecido como a Capital do Café, na verdade lá nem tem tanto café assim, mas a cidade é tão longe da civilização que eles perdem a noção da realidade.

A principal fonte de economia do município é a madeira mesmo.