Nova Mutum

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Caldeira do Inferno. Cquote2.png
Google sobre Nova Mutum
Cquote1.png FUDEU!! Cquote2.png
Homem aranha sobre como se locomover em Nova Mutum
Cquote1.png Nóis divia di cê a capitar pur qui somo mió e mai desenvulvido sô!!! Cquote2.png
Mutuense sobre CU iabá
Cquote1.png Da di ponhá seu nome na lista? Cquote2.png
Dialeto usado por Mutuense
Cquote1.png 56bkps Cquote2.png
Morador Mutuense sobre a velocidade da internet banda larga local

Nova Mutum é a atual capital do Mato Grosso do Norte, sendo este um respeitado município brasileiro localizado a uma latitude de 13º49'44" sul e a uma longitude 56º04'56" oeste, estando a uma altitude de 460 metros... Agora porque eu acho que você está pouco se lixando para essa informação?

História[editar]

A famosa estátua do paranaense fundador da cidade e todo seu chamativo porte físico.

Reza a lenda que, em uma noite, um avião carregado de sacos de soja teve que passar por esse inóspito espaço aéreo enquanto tentava evitar o Acre, e por um acidente durante a manobra rude, um dos sacos de soja caiu. O dono da fazenda daquela saca de soja perdida, em algum lugar no Paraná, estava até o pescoço com dívidas, e dias depois perdeu tudo. Ele decidiu entrar em um jogo de "cara ou coroa" com dois gêmeos, e se um dos dois não ganhasse, ele ganhava... Mas ele perdeu. Os gêmeos, ao saberem que ele não tinha dinheiro, cobraram a única coisa que ele tinha que não era aquela roupa esfarrapada do seu corpo... Mas aquele fazendeiro não ia dar o toba assim tão fácil, ele então inventou que ia buscar o saco de soja que caiu no Mato Grosso, e quando chegou por lá encontrou uma plantação de soja já feita a partir da saca que havia despencado, e decidiu ficar por ali mesmo e até fundou uma cidade que ninguém conhece. O que se sabe é que, antes de morrer, o fazendeiro se disse arrependido e que compensava muito mais ter ficado no Paraná e ter dado o toba.

A cidade cresceu, e atualmente, a quase cidade de New Mutum não passa de um local onde os caminhoneiros resolveram parar dar uma trepadinha com os índios locais (diga-se de passagem: caminhoneiros gaúchos e índios pauzudos), sendo assim, a cidade acabou virando um ponto de parada obrigatória para os homossexuais caminhoneiros gaúchos (desculpe-me o pleonasmo), que cansados da longa viagem à Amazôna para fazer sei lá o quê, acabaram se abrigando com seus namorados e fundando o município de Nova Mutum.

Um fator que marca a cidade, é a falta de masculinidade de seus habitantes: A grande maioria é de retirantes do sul do pais, que praticam a famosa "capoeira gaucha" onde separou-se o berim do bau. Com isso, aos sabados e domingos, grande parte dessa gauchada se reune em um galão caindo aos pedaços, ao qual chamam de CTG para queimar a rosca, e eventualmente, uma costela.

O significado da palavra mutum vem do nome de um pássaro sul-americano que possui um penacho sobre a cabeça, algo muito extravagante para um animal que se alimenta de cobra e dorme no pau, e por esse motivo foi adotado o nome de Nova Mutum à cidade... É, na verdade, a cidade poderia muito bem ser chamada simplesmente de Mutum, já que não há nenhuma Velha Mutum e não existe uma cidade que chama Mutum no mundo, mas sabe como são os homossexuais, adoram o Novo... Por isso toda cidade gaúcha fundada em Mato Grosso é Novo Alguma Coisa. A criatividade gaucha é muito grande com essas criações de nomes.

Geografia[editar]

A vegetação de Nova Mutum é a tipica do cerrado mato-Grossense desmatado por madereiros bandidos gaúchos remanescentes, junto com a mata de transição da floresta amazônica também desmatada; composta basicamente por: Soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja, soja e soja. Sofrendo uma variação de milho safrinha e sorgo.

Clima[editar]

Com muita aurora boreal. Entre outras coisas, a cidade é muito conhecida no Brasil pelas suas altas temperaturas durante o dia, sendo frequentemente citada nas previsões do tempo como a região de máxima temperatura no país. Por esse motivo, Nova Mutum recebeu o carinhoso apelido de "Inferno" ou "Hell City", como alguns mais extravagantes têm por preferência. Assim, o ar-condicionado não é considerado luxo, mas essencial para a sobrevivência no local.

Nova Mutum possui dois climas bem distintos: O verão e o inferno. Geólogos especulam que o buraco gerado pela queda de um cometa tenha feito com que a cidade se aproximasse mais do centro da Terra, o que tornaria a viagem do capeta à superfície muito mais rápida do que o normal. Essa proximidade pode ter despertado interesses satânicos em criar uma franquia do inferno em Nova Mutum. E deu certo.

Em Mutum há quatro estações bem definidas: A quente, fedida, úmida (lamacenta) e cheia de inseto; a quente, cheia de inseto, muito seca e empoeirada; a infernal, empoeirada, seca, fedida e cheia de inseto; e a nojenta (fossa fedida), infernal, cheia de inseto (mosca, barata, pernilongo, besouros, cascudinhos e mariposas) e úmida. cheia de insetos,

Economia[editar]

O enorme armazém de grãos de Nova Mutum, onde acredita-se estar estocado toda população da cidade, pois nas ruas não é avistado ninguém.

Você não sabe, mas está lendo o artigo sobre o maior produtor brasileiro de soja porra nenhuma. Além da grande produção de soja notícias espetaculares sobre assaltos a banco, Nova Mutum é basicamente formada por cinco empresas. A primeira é a Perdigão, que mata frangos e é formada por catarinenses sem opções de trabalho no sul e cuiabanos escravos esforçados para ganhar um salário mínimo. A Intercop é a segunda e é um matadouro de palmerense suínos, e sua massa é trabalhista constituída de um catarinense, um gaúcho e o restante é formada pela massa falida da Frimesa da cidade de Medianeira que são paranaenses do Paraná. A terceira é a empresa que produz soja, mas não emprega ninguém. Já as empresas que restam citar, são as empresas que absorvem 98% do salário dos mutuenses como a cooperativa imobiliária de aluguel e o cartel cooperativa mercadista do Jenai, Saito e Delmoro, que ajudam a elevar o custo de vida de Nova Mutum para o mais alto do mundo Mato Grosso. Ainda estão sob investigação se o Mercado Araras e o Mercado Industrial fazem parte do mesmo cartel cooperativismo. Toda a receita destas empresas são aplicados na Bovespa em soja, e o lucro da soja é investido no desmatamento de florestas para mais plantio de soja. Há de se lembrar também que empregos na cidade são só por apadrinhamento e se você pensa em trabalhar aqui, minta no currículo que você mal sabe escrever e não tem formação nenhuma pois assim terá maiores chances de ser contratado. Esqueça qualidade pois o que importa aqui é o lucro e pagar salários de fome. O que importa é manter as empresas funcionando e gerando lucro para os donos. Se você pensa em crescer aqui, monte uma empresa e explore uma ou várias pessoas e, quem sabe assim, terá sucesso porque como funcionário, mal terá dinheiro pra manter sua casa em ordem!

Também não podemos esquecer que uma ótima maneira de trabalhar ilegalmente na cidade é assaltando o Banco do Brasil, e utilizando gordos como escudo humano. Além disso, Nova Mutum possui o maior número de pobre metido a rico por km2, onde vivem ostentando uma falsa superioridade. O cara basta ter uma kitnet alugada pra se achar um dos capitalistas mutuenses.

Política[editar]

Recentemente o prefeito teria descoberto o que significa a palavra "terceirização" de modo que ainda não conhece os termos "nepotismo" ou "apadrinhamento". Desde então todos os serviços da prefeitura estão sendo terceirizados, então o que já era uma bosta ficou ainda pior... Até o cargo de prefeito parece terceirizado, assim o atual prefeito poderá ficar mais tempo sem fazer merda nenhuma.

Como toda cidade brasileira, Nova Mutum esbanja problemas. Um grande problema é o frequente cheiro de cama de frango, devido a perdigão queimar todas as noites as camas dos frangos membros do MST que vivem ao lado da BR-163 em sua caldeira, ainda o poder político da perdigão é tão grande que empurram a culpa no frigorífico de porco. Incrivelmente a população acredita, sendo que o cheiro de pena e coco de galinha queimada é idêntico ao cheiro de toicinho de porco, né!

População[editar]

Centro de Nova Mutum, repare a enorme quantidade de habitantes invisíveis ali presentes.

A população total desta cidade é de 1294 habitantes, porém este número pode variar conforme a reprodução das amebas e besouros.

A população desta pacata cidade é composta em sua maioria por maranhenses em regime de trabalho escravo, gaúchos praticantes de capoeira (ui), paranaenses nós-cegos, células comunistas e gaúchos que ficam cantando "Eu sou do Sul" e "O Sul é meu País" mesmo que jamais saíam de Nova Mutum.

Um problema comum é a alta população de pessoas invisíveis e mudas, que lotam as ruas e oprimem as pessoas visíveis forçando-as a ficar em casa o ano inteiro.

Bairros[editar]

Na verdade a cidade é uma marginal da rodovia, de forma que três quarteirões depois de sair da rodovia a cidade acaba, então em Nova Mutum existem apenas dois bairros:

O Centro, que vai do chafariz até o parque de exposição, um local moderno conhecido como coco verde. O centro é um lugar agradável para sentar e conversar com os amigos devido ao cheiro de merda que sai dos bueiros.

O segundo bairro é Colina (ou Novo Maranhão), este que é onde moram todos os humildes drogados trabalhadores , sendo um bairro muito perigoso super familiar. Para circular por este bairro, a população tem a obrigação de usar capacetes balísticos e coletes a prova de projéteis de fuzis. Também é permitido o uso de tanques e blindados. Por ser um bairro amigável e tranquilo, a população carinhosamente o apelidou de Faixa de Gaza. Embora este bairro possa combater diretamente o terrorismo islâmico, a maioria das vítimas são apenas bêbados que são encontrados jogados em valas e matagais, em sono profundo e sem as calças.

Transportes[editar]

Sabe o filme "Eu Sou a Lenda"? Quando os produtores viram que não dariam para esvaziar Nova York, resolveram montar um estúdio em plena avenida Mutum, no cruzamento com a avenida Araras.

Comunicações[editar]

Nova Mutum seria uma potência na comunicação, se a CIA não tivesse descoberto onde estava o índio que escrevia os sinais de fumaça.

Os repórteres são de alto nível. Que não apenas seus constantes erros de português, mas sensacionalismo barato, já fizeram a cidade ser evacuada 3 vezes ao anunciar coisas como explosões atômicas, invasões extraterrestres e guerras mundias.

Cquote1.png O universo pode ser dizimado com explosões atômicas Cquote2.png
repórter medíocre mutuense sobre LHC

Cultura[editar]

Existe um CTG, mas ninguém vai lá, porque todo bom mutuense sabe o que acontece lá e acha melhor evitar pederastias. O CTG é de fácil localização, sendo necessário apenas seguir o sinal de fumaça. Se não estiverem fazendo churrasco, com certeza estarão praticando a capoeira de gaúcho.

Outra ótima opção cultural é tomar banho no chafariz, que também é usado como banheiro público ou lixeira devido sua localização estratégica.

Lazer[editar]

Eventualmente, nos finais de semana, moleques com baixa estima saem com seus carros populares financiados e com aparelhagem de som com valor superior ao carro, só para chamar atenção achando que estão sendo admirados, quando na verdade, todo mundo está rindo da cara de fracassado dos mesmos e os chamando de imbecis trouxas. Nos mesmos finais de semana se encontram na avenida, outra subespécie, de nome científico "babaca" também classificados na categoria "o carro é do meu pai/mãe, fodam-se porque ele é rico planta soja, eu canto pneu sem parar"... outro tipo de criatura peculiar que precisa chamar a atenção pra se sentir macaco gente.

Ficar o mais longe possível desse inferno é uma ótima opção, por isso durante os fins de semana os pontos que mais bombam em Nova Mutum são Lucas do Rio Verde, Sinop, Sorriso e Cuiabá. A cidade só não fica vazia porque o povo de buracos ainda piores como Ranchão e Trivelato aparecem em Nova Mutum.

Para aqueles que perderam o horário da baldeação até a capital, há ainda os bares de Nova Mutum, conhecidos por sua cerveja quente e por ter nome de gentílico de algum estado aleatório, de preferência algum estado nordestino.