O Canto da Sereia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nova Bandeira da Bahia-Desciclopédia.PNG Colé moral, essi negoçaqui é da terra do dendê. O tio qui feiz issáqui é cuncerteza baiano, intõ, sinhá disgraça de lá do sul da minha caceta, num méxi nas porra daqui nã, vu? Ô vô rumaladsgraça e inda chamo a barrêra pá ti pancá, seu comédia.


A Dublagem da Ísis Valverde
A protagonista da trama

A protagonista da trama
Formato/Género Porcaria
Duração 40 minutos
Criado por Glória Perez
Diretor(es)
Produtor(es)
Apresentador(es)
Elenco
  • Ísis Valverde
  • Marcos Palmeira
  • Camila Morgado

  • Narrador Narrador da Sessão da Tarde
    Tema de abertura
    Tema de encerramento
    País Bandeira do Brasil Brasil
    Rede de televisão link={{{3}}} Rede Globo
    Formato de Exibição Minissérie
    Idioma Língua portuguesa
    Transmissão original 8 de janeiro de 2013
    11 de janeiro de 2013
    Qt. de temporadas 1
    N. de episódios 4
    Página oficial
    IMDb
    TV.com


    O Canto da Baleia Sereia é uma minissérie exibida pela Rede Globo de Televisão, baseada em um romance homônimo escrito por um tal de Nelson Motta. Foi uma tentativa muito da horrível de aumentar mais o ibope da emissora nos estados nordestinos, já que a trama se passa na Bahia. Obviamente, não deu muito certo, porque mesmo interpretando baianos, todos os atores continuaram falando com aquele sotaque carioca tosco e forçado que os globais são obrigados a ter. Mas valeu a tentativa, pelo menos foram mais criativos do que na maioria das novelas.

    A exibição original foi em janeiro de 2013, mas exatos dois anos depois que acabou, a obra foi reprisada em forma de filme durante o festival comemorativo de 50 anos do canal ao lado de outras minisséries empoeiradas que ninguém mais lembrava da existência.

    Sinopse[editar]

    Sereia durante o show, um pouco antes de morrer.

    A trama gira em torno de uma cantora de axé que é assassinada em cima do trio elétrico durante as festividades do carnaval de Salvador. Aí, todo o resto é apenas encheção de linguiça tentando descobrir a verdadeira identidade do assassino. Basicamente, não tem porra nenhuma além disso, e todo mundo que se prestou a ver essa merda o fez somente para ver as cenas sensuais da atriz principal rebolando de roupinha justa e curta.

    Sereia é o nome de batismo mesmo da protagonista, que é descoberta pelo empresário musical Paulinho de Jesus quando está saindo de um ritual de macumba. De acordo com a mãe de santo, o futuro da moça seria repleto de muito sucesso, então a oportunidade de se tornar uma cantora famosa a deixa toda animadinha. Ela prontamente convida o então desconhecido para assisti-la cantando em uma de suas apresentações pelos botecos imundos da cidade. Como Paulinho está morrendo de vontade de passar o rodo em Sereia, ele pede ajuda para o amigo Tuta, que possui uma enorme gravadora. Mesmo achando a voz dela um lixo, ele aceita investir em sua carreira, já que a dita cuja é uma puta gostosa e não precisa de mais nada para conseguir ganhar dinheiro.

    No estúdio de gravação, Tuta acaba ficando com tesão por Sereia, e assim ele vira uma espécie de rival secreto de Paulinho. Mal sabem eles que ela na verdade é lésbica e namora em segredo com sua melhor amiga Mara...

    Em pouco tempo, graças ao enorme trabalho árduo daqueles que a cercam e desejam comê-la, Sereia vira a maior estrela da música baiana, desbancando até mesmo Ivete Sangalo, com legiões de fãs e shows lotados. Porém, em plena terça-feira de carnaval, durante uma de suas mais importantes apresentações, a diva leva um tiro e morre. A partir de então, seu guarda-costas particular Augustão inicia uma investigação em busca do culpado pela morte, e suspeita de absolutamente qualquer um que a conhecia.

    Após muitas confusões do barulho serem aprontadas, de fazer inveja a qualquer filme exibido pela Sessão da Tarde, o verdadeiro assassino se entrega, um tal de Beroaldo, mais conhecido pelo nome de guerra Só Love, que era mais um dos apaixonados por Sereia. Porém, ele não a matou por ciúme, e sim porque a própria lhe pediu, já que descobriu que estava com um câncer terminal na cabeça e logo ia morrer de qualquer jeito mesmo.

    No final de toda essa história sem noção, Tuta é assassinado também, mas o culpado não chega a ser encontrado; Mara vai embora de Salvador para que ninguém descubra que é sapatão; Paulinho se casa com a macumbeira particular de Sereia; e Augustão troca seu antigo emprego de segurança pelo de detetive, já que foi ele quem descobriu as tretas por trás do falecimento de sua antiga patroa.

    Elenco[editar]

    Para evitar a fadiga, somente os intérpretes dos personagens citados anteriormente no artigo serão listados:

    Trilha sonora[editar]

    Por incrível que pareça, mesmo sendo uma minissérie com temática musical, a trilha sonora é basicamente composta por canções instrumentais que não têm bosta nenhuma a ver com o axé cantado por Sereia. Ainda bem!