Oasis

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Descitacoeslogo2.png
O Descitações possui citações de/sobre Oasis.
Oasis
Origens estilísticas: The Beatles, John Lennon, Paul McCartney, George Harrison, Ringo Starr e The Stone Roses
Contexto cultural: Inglaterra
Instrumentos típicos: Guitarras e soco-ingles
Popularidade: Indie, Britpop e a vaca da tua mãe.
Formas derivadas: Stereophonics, Cachorro Grande, Calypso e Skank
Liam enfiando a língua na boca de Bono do U2 à força

Cquote1.svg A melhor banda do mundo Cquote2.svg
Oasis sobre Oasis
Cquote1.svg O Oasis é incapaz de fazer um show ruim. Para o público, o show sempre será bom, porque ver a gente de perto é a coisa mais importante na vida deles! Cquote2.svg
Liam Gallagher (sendo modesto) sobre Oasis
Cquote1.svg O The Police não é o bastante pra prender esses meliantes... já estamos ocupados demais tentando dar um jeito no The Killers Cquote2.svg
Interpol sobre Oasis
Cquote1.svg Olho para Chris Martin que diz que nunca consumiu drogas em sua vida e penso que ele é um idiota. Drogar-se é o melhor de estar em uma banda de rock. Cquote2.svg
Noel Gallagher sobre Chris Martin
Cquote1.svg Os fãs de Coldplay e do Radiohead são feios, chatos bobos, cocozentos, tem cara de mamão e não entendem porra nenhuma de vinho. Cquote2.svg
Noel Gallagher sobre fãs do Coldplay e do Radiohead

Ogaysis foi uma banda poser inglesa, formada basicamente, por bêbados papai Noel Gallagher, Liam Gallagher e outros músicos que conseguem suportá-los. Se achavam a melhor banda do planeta e não eram porra nenhuma. Só têm uma música ouvível chamada "Wonderwall". Devido a falta de criatividade, os irmãos Calanga, para se manter na mídia, costumam arrumar confusões por onde passam. Acostumado a apanhar do pai e dos colegas de escola, Noel Calanga não pensa duas vezes antes de entrar em uma briga. Isso tudo por causa da grande raiva concentrada em seu coração, devido à infância sofrida, por sempre ter sido o filho excluído, e também da adolescência sem pegar ninguém. Liam adora encher o saco do irmão no Twitter, pedindo esmola a volta do Oasis. O uso de entorpecentes é bem claro no título do Debut Álbum da banda "Definitely Maybe", que não significa Porra Nenhuma a não ser uma contradição bem tosca. O que também pode ser observado na faixa "Cigarettes & Alcohol", apesar de serem drogas leves podem abrir caminho para o uso de outras mais pesadas, como Pink Floyd.

Características gerais[editar]

Amor entre irmãos
Liam e seu físico poderoso com sua esposa (a dele, não a sua seu idiota) na Espanha no verão de 2007.

Fazem referência aos Beatles, em todo lugar, seja letras, músicas e declarações, copiam o cabelo, a barba e o caralho a quatro. Isso é patético, pois segundo os tiozões ninguém supera os bitous. O que ninguém entende é por que uma banda chata imita outra mais chata ainda, são umas bostas mesmo. Cquote1.svg John Lennon tinha um problema: ele achava que era Deus. O meu problema? Eu acho que sou John Lennon. - "True Story", Como diria o grande Barnie de How I met Your Mother! Cquote2.svg
Liam Gallagher sobre John Lennon
Cquote1.svg É além de obsessão. É um ideal de vida. Eu não sei como justificar isso para mim mesmo. todas as músicas que escrevo eu comparo com os Beatles. Eu cheguei bem perto uma ou duas vezes. Live Forever eu suponho, Don't Look Back In Anger e Whatever. O négocio é, eles só chegaram antes que eu. Se eu tivesse nascido nas mesma hora que John Lennon, eu estaria lá em cima. Eu, definitivamente, seria melhor que Gerry & Pacemakers, eu sei disso. Cquote2.svg
Noel Gallagher sobre Beatles

Músicas que deram no saco[editar]

Começando por todas, a banda é chata pra caralho mas Wonderwall era um consagrado hino da Novela adolescente Malhação, superando todos os limites do aceitável. E ainda as lindas faixas "Live Forever", "Don't Look Back In Anger"(plágio descarado de Imagine do John Lennon), "Champagne Supernova" (dorgas rairairai), "Don't Go Away" , "Stand By Me", "'Go Let It Out","Stop Crying Your Heart Out" (musiquinha melosa que só ficou famosa por causa do filme 'Efeito Borboleta'), "Lyla", "The Shock Of The Lightning", "Fudendo nas Buchas" e "morri na faca para um terror".

Discografia[editar]

Definitely Baby[editar]

Típicos britânicos vagabundos. Nessa época, eram apenas aspirantes a músicos fracassados.
Oasis na época que faziam parte dos Hooligans.

Este álbum foi gravado em 1994 pra aproveitar que tinham suicidado Kurt Cobain e conseguir fazer do Oasis a banda do momento, e disco superou todas as expectativas, sendo o album de estreia que foi vendido até então batendo a marca que era dos Beatles, mas há controvérsias pois muita gente comprou o CD pensando que fosse uma nova coletânea dos Beatles. Nesta fase da carreira os integrantes da dupla Oasis se contentavam em ficar bebados. Os destaques deste disco são Rock'n'Roll Star (que mostra a arrogância dos rapazes), Cigarettes and Alcohol (com o riff chupado na maior cara dura de Get It On do T. Rex, fala sobre achar a salvação nas drogas), Live Forever (música de cunho espírita), Columbia (que a letra não quer dizer porra nenhuma) e Shakermaker (feita por Noel após cheirar gatinhos pela primeira vez na vida).

(What's the Fuckin' Story) Morning Glory?[editar]

Nesta época as pessoas já sabiam que o álbum anterior não era um coletânea de Beatles, mas gostaram da banda cover que tocava músicas inéditas. Com isso, o MG foi sucesso total entre os adoradores de bandas cover de Beatles, devido a músicas como Wonderwall (o maior plágio sucesso da banda), Champagne Supernova (letra sem sentido que retrata mais uma bebedeira),Morning Glory (feita por Noel após cheirar gatinhos pela milésima vez na vida, e a melodia de All the young dudes mal-escondido, enfiado lá no meio da música). Esses excessos de cheiramento de gatinhos e uso de outra drogas já anunciariam o que seria o próximo algum.

Be Here Right Anal[editar]

Agora nesse tempo que Noel e Liam passava muito tempo cheirando gatinhos, e fizeram um album com músicas longas pra caralho que nem sua mãe ia aguentar e pra completar tem a participação do capitão Jack Sparrow na Fade In-Out, onde ele toca guitarra, e de novo o álbum foi sucesso total entre os fãs de covers de Beatles sendo o disco mais vendido da história da inglaterra ate hoje, graças a músicas como D'you Know What I Mean?(Essa letra foi feita quando o Noel misturou whisky com cheiramento de gatinho e a letra não tem sentido nenhum e longa pra caralho tem 07:42 de duração, sendo o último minuto reservado só pra terminar a música), Stand By Me (essa música foi escrita quando Noel tomou um chifre da ex-esposa, e passou por uma fase por uns tempos, escreveu chorando pedindo para que ela ficasse com ele.), Don't Go Away (Noel escreveu essa música depois que brigou com o Liam e ele estava pedindo para sair da banda; depois deram o dedinho e foram cheirar gatinhos juntos) e All Around the World (música de 09:20 de duração, composta numa viagem potencialmente fatal de gatinhos, whisky e cigarrinhos do capeta; quando ele terminou de compor, já estava sóbrio de novo).

The Simple Plan[editar]

É a 1° coletânea do Oasis. São todas as músicas que não entraram nos discos oficiais e foram colocadas nesse CD onde, dessa vez, tem uma música original dos Beatles (I Am The Walrus), e com apenas um single (Acquiesce, escrita pelo Noel após muitos dias cheirando gatinhos). Foi um CD que vendeu bem novamente pelo simples fato de pensarem que era material novo dos Beatles, mas ao ouvirem, era só mais um álbum do Oasis.

Standing On the Shoulders of The Beatles[editar]

CD Lançado em 2000 com o grande hit Go Let It Out (que fala sobre trepar com a sua irmã) e neste álbum FINALMENTE o Liam escreveu uma música, chamada Little James ([a.k.a. Jaiminho]que parece uma música escrita pela Xuxa, e na qual há um coral e outras viadagens no fundo, ou seja, no fim das contas, é uma merda de música). Esse foi um dos álbuns que menos vendeu do grupo e todo mundo começou a avacalhar a banda, porque Noel e Liam pararam defitivamente de cheirar gatinhos e ficaram normais (se é possível eles serem normais), mas nada como umas brigas durante a turnê não fizessem eles estarem na mídia.

Unfamiliar Even to Us[editar]

Oasis estampado em todas as revistas da Inglaterra e de Saturno.

Cquote1.svg Hello, Manchester!!! Cquote2.svg
Liam Gallagher, bêbado pra caralho e sem noção, sobre show em Londres
Disco duplo e DVD gravado ao vivo no antigo Estádio de Wembley (antes da reforma que deixaria ele MUITO FODA). Como visto, Liam achava que estava em Manchester, mas estava muito bêbado para perceber isso. Nada de novo. Tocaram todas as músicas dos álbuns já citados e de novo, dessa vez tocaram um cover dos Beatles (Helter Skelter), e outro do Neil Young (Hey Hey, My My). Como sempre, os dois xingavam um ao outro, se mandavam tomar no cu o tempo todo e Noel fala do tamanho do seu pau para o público de 700.000 pessoas e mandavam a bicha enrustida do Robbie Williams se foder.

The Heathen, Damon Albarn, and His Chemistry Set (With that Science Teacher Chris Martin)[editar]

CD lançado em 2002, começa com a música The Hindu Times (com os riffs de guitarra roubados da banda Stereophonics, que eram amigos do Noel Gallagher), seguida por Stop Crying Your Heart Out o hit que embalou a eliminação da seleção do David Beckham para a seleção da CBF durante a copa da Coréia-Japão), e desta feita o Liam escreveu três músicas. Porém, a única que presta é chamada Songbird (música caipira escrita para sua esposa, que tinha ficado com Robbie Williams). O Kiko e o Andy Bell também escreveram suas músicas (Hung in a Bad Place e A Quick Peep, respectivamente), porém não são boas e nem vale a pena comentar.

Don't Believe the Wikipedia[editar]

Neste último álbum, a banda, de se "inspirar" nos grandes, resolveu inovar, agora fazendo covers de The Who, Velvet Underground, Rolling Stones e outras bandas da década de 60, não esquecendo os Beatles, é claro. A crítica se perguntou por que a banda fez isso; Noel Respondeu: "A gente não poderia passar a vida toda fazendo covers de Beatles, é bom variar as vezes.". Os destaques do álbum, que vendeu muito por ser um tributo aos anos 60, foram "Lyla" (música em que Noel fura o olho de Eric Clapton, que por sua vez tinha furado o olho de George Harrison, mas tira o 'a' do nome de Layla pra não deixar tão óbvio), The Importance of Being Idle (escrita em um dia chuvoso na Inglaterra, o que não quer dizer porra nenhuma porque la quase todos os dias são chuvoso, é só perguntar pro Mr. Walrus que esta até hoje esperando em baixo de chuva o sol chegar), Let There Be Love (que se você procurar o vídeo no Shareaza você acha vários vídeos pornos inclusive um de uma japonesa gostosa, que peitão, que trepa com um puto de pinto pequeno, pode acreditar o pinto do cara é menor que o seu) e Guess God Thinks I'm Abel (música que o Liam escreveu sozinho e sem ajuda de ninguém). Kiko (A Bell Will Ring, sozinho, e Love Like a Bomb, junto com Liam) e Andy Bell (Turn Up the Sun e Keep the Dream Alive) escreveram algumas músicas: novamente, nenhuma de grande valor.

Stop The Fucks[editar]

Kiko, antes de entrar pro Oasis.
Kiko, agora guitarrista do Oasis.

Esse foi o último CD do Oasis na gravadora, dessa vez uma espécie de "The Bost of", onde todas as músicas que fizeram sucesso estão nele (Wonderwall, Don't Look Back in Anger, Champagne Supervelha, etc). A capa do CD foi feita pelo mesmo cara que fez a capa da vaca do Pink Floyd, e além de ser um "Bost of", é um documentário mostrando o dia-a-dia deles, com muita porrada, bebedeira e muito cheiramento de gatinhos, e claro, a humildade que é comum dos Gallaghers.

Dig Out Your Anus[editar]

Father Noel Gallagher nos privilegiou com uma espiada no sétimo álbum do Oasis antes de seu lançamento. Este marcou o primeiro lançamento do Oasis em sua nova gravadora, a Universal, em um contrato que foi assinado no dorso de um gatinho em um bar em Londres.

Em nossa breve entrevista, Noel falou muito da Universal, uma vez que diz estar muito satisfeito com o apoio promocional dado em 2007, algo que definitivamente faltou nos anos passados com a Sony, pelo menos na terra do TioSAM.

Noel confirmou cinco músicas que estavam inclusas no disco, incluindo “I wanna Live in a Dream in My Room For Cats”, “The Boy With the Dude”, “Stop the Plagiarism”, “A Sad Beatle in the World” e a pré-lançada “Lord Don´t Fuck Me Down”. "O bom velinho" e a banda logo se juntou ao produtor Dave Sardy para cheirar gatinhos em Los Angeles e aprovarem a mixagem final das onze faixas.

Noel ainda disse que duas canções, “I wanna Live a Dream in My Room for cats” e “Stop The Plagiarism”, dão tom ao álbum todo, e que provavelmente foram usadas para cheirar gatinhos na abertura e no fechamento do mesmo.

Em uma palavra, ele descreveu o disco como “retardadobeatlemaniaco”, e disse que as suas músicas levam o ouvinte a “uma para Puerto Rico com tudo incluso”. Quando perguntado com qual álbum anterior ele gostaria que este se assemelhasse, Noel disse que seria algo entre “Revolver” e “Let it be”.

Llego para Quedarse[editar]

Álbum extraoficial da banda feito em algum momento chapado dos caras em que decidiram cantar em castelhano. Surpreendentemente é o disco mais criativo da banda da história, apesar de ter um estilo nada a ver (definitivamente) com os Beatles. Se isso é bom ou ruim, vai daquele que vier a curtir o som de... hum... que tal a música "El Sapo"?

Fim do Oasis[editar]

Em 2009, os irmãos Gallagher, fazendo sua imitação normal dos Beatles, decidiram acabar com a banda, assim como John Lennon e Paul McDonaldCartney o fizeram. Liam e os outros inúteis do Oásis agora formaram uma nova banda, o Beady Eye, que conseguiu impressionante marca de 10 fãs em apenas um ano, apesar da pagação-de-pau-pros-Beatles agora estar maior do que nunca (eles fizeram cover dos Beatles pro álbum de estréia).

Papai Noel, decidiu seguir com um projeto chamado Noel Gallagher's High Flying Birds (Noel Gallagher Viajando Como um Pássaro)(título totalmente compreensível). Ele lançou seu álbum, que fez muito sucesso na Britolândia, em 2011. Os dois continuaram se agredindo verbalmente, como de costume, até que, em uma entrevista, Liam decidiu botar pra fora toda sua mágoa sobre o fim do Oasis, chegando a pedir que Noel voltasse, para que eles fizessem show comemorativo dos 20 anos do (What's The Story?) Fucking Glory em 2015. Noel respondeu com uma foto muito amigável, postada na internet.


Ligações externas[editar]

Abbey Road vazio.jpg Oasis já acabou!

E tem idiota fã que acredita que eles voltarão...

Clique aqui pra ver os grupos que non eczisten mais.