Oceanus Procellarum

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Zorak.jpg Você está entrando em um mundo desconhecido nas imensidões da escuridão, onde
ninguém pode ouvir seus gritos!

Agora, viajar pelo espaço ficou mais fácil depois que inventaram a Coca-Cola.
Se aconchegue em sua nave e vá tomar um "chazinho" com o E.T. de Varginha.


Oceanus Procellarum (Oceano de Porcelana em latim apostólico oligárquico antigo), é o único oceano da Lua, peculiar em relação aos oceanos terrenos por não possuir uma gota de água sequer.

História[editar]

Localização do Oceanus Procellarum na face lunar.

Oceanus Procellarun surgiu a 700 trilhões de anos atrás, o tempo passou, passou, passou, passou, passou, passou, passou... e ele ainda está lá...

Descoberto por Galileu que não fazia nada além de olhar para as estrelas, desde então vem se notando as atividades astronômicas na região como precipitação de asteroides, habitação alienígena e coisas malucas de cientistas malucos astrônomos que só pensam em gastar dinheiro em suas pesquisas inúteis.

Conhecido como Oceano do Romance, todas as noites casais apaixonados prometem o Oceanus Procellarun uns aos outros, pois é a única coisa que se pode ver da lua. Por outro lado o Oceanus é conhecido como Oceano das Tormentas pois é região na lua que mais se assemelha à zonas caóticas familiares à humanidade como o Deserto do Atacama, o Pólo Norte ou o Acre.

A primeira missão a pisar no Oceanus foi a Apollo 12, tripulada pelos desconhecidos astronautas e inimigos mortais de Neil Armstrong: Charles Conrad, Richard Gordon e Alan Bean. Esses astronautas brincaram com carros porche não refrigerados a água no território, dançaram e beberam vinho depois de sabotarem a meia dúzia de satélites soviéticos não tripulados.

Atualmente os Estados Unidos mantêm em Oceanus Procellarum uma base lunar de um octa-feixe superlaser capaz de destruir planetas, desde então a região é conhecida como Estrela da Morte e destruiu até hoje o planeta Alderaan em resposta aos atentados de 11 de setembro de 2001.

Nomenclatura[editar]

Se a definição para oceano é: "Água pra cacete", porque resolveram denominar a região de oceano?

O Oceanus Procelarun foi nomenclaturado na época da Inquisição Espanhola e não se ligava para coisas como ciência nessa época, então os astrônomos oficiais do rei espanhol mandaram os cientistas se calarem e nomearam tudo quanto é cratera da lua de mare (mar), oceanus (oceano) e puçus d'hagua (poças d'água).

Geologia[editar]

Oceanus Procelarun se localiza no hemisfério norte da lua e sua geografia lembra um grande disco côncavo.

A região como a lua inteira é formada de um pó cinza acredita-se serem restos mortais cremados de algum tipo de entidade biológica.

Como a região é próxima ao Tibete não cai meteoros frequentemente em Oceanus Procellarum, estes atingem com mais frequência o Himalaia.

Curiosidades[editar]

  • A banda inglesa Pink Floyd tem revés pelo Oceano Procellarum e comporam tributo ao Dark Side of the Moon, a parte sem graça da lua, que aliás o Oceanus Procellarum também é sem graça.

Ver Artigo Principal[editar]

Oceanos
Antartica.jpg
Antártico
Geleiro.jpg
Ártico
Titanic6.jpg
Atlântico
Porta-aviões.jpg
Índico
Pacíficogolias.gif
Pacífico
Moon fun.jpg
Procellarum