Olodum

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Passarinho.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Nova Bandeira da Bahia-Desciclopédia.PNG Colé moral, essi negoçaqui é da terra do dendê. O tio qui feiz issáqui é cuncerteza baiano, intõ, sinhá disgraça de lá do sul da minha caceta, num méxi nas porra daqui nã, vu? Ô vô rumaladsgraça e inda chamo a barrêra pá ti pancá, seu comédia.
Olodum
Bloco olodum.jpg
O bloco Olodum
Origem Bahia
Gênero Musical Axé Progressivo
Álbum mais Vendido Ilê Aê Infernal
Maior Sucesso "Olodum tá rico"
Integrantes Oligomar, Lú, Oziel, Didinho, Ubirajara e Mainha.
Influências Michael Jackson
Vícios Chiclete com Banana
Cafetão/Produtor Gilberto Gil


Sobre[editar]

Meu Deus a este mundo eu não volto mais.

Lazaro sobre Olodum


O Olodum é uma mega-empresa e multinacional do setor do Carnaval da cidade do Salvador na Bahia. É proprietária da banda de mesmo nome, preferida de Michael Jackson e Xuxa. O nome da empresa é a inicial dos idealizadores da empreitada: Oligomar, Lú, Oziel, Didinho, Ubirajara e Mainha.

Atua na divulgação de música de batuques frenéticos e na valorização de sons antes pouco considerados como música.

Também produz peças de teatro, peças de madeira, corda e lata, além de atividades místicas como a Macumba. Posui a 1ª. Universidade negra do mundo, com cursos únicos.

Atuação[editar]

Os próprios aí.

Realizou trabalhos de diversos tipos. Os mais importantes foram os realizados em prol de atividades política-sociais como a O grande trabalho para Lula ser Presidente.

Neste trabalho foram utilizados mais de 2 mil galos pretos, 10 mil litros de cachaça, 50 metros de vela preta, 50 sacas de farofa de milho e 200 charutos cubanos que foram doados por Fidel Castro. Neste evento que parou a Bahia durante 2 ano, foram contratados 500 pais-de-santo e 1000 tocadores de tambor. O Olodum teve apoio do BNDES para a realização desse trabalho.


O Olodum também teve repercussão internacional a trabalhar com grandes nomes da música de batuque como Caetano Veloso, Daniela Mercury, Michael Jackson, Paul Simon, N/Axezeiro, CPM 22, Cachorro Grande e outras bandas menores ainda.

Tendo como foco o combate ao racismo preconceituoso, o bloco trabalha valorizando à autoestima e o orgulho dos negros. O grupo é um ativo participante do Carnaval, Carnatal, Carnafacul, Carnalhadas e do CarnaRock’nRio.


O Olodum é um ritmo de macumbeiro que vive batendo tambô invocando o cara la de baixo!

A Universidade[editar]

Aluno em aula de Magia Negra
Formanda de olodum conseguindo a graduaçao maxima que é de oloduana
Aluno tocando berimbau

Em 1666, o Olodum pede um pequeno empréstimo ao BNDES e à Petrobrás de 570 bilhões de reais para a criação da 1ª. Universidade para negros do mundo: a UO Universidade Olodum.


Com poucos recursos, começa com apenas cursos de Línguas e Dialetos Africanos, são 1.429 cursos entre eles, o 1º. Curso do mundo em Linguagem Tradicional Gestual de Timbukto e suas aldeias, com 12 dias de duração.


Depois, passa a ter novos cursos, divididos por área de conhecimento:

  • Área de Assuntos Místicos

Magia Negra e Ocultismo Africano, Vodu Avançado e Visual Basic, Linguagem Orientada à Espíritos, Linguagem do Candombléh ou Linguagem C, Trabalhos de Java, Curso Avançado em Redes de balanço e de pesca, Mesa Branca (Help Desk), Incorporações Avançadas (apoio comercial da Microsoft, Osciloscopia de Baianas etc.


  • Área de Comunidade

Búzios, Gastronomia para Oferendas, Moda Safari e Rendas, Edificação de tendas, choças e palhoças típicas, Edificação de carros alegóricos, Caça e pesca de sobrevivência no Seriquéti, Artes Divinatórias, História Tribal, Idiomas (1.429 opções), Curandeirismo, Anatomia Animal, Mestre-de-Cerimônia de Trabalhos, Capoeira, etc.


  • Área de Arte e Entretenimento

Pintura Rupestre, Curso Avançado de Música (batuque, berimbau, pandeiro etc), Fantasias Carnavalescas, Folclore Africano (6.829 opções), Pintura Corporal, Grafite Intensivo etc A faculdade ainda conta com quadras esportivas de chão batido para a prática de capoeira e para os ensaios de batucada, a maior biblioteca de livros em línguas africanas do mundo (mais de 7.003,400,34 unidades em tábuas de barro, couro e pedra), e muitos cursos de MBA como o MBA de Rap e o de Vodu em Conexão de Fibra Óptica.

Criações[editar]

O Olodum com sua universidade foi capaz de grandes realizações científicas e tecnológicas, sendo os primeiros no Brasil a terem um mega provedor de internet, a criarem um sistema operacional baseado em Unix e Candombléh e o 1º. Jogo de primeira-pessoa do mundo.

Provedor de Internet UOL[editar]

Logo moderno, sem o verde

Em 1992 o Olodum compra uma franquia de um provedor da internet falido dos EUA e cria no Brasil o principal provedor de acesso da América Latina: o UOL, ou Universo Olodum.


Sem muitas chances de obter sucesso, visto que já havia muitos outros provedores no Brasil,como o UOL, o Universo Olodum expande seus negócios na área de entretenimento para brancos também, começa vender bens de consumo caríssimos e dispor sites de venda de drogas e pedofilia. Isso atraiu a atenção da comunidade branca que passou a acessar o provedor.

Sistema Operacional Oxum[editar]

Em 1993 o GELC Grupo de Estudos da Linguagem do Candomblé (ou Linguagem C), desenvolve o primeiro sistema operacional baseado em Unix do Brasil: o Sistema Oxum. Totalmente escrito em Linguagem C, e com aplicativos nunca antes vistos na comunidade de sistema operacionais da raça negra:

  • Navegador Iemanjá Explorer, IE: O navegador do Oxum. Seguro e rápido, bastando apenas que sejam feitos alguns uploads de oferendas semanais.
  • Office Umbanda: Pacote de aplicações para uso no trabalho. Faz planilhas, tabelas, acessa bancos de dados por Vodu, joga búzios e muito mais. Infelizmente não é portável para outros pacotes como o Quimbanda Solution, e Microsoft Office.
  • K-Kulê: interface gráfica do Oxum. Customizável e rápida, não é preciso usar o Mandinga (console) para fazer trabalhos.

O jogo OLODUM[editar]

Capa do Jogo OLODUM - Som do Inferno
Tela do jogo OLODUM
Usando o tambor em jogo

O GELC também desenvolveu o primeiro jogo 3D em primeira-pessoa, totalmente feito no Brasil, o percursor de todos os outros jogos desse estilo, o jogo OLODUM.


OLODUM1 é um jogo de computador lançado em 1993 pela Irerê Dinda Software ou ID Software. Combinando gráficos 3D com violência gráfica, com um lançamento em versão vodu que estima-se ter sido jogada por 15 milhões de pessoas.


Além de definir muitos elementos dos games de tiro em primeira pessoa, Olodum estabeleceu uma sub-cultura por popularizar o jogos em redes de balanço e permitir expansões criadas pelos jogadores.


Olodum tem um tema de ficção-de-horror, e um enredo bem simples, que só aparece no manual. O jogador recebe o papel de um batuqueiro espacial. Liderando um grupo de 50 outros batuqueiros, Dendê e sua tropa seguem para o Rio de Janeiro onde devem combater o tráfico de drogas, apenas com o ensurdecedor som de sua batucada frenética.


De súbito, algo dá errado quando eles tocam na Favela da Rocinha, o som em vez de ensudecer os traficantes, transforma a comunidade em zumbis psicóticos que bebem sangue e cachaça enquanto requebram até o chão. Apavorados, os batuqueiros tentam recriar novos sons insuportáveis para a raça de zumbis e assim se salvarem do holocausto.


A cada fim de rodada, o jogador deve fazer um trabalho com oferendas usando os materiais que coleta pelo caminho como velas, sangue humano, galinhas pretas, fitas de seda e de vídeo etc. Se o jogador não tiver todos os itens deverá voltar pelo cenário do jogo re-coletando os itens para fazer a oferenda.


A medida que os zumbis não são destruídos pela batucada, o jogador deve criar outros sons insuportáveis para destruí-los como músicas de Axé, Pagode, CPM22 e outros ruídos insuportáveis. O OLODUM está na versão 18 e pode ser baixado em qualquer filho-de-santo disponível.

Atualidade[editar]

Tambor de petróleo customizado pelo Olodum

O grupo empresarial Olodum vem colhendo os frutos de seu trabalho com a comunidade negra ainda hoje. Além de realizar shows e ter tocado até na superfície da Lua, em 2001, agora eles têm ações na Nasdaq sob a sigla OL.

Adquiriu uma emissora de TV com a ajuda de Gilberto Gil, o maior contribuinte da saga da Olodum Inc.

Também com o apoio incondicional da Petrobrás, o Olodum é líder no mundo na exportação dos primeiros tambores de petróleo customizados pelas cores do grupo. Esse investimento, planejado por Gilberto Gil custam apenas 55 milhões de reais por ano.

Perguntado sobre a importância desse projeto tão custoso aos cofres públicos, Gilberto Gil disse em entrevista à Veja:

Cquote1.png É...é...é muito importante...é...é...é...valorizar nossa cultura afro-descendente dessa forma. Esse projeto vai mostra ao mundo que...que... que o petróleo é... é do Brasil. A gente... quer mostrar isso. Cquote2.png
Gilberto Gil sobre seu projeto que custa 55 milhões de reais.

Ex-estudantes ilustres[editar]

Ver Também[editar]