Onda

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Onda é um fenômeno realizado numa treta que envolve o mar(o principal criminoso), os ventos e até mesmo a lua, que ainda estando longe, sim, participa da ação toda. A única participante laranja nessa história é a Terra, que acaba participando sem querer por conta dos movimentos que tem que fazer por outros motivos, mas acaba dando uma ajuda na ação toda. Para tirar o deles da reta, apenas colocaram o nome de maré alta ou baixa, conforme o tamanho das ondas e assim, nenhum imbecil desconfiou.

Inicio de tudo[editar]

Nunca se sabe o que pode surgir nas ondas.

As ondas sempre apareceram, mas não eram tão frequentes e nunca ficavam grandes, menos ainda se tornavam nos chamados tsunamis. Não havia nada dessa putaria, apenas uma coceguinha nas canelas dos macacos antropomorfos, nada mais do que isso, claro que não conta filhotes e anões, que ondas que batem na canela, para esses seria na cintura, mas isso não conta aqui. Ninguém reclamava disso, pois não haviam ainda doidos surfistas, de modo que as pequenas ondinhas do mar, nos dias mais agitados, não passavam de pequenas ondulações, como aquelas de cabelos crespos, embora o mar não gostasse que dissessem que ele tinha cabelo de macarrão, ou algo assim.

Onda sendo contemplada com uma invasão, oque provoca mais abalos marinhos.

É claro que essa calma seria interrompida, como não podia deixar de ser, sempre há algum filho da puta para estragar algo que está na paz, como quando alguém invoca o espírito dos mortos depois quando não sabe o que fazer com eles, reclama dos coitados, mas quem mandou? Pois bem, dessa vez quem começou com tudo foi a lua. Descontente por não conter água, ao menos em sua superfície, a lua teve fixação nisso de água, assim resolver para sempre exercer influência na Terra através da água e foi bem inteligente nisso: Pra ter vida na Terra só pode ser através da água e ela abunda por aqui. Tudo que tinha água passou a sofrer influência direta da lua, mas quem mais ficou tarado nisso foi o mar: Adorou ter suas água mexidas, manipuladas bulinadas pela lua. Foi apenas contar a novidade pro vento e ele quis participar também da bagunça. Resultado: Ondas, mas ondas mesmo, grandes, enormes e muitas vezes mortais. Nem deu tempo de ninguém se arrepender: A ordem já estava estabelecida.

Nenhum dos envolvidos se pronunciou quando as ondas começaram a causar estragos, antes disso quiseram desviar o assunto, como o mar se sentia o mais responsável, ainda não tirou totalmente o dele da reta, aceitando dar o nome de maré também às ondas, mas é claro que maré não existe, apenas é o mar, o vento e a influência maléfica da lua. Atestado á isso, fica bem claro que tudo que tem água sofre tal influência e, ao menos isso, teria que se agradecer ao mar, ele deixa bem explícito o que ocorre mesmo no interior dos seres, pois todos têm água por dentro da carcaça, inclusive no cérebro, por menor que seja: Resultado, ondas cerebrais, mas não aquelas conhecidas, ondas de líquido mesmo que, não deixam de alterar também, as ondas cerebrais, configurando os lunáticos: Seres noiados por natureza, sem que precisem de nada marvado para isso.

Ondas[editar]

Não subestime: Basta ele largar o ar e enormes ondas se formarão.

Elas não são difíceis de entender: No mar são quem manda em tudo: Se está boom pra pesca, para nado, pra navegação, pra dar dentro d'água(manobra bem difícil), essas coisas todas quem determina são as ondas e sua intensidade. Costumam se insinuar aos poucos, mas podem mudar de repente, pegando os desavisados. Apenas os seres do mar foi que não ligaram muito pra isso. Quem se adaptou beleza quem não, se fu... Ou passou a viver em Terra, ou nos rios, mas no mar, apenas os bonzões suportaram a atividade maior, incluindo o barulho que também acabou por aumentar.

Os seres marinhos, ao notar as ondas apesar de saber que suas vidas, pela ação mais frenética, seria mais curta, mas para não negar que eram filhos da puta do mar, gostaram, pois quem nasce no mar é assim: Aprecia adrenalina mais do que os seres da Terra e do ar, por incrível que pareça. Apenas aperfeiçoaram melhor o nado, desenvolvendo nadadeiras melhores. As ondas passaram a ser suas vadias preferidas, pois, salvo os seres beeeeemmm lá do fundão, todos, sempre volta e meia gostam de chegar na superfície, nunca em busca de alimento, pois isso tem de sobra no fundo, mas para se divertir á custas dos seres terrestres e aéreos, mas muitas vezes eles é que acabam se fodendo. Isso tudo por culpa das ondas, que presenciam toda a sacanagem que virou, principalmente e sobretudo o mar, depois que elas surgiram.

Ver também, se achar que deve[editar]