PEC 37

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
PEC 37 faliu!
Graficozero.JPG Nem o BNDES quita suas dívidas!

Outros que ficaram no vermelho.

Mestre José Sarney parabenizando seu discípulo Lourival Mendes pela belíssima criação.

Cquote1.png Quantas vezes podem pecar? Até 36 vezes. Mas nunca PEC 37! Cquote2.png
Inri Cristo

Proposta de Emenda Constitucional 37/2011, apelidada "carinhosamente" como PEC 37 ou PEQUE 37 foi um projeto de lei brasileiro que visava foder com o ministério público e com investigadores da imprensa, do Facebook, do WikiLeaks e do diabo que o carregue, limitando qualquer tido de investigação no país a tão somente a polícia, e claro, a banda podre da polícia, lógico! A sim, as CPIs também permaneceriam tendo superpoderes de investigação, mas ai né, sob total controle da máfia de Brasília. Seu autor foi o deputado Lourival Mendes (PT do B do Maranhão), como uma homenagem ao seu mentor José Sarney (tenho até medo de dizer isso dele e depois tomar um processo...).

O STF, o Ministério Público, a Controladoria Geral da União, grande parte da sociedade, da mídia e até sua avó de cueca acharam que tal PEC ia ser a "PEC da Impunidade". Somente Ronaldo Fofômetro, famoso por desconhecer a diferença entre uma mulher e um traveco, não se opunha a lei e dizia que era muito boa pra sociedade, afinal Copa do Mundo não se faz com investigações.

No meio das badernas no Brasil de 2013, a votação da emenda na câmara dos deputados acabou jogada pro dia 26 de junho, mas adiantaram pro dia 25 de junho e aí 95% dos que iam votar à favor da PEC peidaram de medo e voltaram atrás, só uns 9 insistiram na merda e 2 ficaram em cima do muro, decretando a morte definitiva do projeto, para toda a eternidade.

R.I.T. (Descanse em Tormentos), PEC 37.

Ver também[editar]

Links externos[editar]

Este artigo é um esboço, como os livros de Paulo Coelho.
Você pode ajudar a Desciclopédia se rabiscá-lo ainda mais.