Partenogênese

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Darwin Pokémon.gif Este artigo é relacionado à biologia.

Se uma tênia sair do seu rabo, não mexa!

NewBouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Partenogênese.
Bem que tua tia gostaria muito que a partenogênese ocorresse em humanos...

Partenogênese é quando a fêmea consegue ter um filhote, sem que o macho a fertilize, gerando assim um filhote corrompido. Ela surge a partir do momento em que a fêmea tem o filhote, sem a necessidade de que um macho apareça para transar com a fêmea e fecundar o óvulo. A partenogênese é muito comum em plantas, insetos, largatos e até mesmo perus! Mas o exemplo mais famoso é Jesus Cristo, que nasceu da Virgem Maria por meio de partenogênese.

Apesar de ser possível, na verdade a partenogênese só ocorre em casos em que a fêmea é uma encalhada que não consegue arranjar marido, ou ela é uma tribufu que não tem como arranjar namorado por ser feia pra cacete, mas mesmo assim elas querem ter filhos.

A partenogênese é defendida pelas feministas como forma de poderem se libertar da opressão masculina, pois elas poderão ter filhos sem precisar dos homens, e assim poderão ter um mundo cheio de mulheres, sem nenhum homem.

Em abelhas[editar]

Nas abelhas ocorre um fato óbvio que todo mundo já sabe: Ambos óvulos fecundados e não-fecundados podem gerar filhotes.

Os óvulos fecundados são os culpados por gerar as rainhas e as putas operárias. A diferença é o tipo de merda que se dá para alimentar as formas larvais:

  • As larvas que originam operárias são alimentadas com arroz, feijão (às vezes não tem feijão), e quando muito um ovo frito ou carne moída.
  • As larvas que originam as putas de luxo rainhas são alimentadas com caviar, bacalhau e na grande maioria das vezes, acompanhados de trufas italianas e uma taça de champagne.

Os zangões, que são alimentados da mesma comida de pobre que as operárias, são bastardos, uma vez que resultam de óvulos não-fecundados, e por isso, eles não conhecem o pai e o pai não os conhece, porque eles não possuem pai. Eles só possuem a mãe, da qual eles herdaram todas as características, inclusive a feiura, a tendência a engordar e é claro, o gosto por dar a bunda.