Pasta de dente

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Sorriso! AAAAHHHHH! Cquote2.png
Comercial escroto da pasta Sorriso, que passa a cada 3 minutos em algum canal sobre pasta de dente

Cquote1.png Desliga esse videogame e vai escovar os dentes pra ir dormir logo, moleque dos infernos... Cquote2.png
Tua mãe sobre importância de escovar os dentes

Cquote1.png *o* meus dentis fikam limpínhús puke eu usu kolgati todus os dias *---------* Cquote2.png
Otaku viadinho sobre pasta de dente

Cquote1.png Porra, eu lembro que eu era uma moça ainda quando inventaram essa merda! Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre pasta de dente

O sonho da sua mãe, e o seu pior pesadelo.

Introdução[editar]

Pasta de dente ou creme dental é aquele creme, normalmente com gosto mentolado, que você usa pra escovar os dentes e prevenir-se das cáries. Se bem que 99,9% da população brasileira tá pouco se fodendo pra isso, e aliando-se isso ao consumo diário de pastéizinhos, trakinas e bebida 666, o que temos aqui é uma população de bocarras podres apesar de que a composição das pastas de dentes também não ajudam lá muito.

Na Coréia, a principal matéria-prima do creme dental é cocô de galinha, pois acredita-se por lá que esse cocô tem grandes propriedades medicinais.

Origem[editar]

É assim que você acha que os seus dentes vão ficar, se comprar aquela pasta super cara da Colgate...

A primeira pasta de dente da história foi inventada há somente quatro mil anos, no Egito, quando Tutankamon (se é que se escreve assim) estava cismando que os seus dentes estavam começando a ficar amarelo-esverdeado e cheirando pior que suvaco de negão. Então, ele mandou os seus súditos mais inteligentes irem fazer algum tipo de coisa que pudesse pelo menos amenizar aquele cheiro horrível na boca (e as dores das cáries).

E assim surgiu a primeira fórmula do creme dental: sal, pimenta e flor de íris. Claro que, com uma composição dessas, a pasta (além de ter um gosto horrível) não dava muito conta do que era pra ser sua tarefa principal, limpar os dentes e deixar um hálito fresco. Tutankamon morreu porque suas gengivas ficaram podres. Anos, anos, anos e mais ânus se passaram, até que depois de um tempo passaram a usar água salgada e sabão, o que também não dava nada muito certo, pois às vezes ocorria de se engolir sabão sem querer, o que poderia causar intoxicação alimentar.

Só em 1873 foi que inventaram a pasta moderna que usamos hoje, aquela porcaria que tem tanto flúor na composição que o índice de pessoas com fluorite em pelo menos algum dente é elevadíssima. Mas ainda assim, antes isso que meter pimenta e sal na boca, não?

Como essa invenção é vista/usada hoje[editar]

Isso, além de não adiantar porra nenhuma, não vai te prevenir de perder os dentes na velhice, MWAHAHAHAHAHA!

Hoje em dia, usamos pasta de dente (mesmo sendo uma merda) por dois motivos principais: porque tua mãe te obrigava, desde pequenininho, a escovar os dentes sempre após as refeições e antes de dormir e, principalmente, por culpa dos doces e refrigerantes que não conseguimos parar de consumir. Aí ficamos com os dentes cariados, começamos a nos lamentar e comprar sempre a pasta mais cara da prateleira, numa tentativa fracassada de se redimir.

Na verdade, as pastas de dente possuem um efeito muito fraco também, elas só fazem efeito mesmo se você escovar os dentes dez vezes por dia, e também após cada chiclete, bolo, suco, ou mesmo água que você consumir. E como ninguém faz isso, e só se alimentam a base de Mc Donalds e Coca-Cola... Afinal, se os cremes dentais realmente fizessem efeito, não teríamos que comprar tanta pasta, e ainda assim se queixar de cáries a cada mês, nem teria gente se queixando de fluorite.

Ou seja, isso tudo não passa de um grande golpe das marcas de creme dental, que fazem as pastas assim propositalmente só pra você comprar mais.

Ver também, se quiser[editar]