Paulista Futebol Clube

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Paulista Futebol Clube
Escudo do Paulista.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial ListadePau Futebol Clube-Etti
Origem link={{{3}}} São Paulo- Jundiaí
Apelidos Galo
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Paulista
Divisão Quarta Divisão
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Cquote1.png Você quis dizer: Etti Jundiaí Cquote2.png
Google sobre Paulista Futebol Clube
Cquote1.png Isso aí é uma ONG!! Cquote2.png
Torcedores adversários sobre Paulista de Jundiaí
Cquote1.png Essa porra tem que disputar interclasses Cquote2.png
Torcedores adversários sobre Paulista de Jundiaí
Cquote1.png TIME MEDÍOCRE QUE NÃO PAGA SALÁRIO Cquote2.png
Jogadores contratados sobre Paulista de Jundiaí
Cquote1.png O time que conseguiu o impossível na copa paulista 2014 - desclassificação Cquote2.png
Torcida do Paulista sobre Paulista de Jundiaí
Cquote1.png O time que não teve uma vitória sequer no paulistão 2014 Cquote2.png
Torcida do Paulista chorando sobre Paulista de Jundiaí
Cquote1.png Como o Flu perdeu pra esse time de baitola!! Cquote2.png
Torcedor do Fluminense sobre Paulista de Jundiaí
Cquote1.png Nós perdemos o jogo porque os Empresários do paulista nos dariam 1 milhão de dolares se a gente facilitasse o jogo Cquote2.png
Goleiro do Fluminense em 2005 que na verdade tinha 11 anos sobre Paulista de Jundiaí
Cquote1.png Paulista de Jundiaí? Cquote2.png
Qualquer torcedor ao redor do mundo sobre Paulista de Jundiaí
Cquote1.png Paulista de Jundiaí? pensei que estivessemos falando de futebol Cquote2.png
Galvão Bueno nervoso com Casa Grande quando ele falou do Paulista

Paulista Futebol Clube é um suposto time pequeno de futebol que teve aí seus 2 anos de auge em alguma época, mas não tardou em despencar e sumir.

História[editar]

Fundação[editar]

Certo dia funcionários da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, depois de ganhar os seus salários atrasados de 8 meses, com a bagatela fizeram uma festa em um boteco no centro de Jundiaí, depois de várias latas de cerveja e muitos momentos duvidosos, um homem chamado Moisés Negão (discípulo de Jesus Negão) pediu a atenção de todos e propôs fundar um clube de futebol com o dinheiro restante, crentes que seria um ótimo investimento, então assim foi fundado o então Jundiahy Foot Ball Club.

Primeiros jogos[editar]

De 1919 a 1932 o Jundiahy foi filiado à APAE (Associação de Pais de Alunos Especiais) onde jogava com outros times no seu mesmo nível de capacidade intelectual, o que explica a ausência de notícias sobre a trajetória do clube nestes anos longínquos.

Lousano Paulista[editar]

Cansado de tanta humilhação e um sobe e desce de divisões estaduais, o Jundiahy mais parecia couro de pica e no ano de 1990 tomou uma decisão radical, vendeu-se para uma empresa de cosméticos masculinos de depilação e barbeagem, a Lousano, e passou a se chamar Lousano Paulista, parceria que obviamente não teve sucesso, do contrário você já teria ouvido falar de algum time de futebol chamado "Lousano"

Etti Jundiaí[editar]

Em 1998, a Lousano percebendo o péssimo negócio que havia feito, e os rios de dinheiro que havia desperdiçado naquele clube, foi embora, e o nome mudou agora para Etti Jundiaí e agora a parceria era com um grupo internacional de banco de esperma, a Parmalat, que trouxe bons investimentos ao clube onde muito dinheiro foi lavado.

2000: Paulista[editar]

No ano de 2000 a Parmalat foi condenada e o time agora tinha que decidir de novo um novo nome... Depois de tanta manguaça, os jundiaianos estavam com muita ressaca e dor de cabeça e ânus, daí com preguiça e sem criatividade para pensar em um nome descente, colocaram logo Paulista Futebol Clube, que ficou conhecida como As Bibas de Jundiaí. A torcida do Paulista chama o clube de Gaylo Galo, e por essas que se estipula que tenha 356 clubes que são chamados de galo, mais um exemplo de falta de criatividade.

Série C de 2001[editar]

Considerado o segundo maior título de várzea do clube, o Paulista foi o campeão da Série C de 2001, glória que só perde para a conquista da Copa do Brasil, o Paulista disputou com times fortíssimos como Mogi-Mirim, Guarani de Sobral e Atlético Goianiense e assim levou a taça.

Campeonato Paulista de 2004[editar]

Num campeonato estadual onde o Paulista enfrentou primeiro uma Ponte Preta nas quartas-de-final e depois o Palmeiras na semi-final, para chegar na final e se deparar com o São Caetano, o Paulista se sentiu em casa jogando uma Série A2, e por isso foi tão bem. Mesmo assim decepcionou e morreu na praia perdendo os dois jogos das finais. Mas eles se orgulham de um vice-paulista mesmo assim.

Copa do Brasil de 2005[editar]

Em 2005 o Paulista foi o time responsável por revolucionar holisticamente a maneira pela qual a Copa do Brasil simbolizava ou representava para um clube de futebol. Depois do título cagadíssimo do Paulista em 2005, todos outros times que também ganharam apenas 1 Copa do Brasil viram o seu título nacional ser reduzido a um pedaço de bosta, pois a frase "até o Paulista tem uma Copa do Brasil" desmoralizava qualquer um que desejasse gabar-se da conquista de apenas uma Copa do Brasil... e os times que nunca ganharam uma Copa do Brasil então, aí que é pior.

Sobre o desempenho do time, foi horrível como é sempre de se esperar, e se foi campeão, foi tudo graças às condições precárias de seu estádio, um verdadeiro lamaçal, que fez valer o mando de campo, pois o Paulista naquela edição de Copa do Brasil perdeu definitivamente todos jogos possíveis que foram fora de casa.

Libertadores de 2006[editar]

Sabe quando vemos aqueles times de nomes bizarros da Venezuela que nunca ouvimos falar antes? Times tipo Boyacá Chicó, e que quando alguém perde para eles vira alvo de zoação? Foi mais ou menos isso que os argentinos sentiram quando viram que o River Plate caiu no grupo do Paulista de Jundiaí em 2006. A campanha na Libertadores do time paulista óbvio que foi medíocre, talvez eles se orgulhem da vitória por 2x1 sobre o River Plate em casa, embora esqueçam da derrota de 4x1 para o mesmo River Plate fora de casa.

Série B de 2007[editar]

O ano de 2007 marcou o início do declínio do clube, péssima campanha na Série B e rebaixamento decretado para a Série C.

Série C de 2008[editar]

Caiu num grupo moleza, mas mesmo assim fez feio, perdeu a vaga para um time chamado Duque de Caxias, vê se pode!

Série D 2009[editar]

Não dá pra dizer que o Paulista rebaixou na Série C de 2008, mas é o que parece quando vemos o time disputando a Série D de 2009, o último suspiro de fôlego do então ex-time de futebol no cenário nacional. Numa sofrida primeira fase pena para vencer os fraquíssimos times cariocas de Friburguense e Madureira.

Com uma campanha ilusoria onde até mesmo seus torcedores acostumados a ver o galo levar inúmeras surras acreditaram que o time seria campeão , foi quando a CBF descobriu que os árbitros da primeira fase foram comprados já que são arbitros de várzea pois nunca apitaram a jogos decentes não foram os mesmos da segunda fase o que prejudicou e muito no desempenho do time , já que dependia do apito amigo para sair vitorioso em seus jogos com isso o time foi eliminado pelo Macaé tradicional clube do RJ.

Campeonato Paulista de 2014[editar]

Com o rebaixamento até no Paulistão de 2014, o clube desiste de uma vez e finalmente abre falência.

Estádio[editar]

O estádio foi inspirado no Doutor Jaime Bicha, um médico da empresa Companhia Paulista de Estradas de Ferro,como o médico era muito íntimo dos funcionários e chegava a atende-los em suas próprias casas em mutirões semanais, os funcionários deram essa homenagem, e outras coisas que não foram divulgadas.

O clássico que marcou o jogo de estreia do Estádio Jaime Bicha se tornou o jogo mais popular da época (pelo menos em Jundiaí), era o clássico Paulista de Jundiai contra Corinthians Jundiaiense, que terminou em 1 a 0 para o Corinthians Jundiaiense, o gol saiu quando o juiz aos 45 minutos do segunda tempo marcou um pênalti fora da área, cometido por Pudim em cima de João Vadalcu. Marrentinho Carioca (hoje no Tabajara F.C.) marcou o gol.

Torcida[editar]

A Torcida do Galo se organiza em 10% de bêbados, 2% de bandidos, 3% são mendigos, 5% são gays e 80% são bêbados, bandidos, mendigos e gays. A torcida organizada mais famosa é a "Raça Tricolor", que foi criada junto com o movimento emo.

Títulos[editar]

  • Copa do Brasil - 2005 em um campeonato onde até o Ceará conseguiu ir para a semifinal.
  • Campeonato Brasileiro da 3°Divisão - 2001
  • Outros títulos de expressão minuscula como o Paulistão Sub-17,Copa FPF,Campeonato Paulista da Série A2 e ganhou 2 International Interior Paulistation Cup.