Pensamento

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Cantinho do pensamento, bem adequado.

Pensamento é o que se forma em qualquer coisa que se possa definir como cérebro, mesmo que ele seja minúsculo e pouco complexo, sendo cérebro, dizem os especialistas, é capaz de ter pensamentos, ainda que seja apenas sobre comida, acasalamento(ou reprodução assexuada) e onde e quando cagar. Esse último item, alguns não pensam muito, simplesmente andam cagando. Conclusão, se é assim, os seres humanos pensam.

Primeiro pensamento[editar]

Cérebro humano sendo obrigado a ter apenas pensamentos úteis.

Se para que exista o pensamento(e olhe que pensamento não existe, mesmo os pensamentos concretos), basta apenas cérebro, simples: O primeiro pensamento surgiu quando o primeiro cérebro, podendo ser assim chamado, se formou. Lembrando que não é preciso pensamentos muito elevados, longe disso, apenas pensar em qualquer coisa é um pensamento, com isso a definição de pensamento não é nada exigente. Inclusive o primeiro pensamento pode ter sido algo maravilhoso, ou o bicho pensou apenas em algo como comida, ou se deu conta de que algo saía de seu ânus, caso o tivesse, pois à seres que possuem cérebro, mas sequer têm aparelho excretor.

Exemplo de pensamento de pobre sublime.

Se duvida pode perguntar àquele Google, nosso amigão douto. Ora, um de seus profes é que não seria, mesmo tendo haver com a matéria dele, uma pergunta dessa, ele pode não verbaliza a resposta, mas pensará em mandar tomar no lugar que alguns organismos menos complexos não possuem. Isso se notará logo na cara dele ou dela. Já fiz esse teste, mas não obedeci ao grande pensamento do profe. Se você quiser perguntar e depois ainda obedecer, fica ao seu gosto.

O primeiro pensamento claro que não é possível saber, os religiosos insistem em que foi haja luz ou algo assim, mas como poderia ser? O primeiro cérebro, ainda que divino já sabia o que era luz? Se sabia esse não teria sido o primeiro pensamento. vamos à reza, então. Se o primeiro foi haja luz, esse ter enxergava para distinguir claro de escuro, o que não significa que ele possuía pensamentos racistas ou algo do tipo. Se ele pensou em luz, é porque seu pensamento foi sublime, e não algo como cagar, se alimentar ou se acasalar. Porque pensar antes em luminosidade denota criatividade: Sem luz não se desfrutaria muita coisa, sequer se saberia das cores.

... mas, veio um pensamento agora: se ele queria luz para ficar mais fácil achar, comida, bebida, onde cagar e se havia outro ser gostosa por ali para se acasalar... Não teve jeito, os primeiros pensamentos foram sobre as necessidades básicas e o ser divino quis luz, apenas para achar essas coisas com mais facilidade.

Sem pensar[editar]

O primeiro pensamento foi luz, mas e para chegar à alumiação como alguns dizem ser a principal busca de qualquer ser que se preze? Muito simples, pra achar a luz, deve-se parar de pensar... O que não significa se tornar imbecil e o mais imbecil possível. Até porque, como se sabe, toda e qualquer asneira, se forma no cérebro como sendo pensamento antes. Ou seja, o nome pensamento pode ser dado à qualquer merda que apareça na cabeça de um ser que tenha cérebro.

O que se pode pensar disso tudo? Simples: A natureza leva bilhões de anos para formar seres que pensam, elabora um cérebro extremamente complexo que é capaz de pensar, mas o problema é que 90% do que se passa nos inúmeros côcos feitos com tanto trabalho e beleza, não passa de um grande monte de bosta e, ainda, a maioria dessas porcarias sequer é necessário que se pense algo a respeito. Ou seja, para ser inteligente, há que aquietar o cérebro e ter o menor número de pensamentos possível... Nem sei mais como explicar isso, vou pensar antes.

Adivinhando/lendo pensamentos[editar]

Faça um esforcinho e repare na expressão do dragão atrás da moça: O que será que ele está a pensar?
Prefere correr ou tentar adivinhar o que ele está pensando?

Para adivinhar pensamentos deve-se ter um grande cérebro saco para prestar atenção não apenas na face, mas no gestual todo e, ainda não se pode ter 100% de garantia, por isso, apenas aqueles seres alumiados citados da sessão anterior são capazes de adivinhar pensamentos. Provavelmente eles não usam meios comuns como a observação, ou ao menos, não apenas ela.

Pode ser que, se para atingir a luz deve-se calar os pensamentos, esses seres por não ter quase nenhum povoando a própria cabeça, ou seja, nada de fadinhas estranhas sobrevoando e nada de gnominhos verdes(ou de qualquer cor) nos ombros, eles têm a capacidade de advinhar o dos outros pois a mente deles tem espaço de sobra sem o monte de pensamentos que é comum aos demais.

Todavia, eles não usam muito a adivinhação, na verdade leitura mesmo, que também não é leitura é sensação, mas é como se fosse uma leitura, de tão preciso que é. Eles nem devem gostar do que descobrem na cabeça dos outros, assim preferem procurar seres mais sublimes para comunicação, que o seja algo como um golfinho ou um Aie-Aie.

Ver também, se quiser[editar]