Pirassununga

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Serjão entrevista.jpg Enxada-1.png Esti artigu é caipira, sô!! Enxada-2.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!


Pirassununga
Pirassununga3.GIF
Bandeira
Hino: Aí eu bebo, aí eu bebo... Bebo pa carai... bebo pa carai...
Localização Zona Rural do Acre
Idioma Caipirês
Clima Frio pa carai
Estilo Músical Sertanejão mais corno possível
Economia Tráfico de gatinhos e exportação de caipirinha
População 75.000 pessoas e 12.000 cariocas

você quis dizerRússia Do Brasil Cquote1.png Você quis dizer: Fim do Mundo Cquote2.png
Google sobre Pirassununga
Cquote1.png Eu aprecio mais a merda do que esta cidade!... Cquote2.png
Alborghetti sobre Pirassununga

Cquote1.png U cão foi quem butô pa nói bebê... Cquote2.png
Jeremias sobre o que população de Pirassununga produz

Cquote1.png Não tem Internet nessa porra não? Cquote2.png
Habitante da região metropolitana sobre Pirassununga

Cquote1.png Lembrei onde perdi minhas botas... Cquote2.png
Judas sobre Pirassununga

Cquote1.png Eu não furtei a merenda... Cquote2.png
Alckmin sobre Pirassununga

Cquote1.png Peraí que merda é essa? Cquote2.png
D. Pedro I! ao chegar acidentalmente em Pirassununga

Cquote1.png Isso no ecziste!! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Pirassununga

Cquote1.png Caraca, não tem favela e o mercado do pó!! Cquote2.png
Carioca sobre Pirassununga

Cquote1.png Caraca, não tem arrastão!! Cquote2.png
Carioca sobre Pirassununga

Cquote1.png Caraca, não tem nada!! Cquote2.png
Carioca sobre Pirassununga

Cquote1.png Caraca (chorando), quero minha transferência!! Cquote2.png
Carioca sobre a AFA e Pirassununga

Pirassununga é um vilarejo no interior de São Paulo, mais conhecido por ser local de nascimento de grandes personalidades, como Jeremias e Jeca Gay. Recebeu em 76 a.C. a visita do imperador D. Pedro II, que chegou acidentalmente aqui. Tempos depois, índios honrados com sua visita deram início ao crescimento do local. É reconhecida pelo Governador Geraldo Alckmin e por Jeremias como melhor lugar para se tomar umas e melhor lugar para se comer peixe, herança dos índios que aqui viveram. Geralmente aparece nos cartões postais com uma ponte velha e caindo aos pedaços, que fica em cima do rio onde uma usina hidrelétrica se instalou, mas fechou por não pagar a conta de luz.

História[editar]

D. Pedro II descansava no palácio, ouvindo seus cd's do Calypso, quando lembrou-se da história de uma ótima zona, no interior do estado de São Paulo, onde se produzia a melhor pinga do mundo... Partiu o Imperador rumo ao interiorrr, buscando o lendário lugar. Quando chegou no ponto indicado no mapa, não viu nada, ou seja, tinha chegado em Pirassununga. Ficou um dia hospedado no Hotel em frente da Rodoviária, tomou muitas biritas no Bar Azul e foi embora. Índios da região, maravilhados com a visita da ilustre personalidade, fundaram uma loja de sapatos artesanais naquele local, a qual mantém o mesmo nome até hoje: Madri Magazine. Ergueram aldeias resistentes e plantaram e colheram bons frutos, até serem vítimas de uma invasão de agricultores que os dizimaram e começaram a plantar cana, marcando para sempre o caráter rústico dos habitantes de outrora vilarejo. Muitos anos depois, durante a Lei Seca nos Estados Unidos, um coronel da FAB, viajando de avião, foi vítima de uma zona cega logo acima de Pirassununga, caindo no vilarejo. Impressionado com a topografia do local, convenceu o governo a desapropriar uma região na zona rural da cidade com o propósito de plantar muita cana de açucar para produzir pinga e exportá-la para os EUA. Foi aí que surgiu a FAYS e a AFA. Graças a um financiamento de Sr. Burns, o auxílio de Jeremias na produção da bebida e a proteção de Geraldo Alckmin, o vilarejo logo passou a ser chamado cidade. Até hoje a pinga é produzida em Pirassununga e tem o nome cabalístico de 51. Inova-se cada vez na produção e um exemplo é a caipirinha com maconha. Já o nome da cidade de "Pirassununga", em verdade, foi dado pelo povo Tupi-Guarani que habitava Cachoeira de Emas, cujo significado apoia-se em duas palavras: Pirá (terra), Ssu (longe) Nunga (pra caramba).

Imagem de uma cozinha comum em Pirassununga
Jovem pronto para a balada

Vida[editar]

O fato mais grandioso do município (menos para os nacidos nessa terra) é ter uma base Aérea. Nela centenas de inúteis (conhecidos como cariocas) ocupam alojamentos e salas de treinamento com objetivo de gastar o dinheiro público em instruções de voo com aeronaves do tempo do onça. Na falta de recursos para tais atividades, o jeito é passar o dia jogando futebol. Ninguém sabe, mas o fato é que se um dia nosso país entrar em uma guerra e precisar dos pilotos acrobatas fanfarrões de Pirassununga nossa nação estará no bico do corvo. Daqui saem os ases da aeronáutica nacional!!! Um super centro de formação de pilotos de aviões da segunda guerra. A industria cinematográfica norte-americana frequentemente recruta pilotos de Pirassununga para conduzir aeronaves de museu em filmes épicos, principalmente os ambientados na época do 14 BIS de Santos Dumont.

Escola[editar]

Osmarina: Encontra-se na periferia da cidade e todos os seus alunos são emos e comedores de cola.

IEP: Escola do capeta. Seus alunos vieram todos do Sayão de Araras ou da Favela da Rocinha. Jogam todos os dias carteiras pela janela para testar a gravidade (são retardados) e adoram jogar bombinha no cu dos professores. Se um dia ir para Pirassununga, se espantará com o número de manos e noiados em uma só escola.

Loreto: Escola de pobre onde seus alunos são todos idiotas e que pensam que estão causando, mas não se passam de um noiados.

Movame: É uma escola preparatória para entrar nessas merdas de EPCAR e afins. Os alunos não comem uma mulher a anos e só pensam em matemática e física.

Kennedy: Escola de padre. Só tem aluno riquíssimo e metido. Patricinhas de Beverly Hills mimadas pelas mães e são todas chupeteiras. Adoram ir na praça central da cidade de sexta-feira para pegar um noiadinho e levar para a casa se exibir e brincar um pouco de pole dance. Os muleques na maioria são enrustidos que entram no Chat UOL pra dar pra um negão qualquer da Zona Norte.

Objetivo: Escola dos pobres que acham que vão mudar a história da família se esforçando para pagá-la. Vivem se colocando como o melhor colégio e curso (de acordo com o Divino Instituto Datafolha) mas não aprovam ninguém. Gostam de colocar a culpa nos alunos para explicar que não têm a melhor nota no ENEM na cidade. Professores esquerdistas que odeiam a elite branca, opressora e preconceituosa (possível referência aos alunos do Kennedy). Aliás, estes dois competem inutilmente sendo que ambos são verdadeiras fábricas de dinheiro).

Liceu: Escolinha do sítio. Se você está procurando estudar em um sítio, va pra lá. Ficará surpreso com o número de galinhas em um só lugar.

Interativo: Escolinha da favela. Onde alunos usam a mesma calça jeans o ano todo e se acham descolados por isso, mas na verdade não passam de um bando de retardados. Compete com o IEP e diz aprovar em todas universidades, mas não passa de uma escolinha qualquer.

SESI: Escolinha do barulho. Alunos acham que são os ricos, mas na verdade, os pais não tem condições de pagar uma escola particular para eles e reclamam todo o ano do preço do material que só tende a subir cada vez mais.

ETEC: Mais conhecida como Paula Souza. Alunos nerds (e retardados). Selecionados apenas 80 na cidade para ingressar lá e quando se é selecionado se acha o gostosão. Depois que são selecionados entram na escola e deixam o estudo de lado pra ficarem o dia inteiro jogando ping pong e Magic. Todo ano há trote para os novatos (Uma Merda). É isso =)

Paulo de Barros: Noiados, cheiradores, punheteiros, biscates, vadias.... quer algo mais? Bem-vindo ao Inferno.

Opção: É basicamente um bordel ou uma fábrica de berrantes.Metade da cidade tem mais chifre que nelore, e é nessa escola que os berrantes são polidos

O resto é apenas RESTO e que não merece ter destaque aqui.

Localidades[editar]

Centro - Ocupado principalmente por estabelecimentos comerciais, que costumeiramente vão à falência, e por moradores da terceira idade. Possui belas residências do início do século XX, mas que estão caindo aos pedaços, pois seus moradores da terceira idade não tem dinheiro para reformá-las, apenas pro remédio.

Zonas Norte (Laranjeiras), Sul (Redenção), Leste (Ferrarezi) e Oeste (Guilhermina) - São os subúrbios da cidade (e bota longe nisso). Ocupadas principamente pelos pobres da cidade pobres que só sabem vender peixe pois não tem nada melhor para fazer , e serevem de rota de fuga para grandes (grandes?) assaltos a padarias e mercadinhos. São o berço dos presídios.

Cidade Jardim - Ocupada pelos:

I - bilionários: donos de empresa de cachaça.

II - milionários: donos de empresa de jóias e traficantes;

III - ricos: especuladores; e

IV - que-se-acham-ricos: oficiais da reserva da AFA e do Quartel.

Quase 100% da sua população financia seus imóveis na Caixa, compra seus sedans (New Civic e Corolla) financiados em 80 vezes na BV Financeira e sempre estão endividados até a tampa.

Santa Fé e Cachoeira - Gastam grande parte do seu tempo e dinheiro em viagens de ônibus para a "cidade". São os financiadores da Viação Pirassununga.

Vila São Pedro - É a Faixa de Gaza pirassununguense. Evite passear por lá à noite, pois você corre o risco de sair sem dinheiro, sem tênis, sem roupa ou até mesmo sem a vida.

Campus da USP - Junto com a AFA, é um dos pólos que movimenta a economia de Pirassununga, isto é, dá dinheiro pros ricos da Cidade Jardim e pros velhos do Centro. É populada por forasteiros paulistanos e sexualmente-desorientados campineiros que se acham moradores de grandes metrópoles e odeiam o caipirês, mesmo tendo escolhido estudar aqui e não em outro lugar! É conhecido pelas famosas festas noturnas que infernizam todos os velhos moradores do Centro, onde estão localizadas as maiorias das repúblicas. Também está anexa à Vila Estudantil da USP, ou para os nativos de Pirassununga, bairro Clayton Malaman, um lugar ocupado por estudantes ricos, mas não tão ricos quanto os moradores da Cidade Jardim, e que estão cercados pela pobreza alheia (em outras palavras: o lugar PERFEITO pra se conseguir roubar um notebook novinho ou aquela geladeira Brastemp!).

Nova Era[editar]

A população de Pirassununga vive com grandes benefícios da tecnologia, acordando sempre com o canto do galo e utilizando o sol para determinar suas horas, sendo berrantes o principal meio de comunicaçãoou não. Recentemente promoveram uma campanha para financiamento de carroças, visando maior conforto ao cidadão. Além disso, jovens se divertem aos fins de semana dançando quadrilha para aproveitar o investimento em fogos de artifício que abrilhantam o céu da cidade, é São João o ano todo. O Programa Internet Para Todos avança e logo todos compartilharão o livre acesso, segundo a Mãe Diná.

A lendária caninha 51

Méritos municipais[editar]

  • A * Pirassununga produz a única cachaça feita com o legítimo extrato de gatinho.
  • Pirassununga talvez seja única cidade que atrai milhares de turistas todos os domingos só para nadar num riachinho, comer peixe e tomar cachaça.
  • Pirassununga mostra que é possível sobreviver no interior do estado mesmo tendo apenas merda para se fazer.
  • Pirassununga é a única cidade do Brasil famosa por causa da pinga, isso explica porque o passarinho canta, e é a cidade predileta de jeremias.
  • Já serviu de cenário para vários filmes de Mazzaropi.
  • Nas noites Pirassununguenses, você pode se divertir no Bobódromo, também conhecido como "bunda-suja": centenas de jovens desperdiçam seu tempo livre sentados nas marquises das lojas e na calçada da principal avenida da cidade, podendo se deliciar com o maravilhoso cheiro de maconha, e se caso tiver um carro, com o prazer de uma puta.
  • Em defesa do povo pirassununguense: "Sr. Editor deste desartigo: A vossa digníssima teve 50% da culpa. Quando estiver um pouco mais manso, venha tomar uma cachacinha com a gente. Abs"

Curiosidade[editar]

Apesar de ser menor que Piracicaba (terra do tigurf), é muito mais famosa que aquela cidade.

É a única cidade no mundo onde é meio-dia o dia todo, e toda noite é sem lua.

A cidade já ganhou várias vezes o prêmio de fofoca, onde vadias mal comidas criam Ask pra falar mal da vida dos outros.

Pirassununca foi fundada em 1823. Como no início deste artigo, Pirassununga é realmente ”Fim do mundo” e a ”Cornolandia” .

Ver também[editar]