Placebo (banda)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Passarinho.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Indiemo.jpg Let's see any iranian film?

Este é um artigo INDIE!

E deve ser chato.

Undersk.jpg


Cquote1.png Você quis dizer: Muse Cquote2.png
Google sobre Placebo (banda)
Cquote1.png Você quis dizer: Incubus Cquote2.png
Google sobre Placebo (banda)
Cquote1.png Você quis dizer: Brian Molko Band Cquote2.png
Google sobre Placebo (banda)
Cquote1.png Eles são retardados, falam de um K especial, de um viado de Nancy, e se fazem de franceses. Bando de posers. Cquote2.png
Qualquer um sobre Placebo
Cquote1.png Pop e comercial. Cquote2.png
Qualquer um sobre Placebo

Placebo é uma banda de glam-everything, rock alternativo, indie rock e post punk revival (punk poser) conhecida mais por ser confundida com o efeito que tem o mesmo nome. Muitos acham que a banda tem um nome realmente justo, visto que a pessoa que escuta essa banda normalmente pensa que está ouvindo algo incrível, sem igual, extremamente cult e que é impossível que alguma banda os bata - e, claro, que eles são melhores que os The Beatles. Mas, isso nada mais é do que uma pura impressão de quem está totalmente drogado e disperso à ponto de chegar à essa conclusão.

A banda[editar]

Placebo é formada por três integrantes sendo Brian Molko (vocalista, guitarrista e tecladista que ninguém sabe se é mulher ou homem), Stefan Osdal (baixista, guitarrista e teclista amigo colorido, peguete, amante e afins de Brian) e Steve Forrest (baterista Voyer). Um fato interessante é que é uma banda considerada "multi pátrias", já que cada integrante é vindo de um canto do planeta. Na verdade, são seres humanos expulsos pelos setores de inteligência de seus países de origem, que já temiam que algo tão ruim pudesse surgir de mentes tão qualificadas intelectualmente.

Brian Molko quando criança era um menino sonhador, um jovem miúdo que como todo bom belga só sabia de duas coisas: comer batata frita e comer chocolate. Aquele menino era um típico menino moderno, que se tivesse doze anos hoje, seria um "menino de Tumblr", que não perde uma atualização do feed de notícias do ask.fm e adora o We Heart It, o que mostra que hoje Brian também seria um menino feliz.

Trajetória[editar]

Ganhando fama[editar]

Álbuns[editar]


Freeza está atacando este artigo.
Solte um Kame Hame Ha para defender este artigo!