Pois é

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Típico falador de Pois é.
Pois é surgiu bem aqui.

Cquote1.png Você quis dizer: José Cquote2.png
Google sobre Pois é

Cquote1.png Essa tirada aí de cima não teve graça... Cquote2.png
Eu sobre Google

Cquote1.png Pois é... Cquote2.png
Google sobre Comentário acima

Cquote1.png Puis é, minina! Cquote2.png
Pobre sobre Pois é

Cquote1.png Poisé, poisé, poisé! Cquote2.png
Chiquinha sobre Pois é

Cquote1.png Pois ê, isso eqsiste. Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Pois é

Cquote1.png Poiff é. Cquote2.png
Lula sobre Pois é

Cquote1.png É né? Pois é... Cquote2.png
Você sobre Pois é


Pois é, o "Pois é" é uma expressão usada por pobres.

Sobre o "Pois é"[editar]

O "Pois é" é uma expressão do cume falado da língua portuguesa que surgiu num estado qualquer do Nordeste. O Pois se espalhou mais rápido que dengue na baixada e passou a ser utilizado entre gordas, pobres, feias, faveladas e qualquer combinação destas características, que, na falta de televisor em casa, decidiram chular e "estrupar" o pobre e incompreendido prutuguês. Essa prática cresceu e engloba novas ramificações como a troca da vogal "o" por sua parente "u" e o "s" pelo "z". Fanhos e mafagafos admitem gostar de engulfar o precioso espaço entre as duas palavras. Outros, preferem acrescentar um "r", tornando a expressão mais coisada. Sendo assim, é possível você falar "Pois é" de várias formas:


Puis é

Prus é

Poizé

Pusé

Poisséé

Poser

Pro Zé

Põe Zé

Boi Zé

Banzé

Pois é a puta que pariu

Aprendendo a usar o "Pois é" corretamente[editar]

Antes de generalizar, é dever dos sabidões da desciclopédia ressaltar que não é qualquer qualquer um que pode se utilizar do "Pois é". É obrigatório à um verdadeiro falador de "Pois é" parecer pobre. Para se aproximar disto, siga os passos a seguir:

1. Passe três dias sem tomar banho pra "ecolnomizá".

2. Calce sua haviana remendada com durex ou com prego e vista sua camisa de candidato eleitoral usada como de pano de chão.

3. Enxague e lave o cabelo com sucos naturais ou qualquer outro produto suficientemente degradante a fim de deixá-lo semelhante a uma esponja de aço( aká bombril).

4. Pegue os papelaum, as tauba, as preda, os pegro e vai realizá a construçaum du teu barraco debaixo do viaduto/puxadinho nos fundos da casa da tia filó.

4. Mate um cachorro a grito e faça torresmo; coma com ovo frito/pão com nata.

5. Nada de escovar os dentes, isso é coisa de bacana.

Pronto! Agora você já está apto a usar a expressão "Pois é". Mas como tudo no Brasil, agora que você aparenta ser pobre, deve seguir algumas regras ou irá preso. Vamos aprendê-las agora.

1. Nunca fale da forma correta. Se necessário, veja acima todas as formas possíveis de se falar Pois é.

2. Só fale Pois é se alguém te fizer uma pergunta. Exemplo: - Minina, tu foi pu churraisco na laje? - Puisé, minina, num deu.

3. Lembre-se de que o "Pois é" sempre deve vir acompanhado da palavra "minina" ou sua variante masculina; se estiverdes falando com um suposto homem, utilize-se de "rapais".

4. Fale em cima da pessoa (metaforicamente falando), para o "Pois é" causar impacto.

Cumpriu todos os passos? Puis é, agora você já pode falar "Pois é" à (puizé...não tem crase nesse 'a' =P) vontade!