Politicagem

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Huffraid.gif
Este artigo merece uma chance!
Este artigo tem sido ruim, mas promete que vai melhorar. Por favor não o delete! Ele pode mudar!

Politicagem é o ato de ficar falando e fazendo coisas idiotas em torno de questões políticas, podendo ser uma postura partidarista ou apenas babaca mesmo.

Se trata de uma manobra destinada a formar uma massa de alienados que ficam se digladiando por coisas que por vezes não tem lá grande importância, mas quando tem, o fazem de forma tão vergonhosa a ponto de desacreditar a política como um todo.

Tipos de Politicagem[editar]

  1. Politicagem Partidarista - Se baseia em tomar partido de algum miguxo qualquer, seja ele o Lula ou o Jair Bolsonaro por exemplo querendo empurrar goela abaixo que o seu político de estimação é o melhor e que todos os outros ou são corruptos ou mesmo estariam a favor do entreguismo ou algo que o valha.
  2. Politicagem Moralista - Se trata daquela politicagem voltada a apelar a valores morais com o objetivo de formar sua massa de manobra de caráter demagógico. Geralmente utilizam-se da suposta degradação dos valores morais para tentar pegar os trouxas pelo bico, sendo um expediente comum para hipócritas que utilizam-se da merda alheia para esconder a sua própria.
  3. Politicagem Ativista - É baseada na forçação de barra, sendo uma conjugação do Marketing de Guerrilha com stunts de gosto duvidoso com o objetivo de influenciar o máximo possível de pessoas em prol de sua causa. Expediente comum de movimentos tão dispares quanto o Greenpeace, o MST, os Vegans e a trupe que pede Intervenção Militar no Brasil contra a corrupção.
  4. Politicagem (Pseudo) jornalística - Baseado na produção exponencial de factoides ora irrelevantes, ora falseados, com o objetivo de levantar a moral de algum miguxo político de estimação ou metralhar algum desafeto. Aparentemente um desenvolvimento da politicagem partidarista, mas que muitas vezes tem fins meramente fisiológicos por parte dos cafetões da mídia que ganham milhões as expensas dos fake news da vida.