Portuário

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Porto de Galinhas, em Pernambuco. Tudo bem que lá não tem portuários, mas como também não tem galinhas, fica tudo igual

Portuários são pessoas que trabalham nos portos - não na cidade de Porto, em Portugal, mas nos terminais de carga e descarga de navios. Os habitantes da cidade portuguesa são chamados Portistas - não Porteiros, já que estes são os profissionais que trabalham junto às portas de orifícios edifícios, nem Portenhos, que são os habitantes da capital brasileira. Não se sabe porque eles se chamam Portenhos e não Buenairenses, já que o único a explicar o motivo foi o jogador Tevez.

Cquote1.png Jamanor porrem porrassiloquerê, rarro! Eeeeee... la pregunta? Cquote2.png
Tevez explicando a razão do gentílico "portenho"


Rotina do trabalho portuário[editar]

Os cidadãos que trabalham no porto são, muitas vezes, comparados com as profissionais do séquisso. Não só porque pegam no duro e agüentam peso nas costas, mas por vários outros motivos. Um profissional da área, que não quis se identificar, enumerou as seguintes razões:

  • Trabalhamos em horários estranhos, que nem as putas!
  • Nos pagam pra fazer o cliente feliz, que nem às putas!
  • O cliente até que às vezes paga bem, mas o chefe fica com quase tudo, que nem o das putas!
  • Nosso trabalho sempre vai além do expediente, que nem o das putas!
Portuário vistoriando o interior de um container
  • Somos recompensados por satisfazer as fantasias do cliente, que nem as putas!
  • Nossos amigos se distanciam de nós, e só andamos com outros iguais a nós, que nem as putas!
  • Nosso chefe tem um lindo carro, que nem os chefes das putas!
  • Quando vamos ao encontro do cliente, temos de estar sempre apresentáveis, que nem as putas!
  • Mas quando voltamos, parece que saímos do inferno, que nem as putas!
  • Sempre quando alguém pergunta o que fazemos, não conseguimos responder, enrolando a pessoa que perguntou, desconversando, que nem as putas!
  • O cliente quer sempre pagar menos e que façamos maravilhas, que nem as putas!
  • Todo dia, acordamos e dizemos: Não vou passar o resto da vida fazendo isso!, que nem as putas!
  • Mas não somos putas pois não fazemos secso todo dia, ao contrário das putas!!!

Depois dessa reflexão, o entrevistado resolveu deixar o emprego e passar a fazer programas. Hoje é um respeitado topa-tudo no bairro da Gamboa, Zona (opa!) Portuária do Rio.

Cquote1.png A gente não consegue mesmo largar as raízes Cquote2.png
Portuário transformista admitindo que adora uma mandioca

Trabalhando como portuário[editar]

Candidato a portuário em potencial

Se você pretende ingressar nessa carreira perigosa, insalubre e nada promissora, onde o mais alto que vai chegar é no topo de um guindaste (e, com sorte, tentar cair de lá para conseguir se aposentar por invalidez), é bom ter em mente os seguintes fatores:

  1. Você não deve ter vida pessoal.
  2. Não deve ter amor proprio.
  3. Deve ser sadomasoquista.

Caso se identifique com este perfil, procure a exploradora de trabalhos escravos Operadora Portuária mais próxima de sua casa e aliste-se inscreva-se! Com um pouco de sorte (ou não) o emprego é seu. Normalmente a concorrência não é grande, já que a maior parte das pessoas desesperadas por emprego prefere trabalhar como cobaia em laboratórios farmacêuticos ou enfermeira em asilos geriátricos.


Uma simpática simpatia[editar]

Segundo Walter Mercado, uma simpatia infalível para garantir o emprego de portuário é passar por debaixo de uma escada numa sexta-feira 13 antes ou depois de cruzar com um gato preto. Ao chegar em casa, derrame sal na mesa e quebre um espelho. Mas atenção! Não quebre o espelho e derrame o sal ANTES de sair de casa, porque senão você só vai conseguir emprego como Operador de Telemarketing. Esteja imaginando como seus pais estarão ficando decepcionados, senhor!