Primeira Guerra Gamística

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Primeira Guerra Gamística é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, Marisa Kirisame rouba outra técnica em Touhou

Cvania-nes phantombat fly.gif
Primeira Guerra Gamística é da época da Velha Guarda dos Games

provavelmente foi um dos motivos para a crise de 1983

Lindomar Turbo.jpg Você quer levar um PILÃO?

Este artigo envolve algo relacionado a brigas. Se você é homem o suficiente para encarar, vá em frente, mas não se esqueça de levar gelo!

Sora discursando para seus Heartless fiéis

Cquote1.png Você quis dizer: A primeira tentativa de criar Super Smash Bros. Cquote2.png
Google sobre Primeira Guerra Gamística
Cquote1.png Experimente também: O segundo grande Crash dos videogames Cquote2.png
Sugestão do Google para Primeira Guerra Gamística
Cquote1.png É coisa de louco meu!! Cquote2.png
Faustão sobre Primeira Guerra Gamística
Cquote1.png Aqui, a batalha já foi mais virtual... Cquote2.png
Gamer sobre Primeira Guerra Gamística

A Primeira Guerra Gamística foi a primeira guerra envolvendo personagens de jogos, com príncipios em Super Smash Bros., pois foi tudo na base da PORRADA (e muita maconha e cheiração de gatinhos).

O início[editar]

Sora buscando conselhos com Pateta e Pato Donald.

O continente de Quadrado-Nãointendo-Cega-Roquestrela passava por uma crise: as maiores potências ficavam mais poderosas e causavam conflitos entre elas buscando mais áreas para o comércio e mais recursos para produzir jogos de videogame sobre grandes heróis de cada país. Sora, representante afeminado da impotência de Kingdom Hearts, mandou frotas de heartless equipados com gayblades espionarem Hyrule só porque ele não gostava nem um pouco daquele país. Enquanto isso, o mesmo, Riku e Mickey chamaram Alex Kidd, representante de Miracle World, e Sephiroth, o ditador da União das Repúblicas Final Fantasistas naquela época, para fazerem uma aliança, assim formando a Tríplice Gamística. Caso algum outro país que não participasse da aliança atacasse um que participasse da aliança, a Tríplice Gamística iria se unir e mandar os ditos filhos da puta para a Puta que Pariu.

Alex, o Kid disse que ajudaria Sora em qualquer situação, exceto quando Hyrule atacasse a URFF e Kingdom Hearts, porque esse país era seu principal exportador de Rupee (aquele dinheiro o Link pega quando corta capim) para fabricação de moedas artesanais para seus sacos de dinheiro. Além disso, um pouco mais para frente, Alex, o Kid fará aliança com o elfo-loiro e se unirá a Triplice Antigays.

Quando a vaca vai pro brejo[editar]

O país de Kingdom Hearts se fortalecia tremendamente com a aliança, e Hyrule ficava cada vez mais enfurecido, já que Kingdom Hearts, principalmente a Sora (?), era (e ainda é) o seu principal arqui-inimigo. Seu sonho era acabar com o reino-país de Kingdom Hearts e transformar tudo numa plantação de flor bomba e feijão magico.

A frota de heartless mandada por Sora voltou à Kingdom Hearts com uma novidade de Hyrule: a maconha. Maravilhado, Sora se dopou durante meses com maconha e ficou doidão (Sóóóóó...). Ele mandou mais frotas para invadirem Donkey Kong Island, a principal colônia de Hyrule na época, para conseguir mais maconha. O grande problema é que, como tudo feito em Kingdom Hearts é podre, Princesa Zelda acabou sabendo da espionagem e isso contribuiu para a TPM da elfa. Furiosa, mas com um pouco de inteligência, percebeu que se declarasse guerra à Kingdom Hearts, iria levar gayblade no rabo, devido à Tríplice Gamística. Então, Princesa Zelda se reuniu com Pokémon Trainer e Princesa Peach, governantes de Pokémonlândia e Mushroom Kingdom, respectivamente, propondo uma aliança. Aí, mais uma aliança estava definida: a Tríplice Antigays, nome em homenagem a Sora. Princesa Peach e Princesa Zelda foram capturadas por Bowser e Ganondorf logo após a criação da segunda aliança, Hyryle tava sem princessa, os Toads não podiam governar Mushroom Kingdom, a Princesa Daisy estava tentando andar de kart ocupada no seu reino Sarasa Land e a Rosalina estava muito ocupada abusando sexualmente das Lumas, além de várias outras desculpas esfarrapadas para outros personagens, sobrou para Super Mario e o Link o cargo de cuidar das relações diplomáticas, enquanto Luigi e Midna (na forma original) se fodiam tentando resgatar Peach e Zelda.

Com a Tríplice Anti-Gays, o poder de Quadrado-Nãointendo-Cega-Roquestrela ficou equilibrado mais uma vez. Mas como Sora estava doidão, e ainda havia descoberto o cheiramento de gatinhos com o Lúcifer da Cinderella e com os gatinhos de Aristogatos, botou tudo para foder e assim se deu o início da Primeira Guerra Gamística.

A guerra ganhava força[editar]

Enquanto a Tríplice Anti-Gays e a Tríplice Gamística guerreavam, um jovem cara conhecido como The King, decide matar o governante de Donkey Kong Island e fica com o lugar só para ele, dividindo-o com a mulher dele, Candy Kong. Os membros da Corte de Donkey Kong Island apelam para Termina com esperanças de conseguir justiça pelo assassinato de seu rei (leia-se chutar Donkey Kong e seu subrinho do trono), mas o que eles não sabiam é que o país estava sendo comandado por King K. Rool que declara guerra a Donkey Kong Island, pois ele que quer ser rei de lá. Realmente muito puto da vida, The King mata todos da corte donkeykongeana e parte para a guerra contra Termina. Nessa época, Termina anuncia a entrada na Tríplice Gamística.

A entrada de Persona 3 na Tríplice Gamística[editar]

Sora e sua gayblade, Mickey e Mario prontos para lutar. Sora fazia os heartless acreditarem que Mushroom Kingdom estava na Tríplice Gamística, já que Donkey Kong Island era o país-gêmeo de lá. Vide as primeiras aparições de Donkey Kong no mundo.

Sora teve grande interesse em recrutar Persona 3 para sua causa, talvez por causa dos poderes sobrenaturais detido por aquela cidade país. Alex, o kid percebendo que estava no meio de um bando de gays, declara a saída de Miracle World da Tríplice Gamística, saindo da guerra também. Minato Arisato e Yukari Takeba são convidados à cama de Sora, decretando a entrada de Persona 3 a Primeira Guerra Gamística.

As cagadas de Sora[editar]

Sora, como eu já escrevi, realmente MUITO doidão com a maconha e os gatinhos, começou a afundar navios a torto e a direito com suas gayblades. San Andreas apoiava a Tríplice Gamística até que Sora mandou foder com 8374884 navios seus. Fulo da vida, Carl Johnson se uniu a Tríplice Anti-Gays, querendo fazer com que Sora tomasse no cu de vez. O mesmo ocorreu com Ryu, o presidente de Street Fightia, país neutro na guerra. Foi só Sora acabar com duas arenas de socada que ele mesmo contribuiu para a sua grande tomada no cu.

Nessa época, Miracle World se junta à Tríplice Anti-Gays, colaborando principalmente com o fim de Sora e Sephiroth.

A esperteza da Tríplice Anti-Gays e o fim da guerra[editar]

Sora sendo obrigado a dar sorriso por soldados antigaysianos enquanto recebe a "grande tomada", logo após perder a guerra.

Hyrule, Pokémonlândia e o Mushroom Kingdom metiam porrada nos heartless. Vendo a sua lenta derrota, Sora pediu à U.R.F.F. e à Persona 3 que enviassem mais tropas, ainda enviando mais 3 milhões de heartless para a guerra. Sephiroth declarou um amigo íntimo seu, Cloud Strife, para ser general de suas tropas. Somando mais de 10 milhões de soldados, a Tríplice Anti-Gays ainda ganhava facilmente, devido á invenção da catapulta de flor bomba e de cogumelos roxos. A paciência de Sora chegou ao limite quando soube que Persona 3 era um país semi-fantasma e não havia quase gente para ele enviar.

Kingdom Hearts, Termina e a União das Repúblicas Final Fantasistas, esta perdeu terras para San Andreas, foram completamente esmagadas pela Tríplice Anti-Gays. Assim foi o fim de toda essa palhaçada.

A revolta da Tríplice Gamística[editar]

Cloud Strife desmanchou o seu namoro com Sephiroth por causa da derrota em pleno campo de batalha, logo após o anúncio de que a Tríplice Anti-Gays havia ganhado. Sephiroth ficou arrasado e disse á Sora:

Cquote1.png Cloud não me ama mais... Então, podíamos fazer uma aliança com algum país de "horror" ou de "tiro" e dar uma reviravolta nessa guerra que acabou de acabar! Que tal? Por mim e Cloud! Cquote2.png
Sephiroth para Sora.

Cquote1.png Chega de alianças. Vai se fuder! Cquote2.png
Sora, com o rabo doendo, sobre proposta acima.

Mas em menos de um dia, Sora mudara de ideia. Juntaram-se à Raccoon City, Laracavernotis e Terra viva ou morta para dominar o mundo em nome de Cloud. Mas em menos de um dia estavam derrotados. Carl Johnson arrastou Liberty City, Vice City e seus mano para a nova pseudo-guerra; a diplomata Samus Aran se juntara a causa da Tríplice Anti-Gays; Lara Croft se aliou à Tríplice Anti-Gays em menos de uma hora após se juntar a Sephiroth e Sora; Crash e Coco Bandicoot, Solid Snake, Bowser (depois de Peach ter sido resgatada por Mario, pois Luigi não deu conta) e Spyro the Dragon se juntaram a causa Antigaysianas. Donkey Kong, de DK Island também teve grande importância nessa fase da pseudo-guerra. Você também descobre que a Midna é humana e que o Solid Snake é um clone do Big Boss durante essa fase de guerra, sem contar que a Sua mãe adora enfiar banana no rabo, por isso, mantém um acordo diplomático com Donkey Kong Island para que o presidente de lá a enfie pessoalmente. Hitman, Max Payne e o C.J. se cansaram dessa merda e mataram a URFF e Kingdom Hearts quase inteiras, mesmo os dois primeiros não tendo nada a ver com isso.

Depois de todos esses acontecimentos, o país do norte KOF que estava neutro na guerra se juntou ao Estado Mortal contra os gays virtuais. Sob as ordens KOFianas de Almirante Yagami e Comandante Kyo. Kofianos e Deadianos se envolveram em confronto com Sora acidentalmente, mas isso é outra história que veremos em outro dia.

Cquote1.png Em todos os meus conceitos, eu, presidente do país KOF, mando Shermie, Mai Shiranui, Mature e outras gostosas do KOF para integrar o esquadrão de sedução de guerra Cquote2.png
Presidente sobre a tropa KOF.

Principais Mentores[editar]

Tríplice Gamística[editar]

Alguns países membros[editar]

Tríplice Anti-Gays[editar]

Alguns países membros[editar]

Após a Guerra - A Segunda Guerra Gamística[editar]

Após a guerra, Kingdom Hearts virou um país excluído. Kingdom Hearts foi dividida em vários países após a mesma. Sora foi tentar brigar novamente, só que desta vez por reconhecimento, na Segunda Guerra Gamística, onde tomou no rabo novamente.

E também, SimCity decretou independência de Donkey Country após a guerra. Na Segunda Guerra, é um importante país para a decisão final da guerra, pois ajudou Bowser a acabar com o Eixo Anti-SuperBrosista com seus fogões que mata todo mundo.

v d e h
Primeira Guerra Gamística quer dizer GUERRA!!!
Guerravvsdsd.jpg
Batalha de Waterballoon | Grande Guerra Israel-Japão | , , , 3ª + 0,5, , , , , e Guerras Mundiais | Guerras Black-Folk Metal | N-ésima Guerra Mundial | Guerra Civil | Guerra Fria | Guerra Quente | Guerra da Cisplatina | Guerra Bolivo-Brazuca | Guerra de Canudos | Guerra de Canutos | Guerra da Wikipédia | Guerra do Facebook | Guerra do Futebol | Guerra da Cereja | Guerra dos Cem Anos | Guerra Mineiro-Fluminense | Guerra do Norte Paranaense | Guerra do Pão-de-Queijo | Guerras Clônicas | Guerras Genpei | Guerra de Travesseiros | Guerra Japão - Irã | Guerra das Malvinas | Guerra dos Seis Dias | Guerra de Troia | e Guerras Cartoonísticas | , e Guerras Gamísticas | Grande Guerra Suwa | Guerra do Pacífico | Guerra Tucano-Petista | Guerra do Balde | Guerra dos Inscritos | Guerra dos Farrapos | Guerra do Paraguai | Guerra dos Imundos | Primeira Guerra Mesozóica | Guerra nas Estrelas | Guerra dos Emboabas | Guerra dos Mascates | Guerra de Bolas de Neve | Guerra de Póing | Guerra do Golfo | Guerra do Ópio | Guerra do Infinito | Guerra dos Trinta Anos | Guerra de Hogwarts | O Grande Crash dos Videogames | Segunda Guerra da Cereja | Guerra de Secessão | Guerra Civil Romana | Guerra do Vietnã | Guerra de comida | Guerra dos Cogumelos | Quarta Grande Guerra Ninja (Naruto) | Guerra Oz-País das Maravilhas | Guerra do Iraque | Guerra Civil Inglesa | Guerra Civil Iugoslava | Guerra Civil Russa | Guerra Civil Espanhola | Guerra da Crimeia | Guerra Mundial Z | Segunda Guerra Civil dos Estados Unidos | Guerra Coxinhas-Mortadelas