Pythagoreion e Heraion de Samos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png Você quis dizer: Pitágoras e Camus de Aquário? Cquote2.png
Google sobre Pythagoreion e Heraion de Samos
Cquote1.png Experimente também: Cavaleiros do Zodíaco Cquote2.png
Sugestão do Google para Pythagoreion e Heraion de Samos


Pythagoreion e Heraion de Samos são umas construções de antigamente que um dia foram grandes e magníficas e hoje não passam de restos do que um dia foram. O Phythagereion (Fitagereiôn) era um antigo porto fortificado grego que tinha um monte de estátuas e outras bizarrices própria dos gregos. Já o Heraion de Samos foi um templo de nudismo que estava no sul da ilha de Samos (Não confundir com Camus).

História[editar]

Após o pití de Hera, foi isso que sobrou do Heraion de Samos.

Heraion de Samos foi um templo construído para adorar a deusa Hera, inimiga número um de Hércules e Sansão. Reza a lenda, que Hera estava puta da vida por Hércules mais uma vez ter fugido de uma armadilha preparada por ela e seus capangas e resolveu demitir todo mundo que trabalhava para ela. E para recrutar novos funcionários, ela organizou uma competição, em que quem construísse o templo mais bonito e moderno para ela, ganharia a chance de trabalhar com ela.

Assim, os principais bandidos da ilha de Samos trataram logo de construir um templo para concorrer à vaga disponível. Assim, escolheram o lado sul da ilha, e começaram a construir um templo com tudo o que de mais moderno tinha: escada rolante, climatização, cinemas, praça de alimentação, e principalmente, um altar de adoração de ouro banhado de prata. Com tantas opções disponíveis em um templo religioso, eles acabaram vencendo o concurso e conseguiram o emprego.

Porém, cerca de dez anos após a construção, o templo acabou ruindo, pois de acordo com testemunhas, Hera havia falhado mais uma vez em tentar matar Hércules ou Sansão e saiu quebrando tudo.

Túnel (que mais parece uma privada) pelo qual todo o exército teria que escapar de uma vez.

Já Pythagoreion foi um porto fortificado, construído pelos gregos para combater inimigos que tentassem invadir por essa área. Mas a principal característica desse porto, era um túnel, construído igual aos que os presidiários fazem, que servia como esconderijo secreto e área de escape dos soldados. Para camuflar a real utilidade do túnel, a administração local disse que funcionaria como aqueduto, somente isso.

Este porto não serviu apenas para os gregos, mas em um dado período aí que não sei qual é, ele foi compartilhado com os romanos, em uma das raras guerras em que lutaram juntos.

Devido à tamanhos fatos, e dada a importância zero de todos os fatos mencionados acima, Pythagoreion e Heraion de Samos foram nomeados como patrimônio mundial da humanidade pela UNESCO em um ano qualquer aí.