Quartet (jogo)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Cvania-nes phantombat fly.gif
Quartet (jogo) é da época da Velha Guarda dos Games

certamente tem gráficos horríveis e uma dificuldade alta pra cacete

{{#logotipo:http://images.uncyc.org/pt/a/a8/Quartet-fgtsze_edgar_stand-rifle.png}}

Quarteto Fantástico
Quartet-arc titlescreen.png

Abertura criada por Hans Donner

Informações
Desenvolvedor Sega
Publicador Sega
Ano 1986
Gênero Plataforma
Plataformas Um monte
Avaliação 5
Idade para jogar Todas

Cquote1.png Você quis dizer: Power Rangers virtuais Cquote2.png
Google sobre Quartet (jogo)
Cquote1.png É um quarteto. Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Quartet
Cquote1.png Já comi. Cquote2.png
Citação clichê que não tem nada a ver com este artigo sobre Quartet

Quartet é mais um jogo esquecido da Sega, criado nos idos anos 80, época em que o forte da empresa era a fabricação de consoles, e não de games. Atualmente, seu forte já não é mais nenhum dos dois, e só não vai à falência de vez porque sobrevive fazendo remakes e versões para celular do Sonic.

Conhecendo saporra[editar]

As insígnias de ginásio da equipe Quartet conquistadas durante a Liga Pokémon.

Quartet é um jogo de ação no estilo plataforma, com gráficos mal desenhados, enredo batido e jogabilidade tosca. A historinha básica é a seguinte: em 2086, uma colônia espacial é atacada por um vilão malvado e aí surge o grupo Quaker Quartet, uma equipe de justiceiros super sentai composta por quatro abobados vestindo cada um a roupa de uma cor diferente.

Para jogar é o de sempre, você conduz o personagem em linha reta, vai catando os power-ups espalhados por aí e quando aparecer um inimigo, mata ele. Como? Ah, pulando em cima, atirando... Por favor, vai me dizer que você nunca jogou Super Mario para saber como funciona um jogo desses?!

O chefão aparece para liberar uma chave quando é derrotado, e só é possível prosseguir com ela, que abre a porta para a fase seguinte.

Versão original[editar]

Os heróis de Quartet fazendo fila para usar o banheiro público

A versão menos pior, produzida direto do Japão para os arcades, conta com quatro personagens selecionáveis para jogar, o que já devia ser um tanto óbvio pelo nome dessa joça. São eles: Edgar, o verde; Joe, o amarelo; Lee, o azul e Mary, a vermelha. Dava para jogar com todos eles ao mesmo tempo, gerando uma louca suruba de efeito lisérgico na tela do videogame (e no seu cérebro também).

Versão avacalhada pelos gringos[editar]

A Sega não demonstrava nenhum interesse em comercializar Quartet para os consoles domésticos, então foi lá algum americano espertinho e decidiu fazer o trabalho por conta própria. Converteu os gráficos de arcade para o Master System, deixando-os piores ainda, e ainda excluiu dois personagens para o jogo não ficar muito pesado. Assim, só Edgar e Mary fizeram parte desta versão.

Mas não parou aí! Não satisfeito em ter se prestado a cagar um jogo que já era uma bosta, o gringo ainda fez questão de amerdalhar mais ainda também os personagens, renomeando Edgar para Edger e modificando o cabelo de Mary de morena para ruiva, para que ela ficasse parecida com a Tenente Ellen Ripley.

Sabe-se lá como e por quê, a Sega não quis processar ninguém e essa versão de Quartet para Master System foi oficializada e distribuída mundialmente, inclusive no Japão. Mas lá, mudaram o nome para Double Target, por motivos ridiculamente óbvios.


 
v d e h

3D Ages