Querência

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Querência (pronuncia-se Coerência) é mais uma cidade gaúcha no Mato Grosso. Um verdadeiro e imenso curral no nordeste do estado.

História[editar]

Principal avenida da cidade. Repare no possante veículo do cidadão.

Tudo começou quando um bando de gaúchos falidos, cansados das piadinhas que colocam em dúvida sua sexualidade, decidiram dar uma mudança radical em suas vidas iindo viver igual uns eremitas isolados lá no Mato Grosso. Em conjunto com a Coopercana (uma cooperativa de cana), todos eles se tornaram boias-frias no corte de cana-de-açúcar para a fabricação da pinga, o grande produto do interior do país.

O nome "Querência" vem do gauchês, e significa "cafofo" naquele língua de viados.

Devido ao difícil acesso aos centros mais desenvolvidos do país, natureza isolada da civilização e pobreza extrema, constituiu-se uma verdadeira epopeia a sobrevivência daquela comunidade que durante anos nada produziu além de pinga.

Em 1991 Querência torna-se um município, mas isso não significou coisa nenhuma. Continuou um lixo como sempre.

Economia[editar]

Cidade de economia baseada na agropecuária insustentável, sendo Querência uma das cidades que mais contribui com o desmatamento do Mato Grosso. E tanta destruição em troca de apenas uns trocadinhos, já que as safras de soja saem tudo por centavos a tonelada.

Geografia[editar]

A vegetação predominante são as plantações de soja e arroz, além dos pastos gado. Se você pegar umas fotos de satélite não vai ver uma mata ciliar sequer. Há uma reserva indígena que teoricamente é protegida, mas até os índios tem derrubado árvores para vender madeira no sul do Pará.