Rachel (Claymore)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
1124428707670.jpg Este artigo é relacionado à Yuri!

Isso significa que ele se trata de um personagem de anime, mangá e
outras formas de alienação que joga no outro time.

Não adianta sonhar, ela jamais estaria afim de você.

Rachel
Cquote1.pngCquote2.png
Rachel claymore.jpg
Seria o Guile?
Informações inúteis
Classificação Claymore muy macho
Ranking Claymore
Técnicas Espada Forte
Parceiros Audrey
Status Atual Viva
Símbolo Rachealrank.png

Cquote1.png Você quis dizer: Rafaela ainda mais feia Cquote2.png
Google sobre Rachel (Claymore)
Cquote1.png Experimente também: Guile Cquote2.png
Sugestão do Google para Rachel (Claymore)
Cquote1.png Vai a merda, você é muito ruim! Cquote2.png
Jogador de Street Fighter sobre Rachel.
Cquote1.png Bruta. Cquote2.png
Audrey sobre Rachel.
Cquote1.png Número 5, isso? Cquote2.png
Riful sobre o poder de Rachel.
Cquote1.png Sou mais eu. Cquote2.png
Raquel sobre Rachel.

Rachel é mais uma Claymore da última geração de loirinhas, recém-saída do forno, Rachel para desgosto dos fãs de hentai parece ser mais uma espécie de futanari do que mulher ela é feiosa, bombada e disputa com a não menos horrorível Undine o título de a Claymore mais baranga.

Criança[editar]

Rachel antes de virar uma claymore.

Rachel foi filha de uma das libertinagens de seu pai, um daqueles caras que não aguentavam manter a cueca no lugar certo, ele era uma espécie de musculoso sem cérebro, certo dia, ele encontrou uma mulher meio bêbada e logo passou uma das gloriosas cantadas infalíveis e a mulher respondeu com um "Irc!" e os dois foram afogar o ganso. O cara até conseguiu, antes da mulher vomitar nele e desmaiar, o homem assustado a deixou na rua e nunca mais voltou por aquelas bandas.

Rachel, está mais para Ray.

Após nove meses a criança nasceu, para surpresa da mãe que achara que apenas tinha dado uma engordada e que a forma redonda era efeito de uma maconha que ela andou plantando para consumo próprio, ali nasce a Rachel, numa casa extremamente equilibrada e propícia para o desenvolvimento psicológico de uma criança, isso se o objetivo fosse gerar um mini-skinhead ou qualquer outro ser detestável desse porte.

Rachel, em tal situação teve que se virar para sobreviver e sempre que pudesse ir buscar a mãe em algum clube de psy onde ela estava jogada no chão e desmaiada, assim a garota teve de pular várias fases de sua vida, aos 7 meses de idade ela mesma já trocava a própria fralda além de limpar a própria mãe que sempre ficava suja quando tomava todas de tudo, isso fez a garota virar mulherzinha e mandar na própria mãe já aos três anos.

Logo a mãe dela acabou indo para o saco e a garota ficou sozinha no mundo, aos 6 anos ela arranjou emprego de carregadora em uma loja de material de construção, passava o dia carregando sacos de cimento e afins.

Rachel se ela vivesse no mundo real.

No entanto, certo dia, o depósito em que ela trabalhava foi atacado por um youma, o coitado quase que apanhou da Rachel, ele tentou fugir mas foi pego na fuga por uma claymore e perdeu a cabeça o coitado, já a claymore gostou da criança e a convenceu a ir para a organização, oferecendo três refeições diárias.

Treinamento[editar]

Como o garoto a garota sempre esteve acostumada com as mais exaustivas situações e de uma forma geral lidava bem com a dor e a fadiga muscular, a transformação ocorreu muito bem, ela nem ligou para os fígados novos que ela ganhou ou para os tranplantes de rim e pulmão decorrentes dos enxertos youmas no corpo da até então humana Rachel, ela levou tudo na boa relembrando dos tempos em que vendia órgãos no mercado negro.

Na força bruta Rachel sempre levou vantagem sobre suas amigas e sempre fez isso valer, Rachel após virar um demônio conseguiu ficar, ainda, mais chata, tornando-se a mais mal-educada claymore que apareceu até agora na história, talvez a transformação tenha criad uma espécie de TPM eterna o que por si só, para qualquer homem, vivo ou morto, que já pisou na Terra, seria o senhor de todos os pesadelos.

Rachel aprendeu a usar uma espada, algumas claymore juraram vê-la tentando fazer a barba com aquele espadão numa cena extremamente bizarra, pena que a Galatea tinha fugido, pois isso seria um verdadeiro babado uma loira que faz a barba, afinal a ex-número 3 da organização sempre foi a fonte diária de fofoca da organização, nada escapava àqueles olhos prateados.

Missões iniciais[editar]

Rachel, após sair da organização e das celas de tortura da mesma, ela, ou ele como quase todos os que leram o mangá acreditam que ela seja, a mulher participou das mais diversas campanhas ao longo de sua careira como loirinha de olhos prateados, enfrentou os mal-afamados youmas, criaturas feiosas que saíram do cruzamento entre um pokémon e um ex-participante do Big Brother Brasil gerando aquelas coisas.

Rachel, em um outro trabalho de sua carreira.

Rachel sempre conseguiu tudo na força bruta, no auge dos seus 1 metro e 80, mas mesmo assim ela perde no braço-de-ferro para a Miata uma guria problemática de 12 aninhos que dá medo até no Rambo. Rachel bateu em muito youma durante suas missões seguindo a filosofia da Athena de que só há combate justo sem armas, ela seguia essa filosofia desde que lhe conviesse.

Rachel tirando uma conclusão precipitada sobre a Riful.

As principais missões da mulher foram relacionadas a caça de kakuseishas, pelos quais ela nunca demonstrou nenhum respeito ou consideração, como se aquelas coisas feias merecessem, a Audrey respeita-as, numa dessas missões as duas se conhecem. inicialmente uma não liga para a outra, até que as personalidades se confrontam na hora em que todo mundo se revela, na hora do rango. Ambas iam comer um apetitoso mini-jacaré, um lagarto que elas assaram, para isso Audrey retirou 6 pares de talheres diferentes e dois pratos e comeu cerimoniosa e lentamente, já Rachel pegara o bicho com a mão e em duas mordidas pusera tudo para dentro, ainda lambendo os dedos, uma achou a outra estranha e xingaram-se mutuamente de grosseira e fresca, começara aí a amizade, de forma insólita, no entanto tratando-se de Claymore isso é bem comum.

Contra tentáculos[editar]

A última, e única, missão dela conhecida foi com a Audrey e mais duas claymores fracotes supersecundárias ficaram encarregadas de dar o devido fim a um despertado feioso, como todos os outros que surgem na história. Nesse momento da história a turminha da Miria está retornando ao lado colorido da ilha, para euforia da Helen que não aguentava mais olhar para todo lado e só ver branco e mais branco, neve e mais neve, tanto que ela desenvolveu uma estranha aversão à coitada da Branca de Neve.

Rachel enfrentando a abissal do oeste, minutos antes de ser desacordada.

Após a missão do despertado 1 ser completada aparece um outro, ou melhor uma outra, só que bem mais fodona, a pirralha maligna da Riful que logo partiu para a briga e aparentemente começou a apanhar, ela não conseguia ferir a Audrey que, também, não conseguia feri-la, numa luta maçante, a Rachel não tinha muita utilidade pois necessitava do chão para atacar, já que sua técnica consiste em esfregar a espada no chão e fazê-la sair com mais força, sendo o golpe mais WTF? de toda a série.

Quando as duas claymores, Audrey e Rachel, aparentam que iam vencer numa combinação de golpes, a Riful revela que estava de sacanagem e só brincara até então, para desespero de ambas, Rachel acaba sendo perfurada pelos tentáculos-lança da despertada e a Audrey literalmente se mija quando imobilizada, o que deixa a Riful brava pois agora ela estava cheirando a mijo, no momento em que não havia mais esperança para as duas elas são salvas pelas sobreviventes da campanha do norte e, mais tarde, a Audrey acaba sendo interrogada, já a Rachel permanece nconsciente, acordando apenas depois que suas salvadoras já queimaram o chão. Aí acaba a participação dela na história.

Ver também[editar]