Rasina

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Rasina(lê-se Rachina) é a lixeira étnica sérvia.

História[editar]

Manifestação judaica, durante a seção parlamentar que criou o distrito de Rasina.

Rasina foi o último distrito sérvio a ser formado. Por causa disso, sua história não é lá grande coisa. Mas como a vida é dura, vamos lá. Rasina foi criado numa seção do Parlamento Sérvio, que queria decidir o que fazer com a carrada de estrangeiros que entravam no país sem realizar a limpeza étnica. Sendo assim, resolveram criar um distrito apenas para receber os cidadão indesejados. A população sérvia no começo se revoltou, pois não queria que os estrangeiros tivessem tanta autonomia, mas depois perceberam que podiam se livrar daquele vizinho chato albanês, e deram total apoio ao projeto do governo. No começo, parecia ter sido uma ótima ideia, mas depois que todos os estrangeiros foram transportados para Rasina, percebeu-se que metade da mão-de-obra escrava dos distritos tinha sido perdida, e começou um grande movimento para o fim do distrito e o retorno dos deportados para os distritos de origem. Contudo, o governo, alegando problemas de controle dos estrangeiros(que querem fazer uma revolta para tornar o distrito independente), mantém o comando em Rasina e diz que sua eliminação está fora de cogitação.

Etnia[editar]

Por causa de sua história, Rasina não contém nenhum sérvio, apenas estrangeiros. Para melhor divisão dos deportados, dividiu-se o distrito em regiões, uma representando cada continente.

Composição Étnica[editar]

Região Africana[editar]

Região Americana[editar]

Região Asiática[editar]

Região Européia[editar]

Região Oceânica[editar]

  • 50% - novazelandeses.
  • 99% restantes - provenientes de uma ilhota qualquer.

Economia[editar]

Rasina não tem economia, já que é um distrito formado pela escória global.