Ratos do restaurante da Dona Florinda

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Ratos do restaurante da Dona Florinda são os ajudantes que o Chaves encontrou na vã tentativa de suprir a ausência do Frangalho humano e do Bochechas de almôndega. Mesmo os roedores tendo dado uma certa ação(pra quem acha que subir em banquinho e uns gritinhos mal feitos são ação), nem chegou perto de ficar parecido com os episódios com o elenco completinho.

Ratoeiras[editar]

Ao menos o Roberto Bolaños conseguiu pegar alguma coisa com essas ratoeiras.

O camundongo do Quico, sozinho e a maior parte do tempo dentro de um pacotinho, deu um episódio infinitamente melhor do que qualquer um com aqueles ratos correndo livremente pelo malfadado restaurante da velha coroca, essa foi a maior ratoeira, apesar de haver várias espalhadas pelo restaurante que pegaram mais os dedinhos da Dona Florinda e de mais alguns. O Roberto Bolaños achou mesmo que colocar uns ratos e o elenco correndo deles ou atrás deles ia dar um bons episódios, essa foi o maior engano, pois deve ser dos episódios de menor audiência igual à todos que se focaram mais no restaurante. Não adiantou nem focar nas pernas da Florinda e da Chiquinha quando subiram na cadeira, até porque isso todo mundo já vê em vários episódios.

Seria um bom episódio... se tivesse o Quico ou pelo menos o Seu Madruga, e nenhuma novidade, todo mundo queria ver algum episódio em que a Dona Florinda tivesse mesmo o dito restaurante, mas que tivesse o Seu Madruga e o Quico, então até esse episódio de infestação teria ficado ótimo. Bem como o Jaiminho poderia ficar de carteiro, se tivesse o Seu Madruga, mas pra que ficar falando de coisas óbvias? Os camundongos ou ratazanas passeavam ou corriam pelo restaurante, não se sabe como pois a Dona Florinda sempre colocou a higiene em primeiro lugar, não se sabe como ocorreu a infestação, talvez teria sido sabotagem de algum fã para que o Bolaños parasse com esse episódios chatos.

Esquilo Camundongo entoando uma canção em agradecimento ao fim do restaurante da Dona florinda.

Ele, já sem o Quico por perto poderia furar o olho sem nenhum remorso, então pra conquistar a Florinda Mezza, quis focar mais a série na velha coroca e por isso, o tal restaurante, mas não adiantou nada, ele mesmo quis voltar, mesmo sem os dois principais a fazer episódios mais na vila mesmo ou na escolinha do Mestre Linguiça, ficaram melhorzinhos do que os que aconteciam mais no Rica Pancita, mas ainda assim o elenco desfalcado e aquelas substituições não deram nem a sola de quando o elenco estava completo, mas ao menos deu certo numa coisa: ele conquistou a velha coroca Florinda Mezza, pois ainda que ele tenha limado quase completamente a porcaria do restaurante e voltado a gravar mais na Vila, a Dona Florinda e a Pópis ganharam mais destaque, não se sabe se foi isso que encantou a velha coroca ou se foi o pau do Chaves.

Desratização[editar]

Nem foi preciso desratizar os pobres roedores que só queriam deixar de ser sem teto e criar suas famílias em paz, fosse dentro de uma das gavetas de calcinha pano de pratos da dona Florinda, fosse dentro de um dos cestos de pães. Apenas um deles caiu em uma ratoeira, as outras ratoeiras pegaram sim, a Dona Florinda, o Mestre Linguiça e mais algum desavisado, mas nem foi preciso, eles por conta própria saíram sem suportar a chatice do restaurante, pois nem comida boa tinha, apesar de que no México qualquer bodega tem comida boa, porém a exceção era no restaurante da Florinda porque o Chaves não a deixava cozinhar direito, malgrado a Florinda Mezza já tivesse aprendido bastante coisa.

Depois que os camundongos, demais roedores e na verdade qualquer outro ser vivo que não suportasse tanta chatice, foram todos embora, sem antes perguntar pelo camundongo do Quico pra pedir selfie, eles se foram e o Chaves então, teve que sepultar esses episódios, apenas citando o maldito restaurante na vila mesmo, uma vez ou outra.