René Arnoux

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

René Arnoux é um reconhecidamente derrotado piloto de Fórmula 1, daqueles que todos dizem "ser um bom piloto" mas que jamais sequer foi vice-campeão mundial. É tido por muitos como vítima da década de 80, época que era cheia de pilotos geniais, e aí quem era apenas "bom" ficava só de segundo pra baixo. Para cada década da história da Formula 1 temos aquele piloto que dizem ser bom mas que é um grande derrotado, como Gerhard Berger na década de 90, Ronnie Peterson na década de 60, Rubinho Barrichello nos anos 2000, etc. E coube à René Arnoux ser aquele piloto "bom" mas derrotado durante as temporadas da década de 80. Não existem troféus de campeão mundial na sala dele.

Outro fator que contribuía para ele ser esse piloto derrotado era sua personalidade passiva e nada atraente, praticamente um mineiro na Fórmula 1, calmo, baixinho, dono de um andar bobo e de uma fala mansa e desafinada, difícil impor respeito, por isso foi segundo piloto em todas equipes pelas quais passou.

Carreira na Formula 1[editar]

Martini e Surtees[editar]

Começou a carreira na Formula 1 correndo numa equipe foleira chamada Martini Cars (carros tão ruins quanto a Minardi), os primeiros carros de Formula 1 totalmente feitos de isopor, como modo de cortar gastos. O patrocinador não poderia ser o mais ideal também, afinal usar Martini ao invés de gasolina como combustível poupa bastante dinheiro. Mas é por isso que a todo momento o Martini MK23 de Arnoux ficava quebrando, e quando não quebrava ele chegava em último. E claro que uma equipe pé-rapada dessas só poderia é falir.

A temporada de 1978 foi ridícula, a Martini faliu antes do fim da temporada, mas Arnoux teve emprego até o fim porque reconhecendo a capacidade de Arnoux em guiar carros ruins, ele ainda foi contratado e pilotou as duas últimas corridas da temporada pela Team Surtees (tipo outra Minardi), conquistando nenhum ponto é claro.

Renault[editar]

Tão derrotado que o principal grande feito de Arnoux foi perder um duelo épico pro Villeneuve.

Em 1979 estava na Renault em seu famoso carro abelhinha (chamado assim pela coloração amarela e preta), ano em que protagonizou o clássico duelo contra Gilles Villeneuve no GP da França, numa ferrenha disputa pelo segundo lugar, a posição predileta de Arnoux (porque o primeiro lugar estava mais do que garantido para Jabouille). Foi nessa corrida que Arnoux tornou-se realmente famoso e seu talento como piloto fanático em segundos lugares foi reconhecido, porque ele fez de tudo pra vencer a disputa, claro que perdeu, e ficou em terceiro. Mas foi elogiado mesmo assim, e conquistaria a partir de então muitos segundos lugares em sua carreira.

Em seus dois primeiros anos na Renault foi segundo piloto da equipe, mas quando em 1981 finalmente consegue tornar-se o primeiro piloto, seu companheiro era logo alguém muito melhor e mais determinado em ganhar alguma coisa, o outro francês Alain Prost, que mesmo como segundo piloto ganhava mais corridas e mais pontos, já que Arnoux era mais especialista em derrapar e rodar o carro durante as corridas.

René Arnoux era tão derrotado que tornou-se o primeiro piloto da história que mesmo sendo o primeiro piloto da equipe, precisou dar passagem para o segundo piloto porque o segundo piloto era o único com chance de títulos, quando no GP da França de 1982 foi ordenado a deixar Prost passar, ordem que negou-se a cumprir e foi demitido com a justificativa de muito atrapalhar o segundo piloto da equipe.

Ferrari[editar]

Foi pra Ferrari em 1983, equipe que naquela época já tinha a atual tradição de contratar pilotos ruins mas que são superestimados, chamou então Arnoux. O ano de 1983 foi o que o piloto francês mais chegou perto de conseguir algo de útil na vida profissional, mas como bom piloto derrotado, no momento em que estava só a 1 ponto do primeiro do campeonato, rodou na penúltima corrida e ficou em 9º, estragando qualquer chance de sucesso.

Em 1984 Arnoux não ganha nada, não faz poles, não lidera nenhuma volta. O que ele estava fazendo na Ferrari? Seu desempenho foi excessivamente ruim até para os baixos padrões da Ferrari, aí em 1985 fez só disputou uma mísera corrida e logo foi substituído por Stefan Johansson.

Ligier[editar]

Arnoux conquistando sua paz na Ligier. Sempre em último, sem precisar mais se esforçar tanto para ser só segundo colocado.

De 1986 a 1989 correu na Ligier, equipe mediana-pra-ruim do grid, portanto era o carro ideal ao qual Arnoux adaptou-se muito bem e por isso ficou ali vários anos, algo que raros pilotos aguentariam fazer.Sempre ficava só no meio da zona, as vezes batendo ou derrapando sozinho pra não perder o costume, e nunca marcando pontos.

Assim quando aposentou-se ninguém nem deu falta, René seria relembrado só 30 anos depois graças ao Youtube que mostraria as imagens dele sendo derrotado por Villeneuve em 79.

v d e h
Pilotos da Fórmula 1