Renan Brito Soares

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
NewBouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Renan Brito Soares.
Para os dirigentes do Inter, a venda de Renan após as Olimpíadas de Pequim foi um verdadeiro negócio da China
Ao lado do técnico Dunga, tirando uma onda com a cara da torcida brasileira

Cquote1.png Vai que é tua, RRRRRenaaaan!! Cquote2.png
Galvão Bueno sobre Renan
Cquote1.png Meu, ele não é só bonitinho não! É um baita goleiro, entendeu, meu filho? Cquote2.png
Muricy Ramalho sobre Renan
Cquote1.png Renan is a véri gudi gualkiper Cquote2.png
Joel Santana sobre Renan
Cquote1.png É isso aí, cobra criadíssima! Cquote2.png
Clemer sobre Renan
Cquote1.png DEFENDEU! DEFENDEU! DEFENDEU! DEFENDEU! (35x) Cquote2.png
André Henning sobre Renan
Cquote1.png Renan is a véri gudi gualkiper Cquote2.png
Joel Santana sobre Renan
Cquote1.png Renan é um Marcelo Grohe com grife Cquote2.png
Paulo Pelaipe sobre Renan
Cquote1.png Tu podes sim considerá-lo um bom goleiro, levando em conta que ele sempre demonstrou ótimo desempenho e vem conquistando seu espaço por total merecimento... Cquote2.png
Tite sobre Renan
Cquote1.png Quase comi. Cquote2.png
São Paulo sobre Renan
Cquote1.png Comi! Cquote2.png
Renan sobre São Paulo
Cquote1.png Ah eu também Cquote2.png
Clodovil sobre São Paulo

Renan Brito Soares (Viamão, Rio Grande do Sul, 24 de janeiro de 1985) é um goleiro brasileiro revelado pelo Internacional, com passagens marcantes pela Seleção Brasileira. Esteve no Valencia e atualmente joga pelo Ceará.

Conhecido principalmente por ser grande pegador de pênaltis e por sua habilidade também com os pés. Exatamente, Júlio César de Suzana Werner não é o único a se arriscar mostrar tal talento de driblar o perna-de-pau craque que vem em sua direção quando ele põe a bola pro ataque.

Criado nas categorias de base do Chapolin Colorado Sport Club, Renan conquistou diversos títulos Sub-alguma-coisa, tanto pelo Inter, quanto pela CBF-Nike Seleção Brasileira. Sua estréia como profissional no Inter foi no Campeonato Gaúcho de 2005, diante do Juventude. No mesmo ano, foi capitão da Seleção Sub-20 que disputou o Mundial na Holanda.

Mas foi no Campeonato Brasileiro de 2006 que ganhou a confiança da torcida colorada, ao bater o recorde de minutos sem sofrer gols, marca antes pertencente a Taffarel. Ainda em 2006, mesmo esquentando o banco pro vovô Clemer, Renan fez história ao integrar o grupo do Internacional, Campeão do Mundo FIFA no Japão.

Mostrando seus dotes como modelo, desfilando a “roupa de baixo” usada pelo Inter no Mundial, em 2006

Em 2008, já como titular dos vermelhinhos de Porto Alegre, conquistou a Copa Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. E devido a ótimas atuações no Colorado, com direito a uma inenarrável voadora no melhor estilo Mortal Kombat que atingiu o pinto de um jogador do GrEmo, mais uma vez foi parar na Seleção. Desta vez, representando nosso futebol-arte nas Olimpíadas de Pequim, faturando a medalha de latão Bronze, sob o comando do teimoso Capitão do Tetra, Dunga.

Mas como tudo no futebol moderno são negócio$, a presença na Seleção (e a corneta de alguns torcedores do Inter), fizeram o guri trilhar novos caminhos na promissora carreira, transferido para o Falência Valencia, um dos principais clubes do futebol espanhol, que o emprestou ao Xerez, recém-promovido a 1ª Divisão da Liga Espanhola. Ou seja, Renan é um goleiro de primeira.

Veja também[editar]