Rio Haryanto

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Rio Haryanto é um piloto desconhecido qualquer destes que só participam dos torneios de corrida através da cota para asiáticos (que fabricam os carros e querem pelo menos um deles competindo, por mais ruim que seja, tipo o Haryanto), estreou na Formula 1 em 2016, quando se especializou em ficar em último lugar, batendo todos recordes de ruindade possíveis esperado de algum piloto asiático.

Carreira[editar]

Fórmula Asiática[editar]

A carreira de Haryanto começou em 2008 na Formula Asia 2.0 e demais torneios inexpressivos do automobilismo asiático. Como o campeonato neste caso é disputado apenas por asiáticos, os torneios são corridas de demolição, mas Haryanto é muito covarde e nada arrojado nem para esse tipo de torneio, onde desde cedo demonstrava toda sua timidez. Todavia em 2009 seria o grande campeão da Formula BMW Pacific, que é uma espécie de Top Gear no easy.

GP3[editar]

Em 2010 disputaria a Terceira Divisão da Formula 1 (GP3) na Manor Racing, um grande calhambeque com chassi de monoposto, mas que na terceira divisão até que é razoável, mas nem isso evitou que o piloto conquistasse apenas um quinto lugar. Foi nesse ano que se familiarizou pela primeira vez com a Formula 1 ao ser o piloto reserva do piloto de testes da Marussia, equipe que era tão falida que para poupar combustível não fazia testes, de modo que compraram um grande arcade de Daytona USA para treinar Haryanto.

GP2[editar]

A estreia na GP2 seria em 2011 pela equipe DAMS, uma das principais, mas num passou de um decepcionante 17º lugar na classificação geral final. Tal posição tão horrível já começou a chamar atenção das equipes mais podres da Formula 1. Posteriormente seria mais uma vez figurante em 2012, 2013, 2014 e 2015, jamais repetindo a estadia numa mesma equipe e nunca conseguindo qualquer resultado expressivo, apenas fazendo número no grid mesmo para valorizar os pilotos realmente talentosos do campeonato.

Formula 1[editar]

Rio Haryanto tranquilo na última posição.

Graças ao desempenho pífio demonstrado em 5 temporadas frustrantes na GP2, Haryanto foi a grande contratação de uma loja de ferros-velhos da Formula 1, a Manor Racing. O piloto surpreendeu positivamente a todos quando tornou-se recordista de últimas colocações consecutivas conquistadas, sendo o último em 10 corridas consecutivas. O que o tornou mais famoso e mais respeitado que lendas japonesas do automobilismo como Ukyo Katayama é o fato de Haryanto respeitar muito as bandeiras azuis evitando acidentes ridículos e se contentando com a última posição. A situação estava tão humilhante que em junho o piloto decidiu iniciar o ramadã uma greve de fome para ver se melhorava.

O piloto é tão medíocre que teve a capacidade de ser demitido da pior equipe de todos os tempos da Formula, e nem concluiu a temporada de 2016, sendo substituído por outro piloto aleatório qualquer, o francês Esteban Ocon.

v d e h
Pilotos da Fórmula 1