Club Atlético River Plate

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de River Plate)
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Se procura por um time pior ainda, consulte Club Atlético River Plate (desambiguação)


Casa rosada.jpg ¡¡NO DJORES POR MI, DESCICLOPÉDIA!!

La hinchada del Boca Xuniors há assegurado que esto artículo és un lerrítimo arrentino porteño, y por eso, és lo más merrór de la Desciclopédia, así como Maradona és merrór que Pelé.


Club Atlético River Plate
Escudo do River Plate-ARG.png
Brasão
Hino 'Eu não nasci gay'
Nome Oficial Magicarp
Origem Bandeira da Argentina Argentina- Buenos Aires, La Boca
Apelidos Galinhas
Torcedores Ninguem quer saber!
Torcidas Niguém quer saber!
Fatos Inúteis
Mascote Galinha
Torcedor Ilustre La puta que te parió!!!
Estádio Privadão Inacabado
Capacidade 65.321 galinhas
Sede La Boca
Presidente Teu pai
Coisas do Time
Treinador Quem sabe?
Pior Jogador Nuvola apps core.png Todos
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png nenhum
Patrocinador Granja do seu zé
Time
Material Esportivo mardentas
Liga Campeonato Argentino
Divisão Segundona
Títulos Uma segunda Divisão
Ranking Nacional 8374201188...
Uniformes



Cquote1.png Você quis dizer: Granja? Cquote2.png
Google sobre Monumental de Nuñez
Cquote1.png Você quis dizer: Las Gallinas? Cquote2.png
Google sobre River Plate ser freguês do Boca Juniors
Cquote1.png Có, có, có, có Cquote2.png
Torcedores do River se comunicando
Cquote1.png I win! Cquote2.png
Palmeiras sobre River
Cquote1.png Me too! Cquote2.png
Cruzeiro sobre River
Cquote1.png You lose! Cquote2.png
River sobre Corinthians
Cquote1.png YOU'RE A LOSER! Cquote2.png
Big Rigs: Over The Road Racing sobre River Plate
Cquote1.png Carajo!!! Cquote2.png
Torcedor do River sobre mais uma vez o Boca ter conquistado a Libertadores da América
Cquote1.png Pelé es el más grande que hay, carajo! Cquote2.png
Torcedor do River sobre Maradona ter jogado no Boca e não haver um camisa 10 grandioso na história do River
Cquote1.png Eles ganham tudo, mas continuamos mais ricos Cquote2.png
Torcedor desinformado do River sobre estar se achando o time mais rico da Argentina e com 140 milhões em dívidas a pagar
Cquote1.png Vos sos un boludo! Cquote2.png
Qualquer mané que manje algo de espanhol, até você sobre Torcedor do River
Cquote1.png É... eu recebi proposta pra jogar lá, mas eu falei que foi um mal-entendido Cquote2.png
Ronaldo sobre a repercussão a notícia de seu escândalo com travecos

Candidato Al Ridículo Permanente ou Club Atlético River Plate, e oficialmente Las Gallinas Fútbol Club é um dos principais clubes de futebol do Rio Grande do Sul. O galinho Chicken Little aceitou ser mascote do River Plate.

Ao contrário do Boca Juniors, o River Plate é historicamente freguês dos times brasileiros, vencendo apenas aqueles que são de segunda divisão. O River Plate por exemplo sempre leva uma surra do Cruzeiro. Conseguiu em 1991 ganhar o primeiro jogo da final na Supercopa em Nuñez por 2x0, no outro jogo no Mineirão tomou uma sacolada de 3x0 e disse adeus ao título.

História[editar]

Fundação[editar]

O River Plate, que em inglês quer dizer "Rio dos Pratos", foi um dos primeiros times a serem fundados na cidade de Pelotas, por iniciativa de Pelé e Maradona que eram amigos, mas depois de Pelé chamar lo hermano de cego depois de ter posto a mão na bola os dois se separaram, e Pelé fundou El Boquete Juniors e Maradona fundou o River Grante. Originalmente, o intuito de sua criação era a de funcionar como uma granja, mas depois da apresentação de Xuxa, Carla Perez e outras para o cargo, ficaram com nojo e decidiram rumar para o mercado da bola (ui).

No mundo do futebol exploraram por muitas localidades jogadores para o seu time. Como estava na época da escravatura e nos primórdios da colonização brasileira, conseguiram contrato com negões da África e Índios da tribo Akida-wanus. E fundaram o inicialmente Village Plate. O time foi o primeiro campeão do torneio arco-íris de futebol, e um dos maiores campeões do torneio Musa da Parada Gay.

Por problemas judiciais o River (que na época se chamava Village), teve de mudar de nome e também pagar uma indenização para o grupo de axé Village People. Repare que tem dois negões e um índio no grupo, estes eram ex-ídolos e cracaços do River. O time também teve de mudar de país em prol das constantes comparações com o São Paulo Futebol Clube.

Libertadores de 1996[editar]

Na época da última glória transsexualcontinental do River, observavam-se as seguintes características:

  • Era impossível editar algum arquivo na Desciclopédia, visto que ainda se usava o MS-DOS;
  • Mario Bros era o jogo sensação;
  • Renato Russo era vivo;
  • A Parmalat patrocinava o Palmeiras e este ganhava alguma coisa;
  • Não existia o MP3 Player e nem pirataria pela internet;
  • Possivelmente, nem você existia.
  • Não existia o MSN Messenger;
  • Saddam Hussein era presidente do Iraque;
  • Maradona ainda jogava futebol;
  • Celular era para gente rica;
  • Não existia o DVD, muito menos o Blu-ray;

Libertadores de 2008 e 2009[editar]

O River Plate teoricamente disputou as Libertadores de 2008 e 2009, mas como o time não foi visto em campo, dado as eliminações relâmpagos que sofreu, o que é normal, o time se dedicou a secar até o fim o time do Boca nas Libertadores de 2008 e 2009. Em 2008 fundaram até a FLU-RIVER (uma espécie de Fla-Boca argentino). Sendo que o Boca foi campeão da libertadores de 2007 e a galinha foi em 1996 (segundo relatos).

Rebaixamento (2010-2011)[editar]

Na falta de habilidade própria, o River Plate passou o século XXI se limitando a secar o Boca Juniors e fazer covers de banda de axé. Sem falar que eles voltaram ao negócio de criação de galinhas para sobreviver (visto que seus torcedores, dirigentes e jogadores adoram ver o crescimento dos pintos). Na parte do futebol, o River atualmente está com a Síndrome do Santa Cruz e caiu para a segunda divisão do campeonato argentino embora tenha retornado, mas logo rebaixa de novo, estes são os sintomas da síndrome.

O River Plate chegou ao seu ponto máximo de timinho. O time perdeu para o Belgrano e foi rebaixado para a segunda divisão.

Primeira B (2011-2012)[editar]

Deu sorte de na Segunda Divisão (que por algum motivo é chamado de Primera B) disputar a vaga com o Quilmes, que é tipo a versão do ABC de Natal lá na Argentina, um time que jamais sai da segunda divisão, e o que explica o retorno do River Plate em apenas 1 ano.

Da Série B para o título da Libertadores[editar]

Em 2018 o "HORRiver Plate" obteve uma classificação histórica para a final da Copa Libertadores após ter assaltado 6 equipes durante todo o torneio, batendo o recorde e se tornando o clube de futebol mais sujo da Argentina, algo muito difícil de se conquistar até porque o maior rival nesse quesito é o "Cai de Boca Juniors". Desde a fase grupos, com a utilização de jogadores irregulares, até a partida de volta da fase semi-final da competição contra o Grêmio, onde com um cabeceio de mão e a participação ilustre de seu técnico que mesmo suspenso atuou em todo o roubo que aconteceu durante a partida, o "HORRiver" foi capaz de conquistar a classificação. Não bastasse isso, na final contra o Boca Juniors ainda resolveu o jogo decisivo com pedradas e agressão nos jogadores rivais, o que forçou o jogo decisivo a ser realizado na Espanha.

E tudo isso para chegar no Mundial e pagar o mico de ser eliminado para o Al-Ain FC. Jogo no qual não houve possibilidades de roubos como durante toda a Libertadores.

Torcida[editar]

O River Plate não ganha nada e é metido a timaço. Possui muitos torcedores arrogantes em prol da influência gaúcha.

Tano Pasman é o torcedor mais fanático do River Plate (e provavelmente o único).

Títulos[editar]

  • O maior título do River em toda a história foi ter eliminado o Corinthians da Libertadores. (duas vezes)
  • O time que mais contribuiu para que o Palermo fosse o maior artilheiro da história do Boca Juniors.
  • Ter sido eliminado em todos os títulos intercontinentais importantes do Vasco, em 48, 98 e 2000.
  • Segundo time que mais se fudeu em Libertadores (Lista liderada pelos gambás).
  • Primeiro vice-campeão de alguma coisa para uma equipe peruana, o que inclui peteca, cuspe à distância e par ou ímpar.
  • Perder pro Belgrano (esse time existe?) por 2x0 e empatou de 1x1 no Monumental e ser REBAIXADO PRA 2ª DIVISÃO ARGENTINA!
  • Amarelar sempre nas finais contra o Cruzeiro, especialmente em 91 quando ganharam o primeiro jogo no galinheiro por 2x0, ficaram loucas. Adianto nada, tomaram uma lenhada de 3x0 e Cruzeiro campeão mais uma vez!