Road Town

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Road Town (Rua Cidade) é o bizarro nome da capital das Ilhas Virgens Britânicas.

História[editar]

Típica residência de Road Town e seu curioso formato de balde.

Os antigos aborígenes que viviam no antigo matagal, conhecidos por castrar os homens e mutilar o clitóris das mulheres, viviam felizes isolados comendo aipim até que em 1800 os britânicos chegaram, mataram a população inteira, saquearam todas as bananas e foram embora.

O problema é que três marinheiros britânicos foram esquecidos naquela ilha, e como todo britânico eles iniciaram a reprodução assexuada da espécie populando assim a ilha, fundando a cidade de Road Town até em 1834 declarar a independência.

Em 1853, quando o estoque de tequila secou, a cidade de Road Town foi completamente queimada por uma horda de smurfs alcoólatras furiosos.

No século XX Road Town foi transformado pelos britânicos numa reserva para proteger da extinção os últimos espécimes de humanos e humanas virgens com mais de 15 anos. Quando os hippies surgiram com o slogan "Não faça guerra, faça amor" foi a revolução sexual. Na Inglaterra, que orgulhava-se de sua cultura puritana, começou a diminuir consideravelmente o número de virgens com mais de 15 anos. O governo britânico colocou em prática seu plano de salvação dos bons costumes, e inventou a importância de um ser chamado “ginecologista”, obrigado a ser consultado após se completar 15 anos de idade, caso este especialista descubra que trata-se de uma virgem, esta é imediatamente deportada para as Ilhas Virgens Britânicas.

Defesa[editar]

Road Town é muito visada por tarados por virgens, mas para defender isso o Reino Unido deixou lá 0,1% da Marinha Real, em colaboração com as sereias.

Turismo[editar]

A cidade procura evitar turistas, espalhando pelo mundo cartazes de orgias sexuais que acontecem em Cancun para atrair turistas para longe dali.

Para os poucos que caem perdidos em Road Town existe uma marina que imita Montecarlo em Mônaco para os estrangeiros acharem que devem pedir caranguejos fritos do que dançarinas strippers de biquíni.