Sportvereniging Roda Juliana Combinatie Kerkrade

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Roda JC)
Ir para: navegação, pesquisa
Sportvereniging Roda Juliana Combinatie Kerkrade
Escudo do Roda.png
Brasão
Hino Roda Viva (Chico Buarque)
Nome Oficial Roda JC
Origem Kerkrade
Apelidos Orgulho do Sul
Torcedores Redondos
Torcidas Obesas
Fatos Inúteis
Mascote Uma roda
Torcedor Ilustre Inventor da roda?
Estádio Parkstad Limburg Stadion
Capacidade 19.979
Sede Kerkrade
Presidente Servé Kuijer
Coisas do Time
Treinador Huub Stevens
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png Todos
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png Nenhum
Patrocinador Accon AVM
Time
Material Esportivo Diadora
Liga Liga Holandesa
Divisão Primeira Divisão
Títulos Uma Eredivisie, duas copas da Holanda
Ranking Nacional Redondo (?)
Uniformes Rodakit1.jpg
Rodakit2.jpg



Cquote1.png Você quis dizer: Rodo Cquote2.png
Google sobre Sportvereniging Roda Juliana Combinatie Kerkrade
Cquote1.png E o Roda JC RODOU da Copa da Holanda! Cquote2.png
Comentário genial de um comentarista da ESPN sobre eliminação do time na Copa Holandesa de 2010
Cquote1.png Roda JC? E isso é nome de time? Cquote2.png
Qualquer um sobre Sportvereniging Roda Juliana Combinatie Kerkrade

Sportvereniging Roda Juliana Combinatie Kerkrade ou Roda Jundiaí-Carapicuíba, ou ainda, Roda JC (porra, quem fala esse texto ao invés de falar só Roda JC?) é um time de tênis e de futebol nada profissional que disputa a primeira divisão holandesa, a Eredivisie.

Fica ao sul do país e portanto todos os seus torcedores são na verdade simpatizantes que no fundo são fanáticos pelo Ajax ou Feyenoord. O nome é Roda pois assim como a cerveja Skol desce redondo o Roda também é rebaixado e descia redondo pelas divisões subalternas da Holanda. O inventor da roda se sente repudiado por uma invenção sua dar nome à um tiem de futebol tão ridículo.

História[editar]

Fundação[editar]

Juliana era uma pobre moça, que, em Kerkrade, sofria de um distúrbio que a fazia chutar tudo o que vinha pela frente. Algo como um tique nervoso. Como ela era bonita, muitos homens já levaram um chute dela, nos dois sentidos. Bom, ela queria algo para fazer de bom com tal tique, uma vez que ela não podia trabalhar direito já que o tique a afetava seriamente. Durante uma cirurgia, ela que era médica, colocou uma dose de um medicamento sem querer em si mesma e isso afetou seu sistema nervoso, que começou a dar tais tiques.

A cidade então, decidiu se mobilizar para tentar fazer com que elea tivesse algum futuro mesmo com seu infame tique nervoso. Isso incluía logicamente o futebol. Muitos times da cidade viram o potencial dela e a queriam como principal reforço para as competições regionais, até porque ela chutava melhor que muito atacante por aí (melhor que o Val Baiano sem dúvidas). Mas, ao ver que muitos clubes da pequena cidade começavam a brigar literalmente por causa dela, ela já pensava em desistir da carreira do futebol e ir para os EUA analisar uma proposta de um time de futebol americano.

Foi aí que os clubes tiveram uma grande ideia (nem tão grande assim). Os clubes se juntariam, fariam um combinado e, com Juliana no ataque, ganhariam tudo e seriam o maior time pelo menos do sul da Holanda (algo não tão difícil). Foi aí que surgiu o Sport Vereniging Roda Juliana Combinatie Kerkrade, ou, Esporte Clube Combinado de Kerkrade Roda Juliana. Bom, como o roda foi parar aí, ninguém sabe. Deve ter sido obra da Skol mesmo.

Primeiras competições[editar]

O time era simplesmente imbatível. Juliana jovaga junto com os homens e o time parecia um bando de perebas, mas Roberto Carlos Allejo Juliana sempre os salvava. O time virou rapidamente o mais forte do sul e, devido ao pouco tempo do sucesso, a confederação holandesa de futebol foi investigar e descobriu que uma mulher jogava no time. E pior, ainda tinha a cara de pau de jogar como mulher mesmo, nem para ao menos ficar como a Rebeca Gusmão e disfarçar um pouco. Malandramente, a confederação chegou o time para integrar a Eredivisie.

Foi assim que o Roda ficou sabendo que como era futebol masculino, Juliana só jogaria de mudasse de time, mas referindo-se à sexualidade. Como não topou, o Roda acabou aceitando o convite, mas foi só com o bando de perebas. O time sempre penou, e até hoje pena para fazer boas camapanhas Até que em 1956, Juliana morre. Segundo muitos, a última coisa que ela fez foi dar um chute no caixão no momento do velório. Muitos pensavam que ela estava viva, mas era só efeito tardio dos nervos, ela tava morta mesmo.

Foi quando o tiem do Roda ficou sabendo disso. Ninguém consegue explicar, mas nesse ano o time do Roda foi imbatível. Com mais de 99% dos gols feitos de fora da área, incluindo 8653 gols feitos a partir de tiro de meta, o time foi campeão da Eredivisie. Para muitos, o espírito da defunta entrou no corpo dos jogadores do time e os fez jogar, mas, como todo morto tem que descansar em paz, depois disso, ela nunca mais fez barulho e o time nunca mais ganhou uma eredivisie. Só uma segunda divisão em 1973, mas mais porque os adversários eram muito mais fracos que o Roda.

Anos 90 e dias de hoje[editar]

O time até chegou a ganhar duas copas da Holanda, nas temporadas 1996/1997 e 1999/2000. Mas o povo acredita mais que foi sorte e/ou uma luz de Juliana no céu, não para fazer o time jogar direito, já que isso er aimpossível, ams sim para fazer o time adversário não jogar porra nenhuma era mais fácil fazer isso na copa, uma vez que na Eredivisie isso tinha que acontecer 38 vezes, ou seja, nas 38 rodadas e com PSV e Twente também, ou seja, impossível.

Hoje o time nada mais é do que um figurante de luxo, daqueles que só é lembrado quando joga contra um dos principais times do país, e olhe lá, porque por muitas vezes nem é citado, de tanto que exaltam a vitória do Ajax, Feyenoord e AZ Alkmaar, até esquecem que o Roda foi o adversário. Se bem que, ganhar do Roda JC nem é tão difícil assim, né...

Títulos[editar]

Ver esse time jogar deve até doer nos olhos...
  • Eredivisie:

(1) 1955/1956

  • Copa da Holanda:

(2) 1996/1997, 1999/2000

  • Segunda Divisão:

(1): 1972/1973