Roger Waters

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Bass.jpg Roger Waters jura que é BAIXISTA!

E sabe que a última corda é G e não E!



Louvado seja Cliff Burton, mesmo após a sua morte!!
Fatos.png
Conheça os fatos sobre Roger Waters


Um mendigo Roger Waters no Acre
Outro mendigo Roger Waters tomando vinho com leite em Turim, Itália

Cquote1.svg Você quis dizer: Richard Gere Cquote2.svg
Google sobre Roger Waters
Cquote1.svg Quem manda nessa porra aqui sou eu! Cquote2.svg
Roger Waters sobre Pink Floyd
Cquote1.svg Roger filho da puta! Roger filho da puta! Roger filho da puta! (500x) Cquote2.svg
Syd Barrett sobre Roger Waters
Cquote1.svg Como canta mal! Cquote2.svg
Qualquer um sobre Roger Waters
Cquote1.svg Parece um varetão com pernas! Hihihi Cquote2.svg
Chaves sobre Roger Waters


George Roger Waters, vulgo Rogério Águas é um pseudo-cantor, pseudo-baixista e cheirador de gatinhos profissional, além de ter sido o dono-proprietário-fominha-chefão da banda Freud Rosa entre 1970 e 1985.

História[editar]

Roger Waters nasceu em 1943, tinha uma mãe que o espancava muito, o que causava muito constrangimento na escola: os seus colegas diziam "apanhou, apanhou!" quando ele aparecia todo cheio de hematomas no colégio, e apanhava mais ainda por causa disso, Roger Waters também tinha uma crise crônica de sangramento de nariz, graças ao expressivo cheiramento de gatinhos

Rogério encontrou seu refúgio na música, começou tocando baixo, e depois de ver o mestre Chimbinha tocando num show em Londres, decidiu se dedicar aos estudos de guitarra para quem sabe um dia ser tão bom quanto o ídolo. Depois de crescido, conheceu alguém que era problemático feito ele, Cid Barreto, junto com seus outros dois amiguinhos, Nick Mason e Richard Wright, fundaram o Freud Rosa.

Pink Floyd/Freud Rosa[editar]

Roger procurando alguém na plateia para cuspir

A banda começou bem, tendo Cidão Barreto como seu compositor principal, lançaram um álbum, intitulado Sgt. Pepper's at the Gates of Dawn. Syd Barrett se enchia de LSD, se trancava em um quarto e compunha uma música, Rogério serviu muito para tocar baixo e para back vocal em várias músicas. Ele ficou muito puto com Cidão Barreto, pois ele fumava e levava os amigos pros ensaios, chegava atrasado em shows e nunca convidava-o para as farras. Roger usou isso como argumento e expulsou Cidão Barreto da banda, se tornado o novo cara que manda na banda. Ele convidou Davi Gilmar para se juntar a banda, para substituir Barreto, depois de muita erva e ácido, eles lançaram vários álbuns "bons" nos anos 70 (incluindo o álbum The Wall, que contava a historia do próprio pseudobaixista e de Cidão), sendo a maioria simplesmente barulhos e mensagens subliminares, como o Atom Heart Mother.

David e Roger não se davam nem um pouco bem, pelo fato de ambos quererem mandar na banda, nos começo dos anos 80, lançaram seu último álbum juntos, intitulado The Final Cut. A princípio, o álbum seria uma crítica à CUT. Ninguém gostou, a não ser os fãs de Roger, pois falava sobre o par de Chifres que o pai de Roger tomou e de sua morte... Já que falava de morte e gente triste, o álbum foi intitulado triste demais pela crítica. E Roger pôs toda a culpa disso na banda e saiu da banda, querendo formar outra com apenas um integrante, ele mesmo, os quatro entraram na justiça, David e os outros dois ficaram com o nome do Pink Floyd.

Carreira Solo e Discografia[editar]

Roger ficou mais puto da cara e resolveu começar uma carreira solo para provar que ele sozinho era melhor que os três juntos. De shows a casas sujas a vindas até no Brasil, em vinte anos ele lançou três álbuns que não fizeram sucesso nenhum. Eis sua discografia solo:

Roger Waters também já trabalhou como dublê do Exterminador do Futuro.
  • A Música do Corpo(1970) - Rogério gravou seus peidos, arrotos, cagadas, tosses e lançou em um álbum.
  • Os Prós e os Negros da carona do Rei Hith(1984) - Nome estranho para um álbum estranho.
  • Rádio do Chaos"(1987) - Feito em homenagem ao personagem da série Dragon Ball
  • "Rape at Death"(1992) - Estupre até a morte...
  • Na Carne! - 2000 Águas não tinha mais o que fazer, lançou um disco ao vivo reunindo aquelas merdas que ele fez quando ainda estava no Rosa Freud. O disco que mais vendeu: 3 unidades
  • Traíra - 2005 Águas ficou Puto porque perdeu o nome do Rosa Freud e pois nenhum de seus outros álbuns fez sucesso e resolveu tentar começar a escrever ópera, e como todos os seus outros álbuns, esse também não deu certo.
  • Is This the Life We Really Want? (mais conhecido como Life's a shit) - Ainda esse ano (2027, caso você seja de 2071 e não saiba a altura em que isso foi escrito) Águas irá lançar mais um álbum reclamando da vida dele (provavelmente), que ficará disponível a 15 de Maio. Agora só falta esperar. (Só acredito vendo)

Roger e sua vida pessoal[editar]

Roger mostrando o tamanho do seu Machu Picchu.

Roger Waters era tão odiado não só pelos seus ex-companheiros de banda, mas também pela sua esposa, que sempre o achou um cara patético e sem graça, que encrencava com qualquer coisa.


Eis agora um diálogo inédito de Roger Waters com a sua esposa:

Esposa: Ei rog, quer fazer amor? 
Roger: O que você quer dizer com amor?
Esposa: ah...algo gostoso sabe...
Roger: O que você quer dizer com gostoso? 
Esposa: Tipo, um sexo selvagem, bem escroto mesmo saca?
Roger: O que você quer dizer com esse papo de escroto?
Esposa: VAI TOMA NO CU ENTÃO!!< br>
Roger: ah sim, disso eu entendo, pega lá a cenoura...
Tapa na pantera.jpg Roger Waters dá um tapa na pantera!

E é aprovado pelo Tio Bob!

Clique aqui se você quiser dar um tapa também.