Saint George's

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Saint George's é a capital e maior e única cidade de Granada, aquela nação tosca do Caribe. É também a única cidade do país que tem coisas como aeroporto, porto, hospital, escola e qualquer outra coisa que não seja plantações de bananas (apesar de ter muitas plantações de bananas).

História[editar]

As favelas de Saint George's são as única no mundo que contam com serviço de acabamento e pintura.

Saint George's foi uma vendinha de doces de banana, fundada pelos franceses em 1650. E aquilo cresceu até se transformar num pacato povoado. Como qualquer cidade do Caribe, Saint George's tem seu histórico de desastres naturais, como o Grande Incêndio de 1771, o Grande Maremoto de 1790 e as quedas de meteoros cadentes de 1850.

Sabe-se que os britânicos compraram Saint George's dos franceses pelo módico preço de 10 caixas de batons e 300 boinas. Os britânicos transformaram Saint George's na capital das Ilhas Windward entre 1885 e 1958 e estabeleceram ali um importante entreposto no tráfico de menores tailandesas.

Em 2004 um imenso furacão ownou Saint George's e não deixou uma bananeira de pé para contar a história. Uns países aí doaram uma graninha mas nada que mudasse a miserabilidade dessa cidade...

Geografia[editar]

Saint George's está localizada numa península formada por uma antiga cratera vulcânica na costa oeste de Granada. Está estrategicamente posicionada na direção certinha das rotas de ciclones que cortam o Caribe todo verão.

Economia[editar]

Economia mais forte de Granada, e parece até de uma cidade pobre do interior de Goiás. Saint George's é grande exportador de cacau, noz-moscada e principalmente bananas, o símbolo da cidade.

Demografia[editar]

Desde que a prática do canibalismo foi liberada pelo governo em 1980, a demografia de Saint George's tem demonstrado uma curiosa evolução que de acordo com o censo segue:

  • 1981: 4.788 habitantes
  • 1991: 4.520 habitantes
  • 2001: 3.908 habitantes