Santa Cruz de la Sierra

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Santa Cruz de la Sierra é a capital moral do Estado de Santa Cruz (vulgo Bolívia). Muito conhecida no Brasil por suas vastas e belas plantações de coca.

História[editar]

Mapa de Santa Cruz de la Sierra. Literalmente no formato de um cu.

Santa Cruz de la Sierra foi fundada em 1561 por Ñuflo de Chávez e uma comitiva de espanhóis, que aparentemente não tinham porra nenhuma de melhor para fazer da vida. Cidade lá no alto do morro, se desenvolveu a passos lentos. Atualmente é equiparável a uma cidade européia (do século V a.C., claro).

Santa Cruz de la Sierra se manteve isolada do mundo até o final do século XX, quando foi, durante a Segunda Guerra Mundial, conquistada pelo exército brasileiro em manobra para garantir o vasto estoque de cocaína e gás natural demandado pelos Aliados na Europa. Após a guerra governo brasileiro e boliviano acertaram um acordo de autonomia política e econômica de Santa Cruz de la Sierra em troca de um contrato vitalício de isenção de royalties sobre o gás natural de Santa Cruz, isso até o dia que Evo Morales subiu ao poder no século XXI, declarou guerra ao Brasil e nacionalizou o gás de Santa Cruz de la Sierra, o governo brasileiro, bundão do jeito que é, deixou passar.

A cidade conseguiu o que poucas cidades latino-americanas conseguiram, Santa Cruz de la Sierra conseguiu maior destaque e importância que sua "cidade-mãe" Santa Cruz de la Sierra na Espanha (esta que ninguém conhece inclusive), tudo graças ao seu grande destaque no cenário mundial do comércio de coca e seus derivados.

Por representar 90% do PIB boliviano, milícias locais organizam movimentos separatistas, a exemplo da cidade parceira Corumbá que recentemente se separou do Brasil.

Economia[editar]

Santa Cruz de la Sierra é a única coisa que realmente é possível chamar de "cidade" na Bolívia. A produção e comércio de coca e seus derivados é o grande motor da economia. O seu principal parceiro comercial é Corumbá, uma pequena república autônoma no oeste de Mato Grosso.

É em Santa Cruz de la Sierra que começa o famoso Gasoduto Brasil-Bolívia (também cocaduto, propinaduto e tantos outros dutos), nacionalizado pelo governo local.

Santa Cruz de la Sierra é ainda o maior exportador de bolivianos para trabalharem em condições subumanas na periferia de São Paulo.

Geografia[editar]

O tetris foi inventado em Santa Cruz de la Sierra. Como forma inovadora de bloquear estradas.

Santa Cruz de la Sierra está situada na margem direita do Rio Piraí, isso explica as constantes inundações e quantidade exorbitante de mosquitos...

População[editar]

Cidade de mais de 1,5 milhões de bolivianos com aquela cara de índio, cabelinho penteado com gel, mascando coca e que sabem fazer ligação direta em qualquer carro.

Esportes[editar]

Santa Cruz de la Sierra é a casa de dois tradicionais times do futebol boliviano. O Blooming e o Oriente Petrolero. Presentes quase anualmente na Libertadores para servirem de pontos grátis para os times brasileiros e bolivianos. Esses times são 100% feitos apenas para limparem o dinheiro da máfia de cocaína, o futebol é só um pequeno disfarce.