School Mate

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg School Mate é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Sub-Zero tenta lhe congelar.


Escola no Mato
School mate.jpg

Ela só queria estudar

Informações
Desenvolvedor Illusion Soft
Publicador Illusion Soft
Ano 2007
Gênero Eroge
Plataformas Windows
Avaliação Que diferença faz? Você não pode jogar!
Idade para jogar 18 anos

School Mate é mais uma das putarias desenvolvidas pela Illusion Soft. Assim como em qualquer outro jogo da empresa, neste aqui o jogador controla um personagem taradão que tem à sua disposição um monte de gostosas diferentes à sua escolha para comer e arregaçar do jeito que preferir.

O game[editar]

Conforme o nome já indica, o plano de fundo aqui é uma escola, e as hentai girls da vez são cinco school girls de aparência e personalidades diferentes. Claro, todas são putas do mesmo jeito.

Quanto à história, é sobre um fulano chamado Himura Kazuki, que após um longo tempo passando férias na puta que pariu, resolve voltar para Kamikaze Kimikage Island, o lugar inexistente em que nasceu. Lá, ele é matriculado na não menos inexistente Himeyuri Academy, cuja tradução para língua portuguesa seria "academia das princesas lésbicas". Só por isso já dá para ter uma ideia do que vem por aí.

A nova turma de Kazuki é composta apenas por garotas, e é aí que começa a perversão...

O jogador (ou seja, você, seu punheteiro!) escolhe uma delas, veste de acordo com sua preferência e então vai praticar o kama sutra com ela para acumular pontos. Quanto mais difícil for a posição sexual realizada e maior for a frequencia do sexo, maior é a pontuação obtida. Esses pontos aparentemente inúteis podem ser trocados por novos itens para incrementar ainda mais sua foda imaginária.

Em uma tentativa frustrada de tornar o game mais profundo, foi criada uma tosca e desnecessária biografia para Kazuki. Quando criança, sua mãe morreu durante uma catástrofe e ele passou a renegar a família, que é um lendário clã ninja. E o Quico?