Segunda Guerra Memeal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasilia1.jpg Ordem para os pobres, progresso para os ricos.

Aí, mermão, este artigo aqui, ó, é brasileiro, tá ligado? Só fala de futebol, come feijoada, exporta travestis, puxa o saco dos EUA, paga imposto pra caralho e põe a culpa no governo pela ausência do Prêmio Nobel.


PortugalDJoãoscary.jpg Manuel, vê-me dois cäcətinhos, o pá!

Æstə ärtigo é purtugäish, gajo. Élə comə cacətinho cum bəcalhau, tuma um vinho ishtränho, adora cumpetir cum a Ishpänha e tem um bigodão.

Cuidado: ə qualquêr mumento, Napolião podə querer invədir-tə

Cquote1.png Experimente também: In Argentina We Don't Cquote2.png
Sugestão do Google para Segunda Guerra Memeal

Segunda Guerra Memeal
Data: 17 de Junho de 2016 a
16 de Junho de 2018
Localização: Twitter
Status: Vitória do Brasil!
Resultado: Os brasileiros dominam o Twitter²

SegundaGuerraMemeal.png
Estados Beligerantes
Aliados
Bandeira de Portugal Portugal
Bandeira da Argentina Argentina
Apoiado por:
Peru Seleção do Peru
Associação Mundial das Padarias
Bandeira do Vaticano Vaticano
Eixo
Bandeira do Brasil Brasil
link={{{3}}} Estados Unidos do Sul
Bandeira do Império Português (1415–2002).png
Nova Bandeira do Brasil.jpg
Ideologia Político-Econômica
- Sebastianismo,
- Messianismo,
- 7 X 1
- Draconiana,
- Maior economia da America latina,
- Quintal da Europa
Chefes de Estado
D. Duarte Pio
Papa Francisco
Paolo Guerrero
Cristiano Ronaldo
Conde Drácula
Inês Brasil
Pablo Vittar
Neymar
Forças Militares
45.000.000 soldados
250.000 aviões
30.000 navios
30.000.000 soldados
175.000 aviões
20.000 navios
Baixas Fatais Militares
8.575.000 todas as aeronaves


15.600.000

A Segunda Guerra Memeal, apesar desse nome nada utilizado era meme, foi a segunda batalha digital de nível internacional registrada na história da internet, travada entre Argentina, Brasil e Portugal (embora este último mal tenha pisado em campo de batalha) que ocorreu entre os dias 16 e 17 de Junho de 2016 e teve como campo de batalha a rede social Twitter, onde a [1] Primeira Guerra Memeal também ocorreu. A Segunda Guerra Memeal foi consequência de um pedido desesperado de Portugal a Argentina para "vingá-lo" em uma retaliação contra o Brasil.

Após convencer a se unir a Portugal através do Tratado de Cristianessi, a Argentina iniciou os ataques ao Brasil enquanto este comemorava a vitória sobre a humilhada Portugal, sem uma declaração formal de guerra; isto foi considerada por alguns como "uma facada traiçoeira". A batalha pelos direitos autorais e a supremacia da qualidade industrial de memes brasileiros demorou a se iniciar, mas na madrugada e manhã do dia 17 de Junho, o contra-ataque se iniciou e ganhou notoriedade internacional. Sufocados pelo massivo ataque brasileiro, mal se podia ver ou até mesmo notar os ataques argentinos, e a vitória já era previamente anunciada pelos brasileiros.

Um acontecimento que não chegou ao conhecimento dos brasileiros foi o sequestro da poderosa arma memeal Inês Brasil, rudemente copiada com o nome de "Inês Argentina", a captura e prisão da Carreta Furacão, utilização indevida do meme Xuxa Meneghel e o desdenho e humilhação aos cidadãos brasileiros. Em apenas 1h30min, a tag #SegundaGuerraMemeal chegou aos Trend Topics do Brasil, e ganhou visibilidade aos principais jornais e blogs da internet. E ainda há uma certa confiança e expectativa por parte dos brasileiros que ocorra outras guerras memeais e as principais apostas são de que os Estados Unidos, México, Venezuela, Rússia, Japão possam ser possíveis adversários do Brasil.

http://epoca.globo.com/vida/experiencias-digitais/noticia/2016/06/depois-de-derrotar-portugal-brasil-luta-contra-argentina-na-segunda-guerra-memeal.html http://www.brasilpost.com.br/2016/06/17/segunda-guerra-memeal_n_10531186.html