Servos (Clash Royale)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Servos é uma carta do jogo Clash Royale que consiste em apenas três servos, ao contrário da Horda de Servos que são seis. Os servos são seres esbugalhados que consistem em bichinhos azuis com chifres também azuis, asas, sim ele voa, dentes afiados, e uma cara de mau. Porém essa cara de mau é apenas uma piada comparada à sua grande habilidade de atirar pedras, que por sinal brotam do nada nas mãos do cidadão, além aparentemente serem infinitas.

Sobre[editar]

Servo puto da vida.

Os servos são realmente muito fracos, e se alguma pessoa tentar usa-los para derrubar uma torre, apenas sairá com ressentimento e arrependimentos. Isso porque eles são apenas para suporte, ou para distrair uma tropa, para que ela não atinja sua torre, que muitas das vezes está quase morrendo, e com isso eles se tornam deveras útil. Não só isso, mas eles também são perfeitos, ou ao menos na maioria das vezes, para defender um Dragão Infernal, que é um dos maiores medos dos jogadores atualmente.

Além disso os servos vem sido explorados, no bom sentido, cada vez mais hoje em dia, visto que de lá pra cá já foi-se criada várias outras formas e tipos dos Servos. Na verdade foram três, a Horda de Servos, os próprios Servos e o Megasservo, que uma carta bem mais ou menos, por mais que o pessoal ainda viva usando-a. Os Servos, como já foi dito anteriormente, é uma ótima escolha na hora de criar um combo, ou usa-lo como carta de apoio, por exemplo. Na maioria das vezes ele é usado para distrair a torre, enquanto uma outra carta que dá mais dano bate na torre, e logo em seguida o adversário de arromba, a não ser que ele seja um filha da puta e lance um foguetão de uma vez, estragando o combo.

Muitas das vezes o jogador está em uma situação crítica, como por exemplo ele joga um combo caro, como por exemplo um Lenhador e um Mago Elétrico, porém ele perde o combo, e pior, o adversário consegue rebater mandando desta vez um combo para cima dele. E é nessa hora que entra os Servos, já que a carta é realmente barata, custa apenas três elixires, ela serve também para defender certas tropas na hora do arrego. Porém ela mal defendem algumas cartas, quanto mais outras cartas, como o Príncipe, que é literalmente um torpedo. De fato eles não servem muito para defensa, mas na hora H custa arriscar, ou sim.

Dados[editar]

Os Servos custam 3 de elixir, relativamente barato, já que eles não ajudam em muita coisa, além disso também tem pouca vida, já que cada um tem 90 de pontos de vida no nível um, mas como ninguém usa Servos no nível um, ou sim, podemos afirmar que ele tem 144 pontos de vida cada um, já que o nível 6 seria o nível intermediário. Já cada um dá mais ou menos 84 de dano, no nível nove que é o nível de torneio, ou seja, eles não dão tanto dano, já que pelo menos um morre, se forem sozinhos contra a torre, e o outro perde metade da vida. Porém também não pode ficar deixando eles baterem na torre, ou se não de pouco em pouco a torre vai pro brejo.

Já nas questões de velocidade os Servos se saem até bem. Em questão de ataque eles demoram 1 segundo para atacar, pensando que são três ao invés de um, até que compensa essa lentidão, sem contar que a maioria das cartas demoram um segundo para atacar. Além disso eles são classificados com uma velocidade rápida, que só perde para a muito rápida, ou seja eles ainda estão na média. Porém eles tem o alcance de apenas 2 (o jogo não especifica o que são esses "2"), o que significa que eles são prestam para atacar de longe as outras tropas, e sim praticamente apenas de mano a mano.