Seven Kingdoms

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Seven Kingdoms é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Jennifer foge do Scissorman

O rei dos normandos dando um passeio fora do forte.

Seven Kingdoms é um jogo de estratégia e raciocínio daqueles do tipo "construa e domine", bem típico de nerds que gostam de brincar de ser Deus. Esse jogo se passa numa época digamos meio "improvável". E você logo verá porque.

O jogo[editar]

Você escolhe entre 7 civilizações diferentes pra jogar: os vikings, os normandos (qual a diferença entre eles dois?), os gregos, os chineses, os japoneses, os persas ou os maias. Sim, eu também não sei em que época da história da Terra esses sete povos se encontraram...

Você tem diversas missões, como conseguir chegar a um certo tamnaho populacional, desenvolver tecnologias (tão díspares como uma catapulta, uma balista, um "spitfire" (lança-chamas), um canhão, um "porco-espinho", uma caravela e um avião - bem, esse último é mentira... =P), obter uma quantidade X de produtos criados, matar todo mundo inimigo, fazer amizade miguxa com eles e etc e tal.

Você, em algumas missões, também tem que matar uns monstros escrotos, ou invocar suas divindades (como Thor ou o Dragão Vermelho), fazendo o jogo parecer com Zeus. Bem, na verdade, Zeus é que copiou Seven Kingdoms...

Jogabilidade[editar]

Esse jogo consegue uma jogabilidade bem genial, em que cada um dos inimigos pensa independentemente, além das vilas "independentes", que possuem um monte de rebelados que devem ser conquistados, seja através de seu dinheiro, através de sua popularidade ou bondade para com os coitadinhos, ou mesmo na crassa ignorância, mandando seus soldados baixarem o cacete nos rebeldes. Você pode também chamar uns mercenários pra trabalhar, mas eles são caros pra cacete. Prefira chamar escravos trabalhadores das suas vilas, você pode criar tudo o que imaginar aí: mineiros, construtores, espiões, etc.

Caso você cobre imposto demais ou tire gente demais de um canto, há o risco de todo mundo da vila pegar ar com você e se rebelar. Isso pode acontecer também quando aquilo que Monty Python avisa sempre: O REI ESTÁ MORTO! Caso você emposse um idiota no trono, todo mundo vai se arretar e vai te deixar com o rabo na mão.

Em versões mais recentes desse mesmo jogo feita em copyleft com autorização das produtoras Enlight Software e Trevor Chan incluíram mais 3 povos: os egípcios, os zulus e os mongóis islâmicos. Deveriam obviamente mudar o nome do jogo pra "Ten Kingdoms", mas ficou esse mesmo, huehue. Agora imagina Alá aparecendo no jogo e explodindo todo mundo! Você ainda pode enfrentar constantemente na versão completa os Fryhtans, que são uma versão chinesa dos orcs e criaturas similares do Tolkien, mas fazer isso é uma bagunça, normalmente você perde soldados pra caralho e no fim os exércitos inimigos se aproveitam e te derrotam rapidinho.

Jogue também[editar]