Shaider

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
R2-d2-man.jpg Este artigo se refere a assuntos espaciais

Tome cuidado para sua cabeça não inchar e explodir no vácuo.

Plagayusdhd.jpg

Cquote1.png Você quis dizer: Scyther Cquote2.png
Google sobre Shaider
Cquote1.png Adorei! Cquote2.png
Homens que se masturbam assistindo vídeos de travestis mas alegam heterossexualidade sobre Sacerdotisa Pau

Jaspion azul Shaider e sua bela ajudante Annie.

Policial Espacial Shaider foi a terceira série tokusatsu da franquia Metal Hero, fechando portanto a trilogia original iniciada com Gavan e sucedida por Sharivan. O sucessor de Shaider, Jaspion, iniciou uma nova linha de história sem ligação direta com as séries anteriores, embora a sinopse continuasse a mesma bosta: um cara japonês genérico que ganha uma armadura robótica vinda da Puta que Pariu e recebe a missão de proteger o espaço sideral de uma organização criminosa alienígena.

Shaider foi exibido no Brasil no início da década de 1990, inicialmente na TV Gazeta e depois sendo roubado comprado pela Rede Globo. Alguns anos depois, os direitos autorais do seriado foram adquiridos por Haim Saban, que inventou uma suruba doida com os similares Spielvan e Metalder e misturou tudo no enlatado VR Troopers. Assim como os Power Rangers, os Troopers eram interpretados por atores canastrões americanos em suas formas civis, mas quando viravam heróis, as cenas japonesas eram toscamente reaproveitadas.

História[editar]

O protagonista da vez é Dai Sawamura, um fanboy do Indiana Jones metido a arqueólogo que decide fazer uma expedição pela Ilha de Páscoa. Ao tocar em uma daquelas estátuas cabeçudas bizarras, ele é teletransportado para a estrela Bird, onde conhece o comandante Kom, que o convence por livre e espontânea pressão a virar o policial espacial Shaider e combater as forças maléficas do Império Mágico Fuuma.

Como o ator Hiroshi Tsuburaya não sabia lutar porra nenhuma, quem realmente rouba a cena na série é sua assistente gostosa Annie, interpretada pela então coreógrafa Naomi Morinaga, que lutava usando minissaia e, consequentemente, pagando muita calcinha, para o delírio dos telespectadores punheteiros. O protagonismo feminino até então era uma novidade nas séries Metal Hero, pois antes a mulherada servia apenas para ser comida fazer parzinho romântico com o herói e bancar a donzela indefesa.

Outra inovação de Shaider foi a sacerdotisa travesti Pau (sério, esse foi o nome que colocaram na dublagem brasileira. No original, "ela" se chama Poe, que é um pouco menos propenso a trocadalhos do carilho), a primeira personagem assumidamente LGBTQ+ na história do tokusatsu.

Ver também[editar]

Juspion20820(L).jpg

Metal Hero

Lista de séries Metal Hero. Não confundam com esses VR Troopers ou com os Cybercops ou o Dokusai irá te pegar!

Anos 80
Gyaban | Sharivan | Shaider | Jaspion | Jaspion 2 Spielvan | Metalder | Jiraiya | Jiban
Anos 90
Winspector | Solbrain | Exceedraft | Janperson | Blue Swat | B-Fighter | B-Fighter Kabuto | Kabutack | Robotack

v d e h
Grande Série Trash dos Tokusatsus
Ultramansurf.jpg

Kaiju: GameraGodzilla

Metal Heroes: B-FighterJanpersonJaspionGyabanJibanMetalderJiraiyaShaiderSharivanSpielvanSolbrainSuperhuman SamuraiWinspectorExceedraft

Super Sentai: ChangemanFlashmanGoggle VMaskman

Giant Heroes: Giant RoboSpectremanUltramanUltraman TigaUltraman DynaUltraman GaiaUltra SevenUltra QGridmanUltraman Max

Henshin:Black Kamen RiderLion Man (Branco)Lion Man (Dourado)Lion Man GhettoKamen RiderKamen Rider Black RXRyukendo

Other Heroes: SupaidamanNational KidPatrineBicrossersVingadores do EspaçoMachinemanCybercops