Shanghai Greenland Shenhua Football Club

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Shanghai Greenland Shenhua Football Club
Escudo do Shanghai Greenland Shenhua.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Xana da Xena Football Club
Origem Bandeira da China China - Shanghai
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote Xena
Torcedor Ilustre
Estádio Bukkake Stadium
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Chinês
Divisão Chinese Super League
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Shanghai Greenland Shenhua Football Club é um conglomerado macroeconômico de administração de metacapital e lavagem de dinheiro em geral, disfarçado de time de futebol, embora seja evidente e gritante que na China ninguém sabe ou se importa com futebol, o time obviamente existe para estes fins escusos de lavar dinheiro, pois não há outro motivo que explica gastar centenas de milhões de dólares para comprar jogadores para jogar num time mais desconhecido que o rebaixado do campeonato acriano desse ano.

História[editar]

Fundação[editar]

Embora teoricamente seja um time antigo de 1951, pouco importa o que o clube fez nessa época longínqua porque era só amadorismo, não que tenha mudado alguma coisa hoje, apenas se finge de profissional atualmente, mas a ruindade é a mesma. O time profissional seria criado mesmo só em dezembro de 1993, quando uma empresa fabricante de brinquedos sexuais genéricos, a Shenhua S/A, reuniu praticantes de kung fu de toda a cidade de Shanghai, escravizando-os para jogar futebol, e assim a empresa ter um esquema para lavar dinheiro. Como estamos falando do futebol chinês, mesmos endo um time horrível, foi campeão chinês de 1995.

Coleção de vices na Jia-League[editar]

Nesta época antiga, o Shenhua decidiu ivnestir na contratação de técnicos brasileiros superestimados, mas todos foram sempre mal sucedidos, apenas Muricy Ramalho ganhou pelo time uma Taça Xing Ling da China em 1998. Porém, na Jia-League, decidiu imitar o Vasco, por isso foi hexa-vice-campeão do torneio amador.

Em 2001, dado os grandes fiascos do clube, o que é atrativo para uns, o time foi adquirido pela Shanghai Media & Entertainment Group,uma empresa de porra nenhuma, que tanto não entendiam direito o que é futebol que mantiveram o nome do último patrocinador, Shenhua, no nome do time, apenas queriam um clube derrotado para fazer mega-contratações multi-milionárias suspeitas, sem comprometimento com vitória.

Título da Máfia[editar]

O campeonato chinês de 2003 é marcante na história do Shenhua, pois foi o único torneio organizado pela Máfia Chinesa, que como tudo que é chinês, genérico, decidiu imitar a Máfia Italiana que organiza todos campeonatos italianos. Assim, o Shanghai Shenhua foi campeão chinês com resultados combinados. Mas os mafiosos da China não souberam ser muito discretos nos seus acertos de resultados, que foram desmascarados, embora somente em 2013 o título foi revogado, e uma multa de 1 milhão de Yuan aplicada.

Anelka e Drogba[editar]

Do nada, dinheiro ilícito começou a ser despejado no Shanghai Shenhua, e a partir de 2011 a diretoria do clube começou a contratar velharias semi-aposentadas de renome do mundo a altíssimos preços, quando trouxe do Atlético Mineiro o atacante Nicolas Anelka e do Chelsea Didier Drogba, além de outros argentinos e colombianos sem tanta importância. Como esses jogadores estavam ali só pela grana, o time foi uma merda, e temrinou num decepcionante nono lugar do campeonato chinês de 2012.

Greenland[editar]

Em 2014 o time foi comprado e adquirido pela Groenlândia, um país gelado mas de primeiro mundo. A Groenlândia até tentou remover o "Shenhua" do nome do time, afinal era só o nome do patrocinador de 20 anos atrás, mas como os chineses não entendem disso, reclamaram, então o nome precisou ser mantido.

A tradição de contratar jogadores semi-aposentados continuou, assim o clube trouxe Sissoko e Cabrito Tévez, e como sempre, não foram trazidos para jogar futebol, mas só para fazer marketing, tanto que o time não foi bem em nenhuma competição que participou.

Títulos[editar]