Star Fox Command

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Star Fox Command é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, mais um hentai de Dead or Alive está sendo produzido.


Star Fox Command
Star Fox Command.jpg

Fox plagiando Luke em sua X-Wing

Informações
Desenvolvedor Não-intendo
Publicador Não-intendo
Ano 2006
Gênero Nave/ Furry
Plataformas Não-intendo LSD
Avaliação 90% furry (já que é mais jogo de nave)
Idade para jogar Livre (ou não)

Cquote1.png Você quis dizer: Star Wars Episódio V: O Comando Contra-Ataca Cquote2.png
Google sobre Star Fox Command
Cquote1.png Ainda prefiro o Star Fox 64... Cquote2.png
Gamer sobre Star Fox Command
Cquote1.png Nããããooooo!!! Eu quero meus Yiff de volta!!! Cquote2.png
Furry sobre Star Fox Command
Cquote1.png Pô, Fox! Você terminou com a Krystal? Quero minhas surubas de volta!! Cquote2.png
otaku punheteiro sobre Star Fox Command
Cquote1.png Tão empolgante quanto a treta final de Uma Nova Esperança... Cquote2.png
Luke sobre Star Fox Command
Cquote1.png Uma merda... Cquote2.png
Dr. Roberto sobre Star Fox Command

Star Fox Command é o quinto jogo da série furry Star Fox, publicado pela Não-intendo para o portátil LSD em 2006. Para aqueles que apreciaram os belos hentais yiff dos últimos jogos, este, para a infelicidade dos gamers punheteiros, é um jogo 100% Shoot, ou seja, apenas combate aéreo com pouquíssimas alusões a zoofilia.

Sobre o jogo[editar]

O enredo dessa joça envolve novamente o protagonista raposa furry Fox McCloud e sua equipe antropozoomórfica á sair para defender as seu mundinho intergalático dos aliens FDPs chamados Anglars que querem sodomiza-los. Inicialmente a ideia da Não-intendo com uma tal de Q-Games era fazer mais um jogo no estilo Star Wars Furry com tantos hentais quanto havia sido em Assault, mas como vários fãs nerds cristãos religiosos reclamaram da pouca vergonha exibida nas versões anteriores, o jeito foi amenizar as apelações de putaria animal e voltar as origens de batalhas com naves e nada a mais... ou não. Com isso o jogo só atingiu uma pontuação média de 76% de classificações de jogo (nota dada pelos mesmos jurados de outras séries de bestialidade como Pokémon e Spyro).

Jogabilidade[editar]

Cquote1.png Por favor Krystal, qual é o poder de luta do Wolf O'Donnell? Cquote2.png

Star Fox Command, mesmo tendo sido pra um portátil, tem dois tipos de jogo dentro da jogabilidade single player: um modo em forma de mapa estratégico que tá mais pra uma estúpida guerrinha de batalha naval (bem aquela que você costuma jogar quando está sem PC em casa ou com o videogame no concerto e não tem nada melhor pra fazer), onde você controla uma tropa de navios cheios de animaizinhos se comendo lá dentro, e seu objetivo é onwar o maior número de tripulantes possível. Também é possível promover surubas dentro da Fox Grande, de onde você fica mandando mísseis em tudo quanto é de bichinho que aparece na tela. Se a coisa começar a esquentar prepare-se para o modo yiff (exclusivo para a série de Star Fox).

Modo Battle[editar]

Modo de batalha dessa budega é praticamente o mesmo do Star Fox 69, ou seja, suruba total! Depois que o Star Fox 2 virou lenda pra boi dormir, o jeito foi tentar experimentar nesse bicho o sistema do trambolho cancelado e é todo feito no clássico modinho de perseguição (onde um fica tentando acertar raios laser's no rabo do outro). O objetivo desse modo já tá mais do que na cara: destruir a outra nave/navio/carrinho/veículo/X-Wing antes que teu coleguinha faça isso contigo. Esse modo só aparece mesmo para encher linguiça, pois são oferecidas como missões sem importância que não servem pra porra nenhuma; mas a boa notícia é que se você as completar poderá voltar para o velho modo do mapinha onde ficam aparecendo os furries se comendo na base principal, e você ainda pode escolher sua próxima rota para qualquer confim do universo. Plagiando Chrono Trigger, a depender das rotas que você vai pegando, o final pode ser diferente do outro, isso porque o jogo apresenta 9 mais de 8000 finais diferentes (e olha que nem é RPG), sendo que a depender do que tu faz ou deixa de fazer pode ser um final bom com Fox finalmente pegando Krystal e seguindo carreira de MC cafetão, ou um final ruim com ele sendo sodomizado por Wolf até os fins de seus míseros dias.

Modo Multiplayer[editar]

Mesmo sendo para um portátil, o jogo tem seu famozo modo suruba suportando até seis jogadores numa salinha de bate papo online via DS Download Play e até três jogadores em conexão Nintendo Wi-Fi, onde a garotada fica apertando os botõesinhos com os dedos e se exitando com a canetinha vibradora no cu enquanto veem as cenas hentais furries. Os jogadores não pontuação por matar oponentes, mas por estupra-los com um vibrador localizado na parte de baixo da nave, algo do tipo agarrar por cima e meter em baixo, alem de terem que recolher estrelinhas espermáticas que eles deixam cair após sentir a pressão. Alem disso é possível recolher estrelas espermáticas de outros jogadores que ainda não foram comidos (coisa que não tinha em versões mais antigas da velha casta dos games). Aquele que conseguir estuprar mais naves furries bem como chupar o maior número de estrelas espermas babando aquela gosma branca ganha a competição com Rank A (A de Alcancei o maior nível de um furry).

Personagens[editar]

São estes os personagens que aparecem nessa budega, bem como em todos os santos jogos da série:

  • Fox McCloud – O herói raposa furry que é o personagem principal em todo jogo da série (bem como o mais assediado pelos demais furries) e também é o símbolo do Fire Fox nas horas vagas;
  • Falco Lombardi – Bichinho de estimação do Capitão Falcon que é parceiro sexual de Fox em todo jogo da franquia;
  • Krystal – A putinha official do jogo que já deu pra todo mundo desde sua primeira aparição (e continua dando);
  • Slippy Toad – Um babaca que todo mundo odeia;
  • Peppy Hare – O general da equipe do Fox que não sabe fazer porra nenhuma a não ser falar merda;
  • Wolf O'Donnell – O vilão que sempre estupra Fox em todo santo jogo um pouquinho antes do final;
  • Panther Caroso – Capanga gay do Wolf, que pensa ser a versão furry do Michael Jackson;
  • Leon Powalski – Capanga emo do Wolf;
  • Amanda Toad – Outra putinha que deu pra todo mundo;
  • Lucy Hare – Guria retardada que é filha bastarda do Peppy;
  • Bill Cinza – Outro Mané sem validade que só tá aqui pra encher linguiça;
  • Katt Monroe – Mais um outro idiota que fica batendo umas pro Fox;
  • Dash Bowman – O neto gay do Andross;
  • James McCloud – O papai do Fox... ou não!

Alem desses noobs já citados, o jogo conta com vário outros furries que aparecem nessa orgia espacial, como Andrew Oikonny que é um dos chefes do jogo, o Toad Beltino que faz uma aparição durante uma suruba de missão, o ROB 69 que fica promovendo robofilia por todo canto que passa, o Pigma Dengar que é pego trepando com o Falcon duas vezes no modo história do passarinho, o fantasma da Andross que só está aqui para afetar as naves com a Maldição dos pôneis malditos, e o Octoman que é um chefão aquático do Planeta de Atlântida.

v d e h
Star Fox logo.png