Super Mario Land 2: 6 Golden Coins

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Super Mario Land 2: 6 Golden Coins é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, um Titã destroi um centro de cidade.

Cvania-nes phantombat fly.gif
Super Mario Land 2: 6 Golden Coins é da época da Velha Guarda dos Games

gráficos 3D? Yo lo no conozco señor...


Terra do Super Mario 2: E as 6 Tigelas Brancas
Super Mario Land 2 cover.png

Capa do jogo.

Informações
Desenvolvedor Nintendo
Publicador Nintendo
Ano Há muito tempo atrás
Gênero plataforma
Plataformas Game Boy
Avaliação 1/10
Idade para jogar Cara, sinceramente, não jogue essa desgraça

Super Mario Land 2: 6 Golden Coins é um jogo desconhecido da Nintendo lançado em 1992 como sequência do mais desconhecido ainda Super Mario Land. O jogo marca a estreia de Wario na franquia, vilão que se disfarçou de herói encanador para ver se conseguia comer a tal da Princesa Daisy no escurinho que é atrás do armário sem ser percebido.

Desenvolvimento[editar]

Tal qual seu jogo anterior, Shigeru Miyamoto continuava no porão de sua casa fazendo o novo Zelda, deixando responsável pelo desenvolvimento do Super Mario Land 2 o seu cupincha Gunpei Yokoi. As instruções do Miyamoto foram bem claras, evitar inovar demais, porque os fãs da Nintendo gostam é de repetição, e Gunpei manteve as instruções do chefe e entregou um jogo exatamente igual o anterior, apenas mais fases e um ou outro item novo para utilizar.

Jogabilidade[editar]

Como todo jogo de Super Mario lançado até então, Super Mario Land 2 não se diferencia em nada dos jogos anteriores, consistindo num jogo de plataforma 2D no qual o jogador deve atravessar fases pulando por cima de buracos, dando cabeçadas em tijolos, matando jabutis e tocando sinos por onde passa.

Uma novidade marcante dessa versão e que nunca mais foi utilizada é que agora o Mario pode usar orelhas de burro para planar. Um item incrivelmente roubado que permite ao jogador superar com facilidade o principal obstáculo do jogo: os buracos infinitos. Com essas orelhas de burro é possível zerar o jogo em menos de 1 hora.

Enredo[editar]

Wario soltando um hadouken para tentar impedir o rival Mario na épica batalha final.

O enredo do jogo é uma sequência direta dos eventos de Super Mario Land. Assim que Mario salva a princesa Daisy ele entra em depressão ao se decepcionar em descobrir que aquela vagabunda não tinha fetiches nem com armários e nem em ser raptada por tartarugas gigantes musculosas. Ela revela também que seu vício é maconha e não cogumelos. Mario se vê obrigado a admitir que as loiras são melhores que as ruivas e reacende esse intenso debate.

Mario já estava planejando voltar para o Reino Cogumelo quando surge um tal de Wario, um vigarista que trabalha de encanador sem ter o certificado de curso de carpinteiro e que se aproveita do fato de ser sósia do protagonista para cometer vigarices.

A única coisa que se sabe é que rola alguma merda, Daisy revela que está grávida e o pai é o Mario. Temendo por sua vida caso Peach descobrisse esse escândalo, Mario precisa pagar um teste de DNA e provar que o pai da criança é aquele alienígena safado do primeiro jogo, e agora o intrépido protagonista precisa urgentemente coletar moedas pelo mundo para conseguir pagar essa conta, além também de reunir 6 tigelas brancas por nenhum motivo especial, apenas porque ele é um colecionador ávido.

Após toda aventura, é descoberto que Wario é o pai biológico do filho da Daisy, batizado de Baby Luigi. Extremamente revoltado o vilão tenta matar a Daisy para não assumir a paternidade, mas para proteger a princesa Mario intervém e luta com o vilão que é derrotado e a paz volta a reinar em Sarasaland.

Quanto ao Luigi, a ausência de cores no Game Boy impossibilitou sua aparição, porque ele seria preto e branco igual o irmão. Quanto ao Bowser ele obviamente passou o tempo comendo a Peach, tanto que nove meses depois nascerá Baby Bowser e essa criança atingirá a puberdade anos no futuro nos eventos de Super Mario Sunshine.