Tamamo-no-Mae

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Tá-Mamando-na-Mãe foi uma cortesã (traduzindo: puta) que servia ao Imperador Konoe e era considerada por todos a mulher perfeita. Dotada de grande beleza e inteligência, há quem afirme também que ela foi a primeira das nerds gostosas a surgir neste mundo, sendo este mais um motivo para os japoneses terem-na acrescentado à sua vasta mitologia nonsense.

Lenda[editar]

Tamamo-no-Mae caçando gansos para o jantar.

Após um bom tempo convivendo com Tamamo-no-Mae, o Imperador Konoe acabou se apaixonando por ela, que persuadiu-o a não usarem mais camisinha quando fossem transar. O imbecil aceitou, e como resultado de sua burrice, contraiu alguma DST de origem desconhecida.

Já delirando por causa da doença, Konoe não quis saber de médico e preferiu chamar um astrólogo para curá-lo, e o mesmo diagnosticou com a ajuda do Capitão Óbvio que foi Tamomo-no-Mae a responsável por deixá-lo naquele estado. Mas a cortesã não apenas foi a transmissora, como também não era um ser humano, e sim uma kitsune malvada que pretendia matar o Imperador para tomar seu lugar no trono.

Konoe ordenou a seus melhores samurais que matassem aquela vagabunda, mas ela fugiu e tentou seduzir os guerreiros através de um sonho. Como é uma raposa, e não uma súcubo, isso não adiantou porra nenhuma e ela foi encontrada, sendo morta atravessada por uma flecha.

Mas não parou por aí! Tamamo-no-Mae nem assim se deu por vencida, e seu espírito reencarnou em uma pedra que passou a assombrar as pessoas. MWAHAHAHAHAHA! Bom, isso até um monge budista aparecer para exorcizá-la e fazer com que sumisse de vez.

Aparência[editar]

De acordo com sua própria opinião, Tamamo-no-Mae era a mulher mais bela e inteligente de todo o Japão. Usuária assídua dos produtos Avon e leitora fiel da Desciclopédia, ela jamais aparentou ter mais do que 20 aninhos de idade e sabia responder coerentemente perguntas a respeito de qualquer assunto.

Suas roupas também eram famosas por estarem sempre impecáveis, sem nenhum pedacinho sequer amassado ou sujo, graças a suas lavagens regulares utilizando sabão em pó Omo, que ainda exalava um perfume gostoso por onde quer que ela passasse.

Ver também[editar]