Tambelina

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Tambelina é uma safada que esteve presente no Sitio do Picachu Amarelo por um período de tempo em que não havia nada de melhor pra inventarem, acho que é outro daqueles personagens que na verdade nem foram criados por Lobatinho, pois não lembro de ter sido citada em nenhum dos livros de Monteiro Lobato que eu li... Como não li todos não tenho certeza, mas só pelos ares deve ser coisa dos alucinados da Glóbis: um deles deve sim ter tirado a Tambelina não se sabe de onde.

Aparencia[editar]

Tambelina sentada na banana.

Tambelina não tem muito cara de fada, é pior do que aqueles teatrinhos infantis que eu e tu fomos onde aparecia uma fadinha, mas essa além de tudo não deve ser boa atriz, pois não soube nem fazer uma carinha de ser mágico: Ou seja, cara de idiota. Pra ver uma guria com asinhas e vestido colorido não precisava chamar de fada: Um ser mágico deve ter ares diferentes, assim como aquele gnomo que às vezes a gente vê na janela. Se tiver mesmo cara de idiota, ainda é melhor do que apenas parecer, mesmo pra criancinhas de 3/4 aninhos que não conhecem nada, apenas uma mulher com uma roupinha meio gozada.

Resumo da bagaça: A guria é uma atriz ruim, mas isso é outra história. Nessa história Tambelina se apaixona pelo Pequeno Polegar. O erro já começa daí, porque segundo Monteiro Lobato o Pequeno bigolinho Polegar é sim, um ficante da Emília, apesar dela ser um pouquinho maior. Mas que seja, pra tornar a história uma pseudo novela, eles fizeram uma paixão sendo atrapalhada, quanto criatividade. As novelas já são aquela porcaria que se sabe, imagine que estragando um conto infantil, tente-se dar um ar de novela, ainda dirigida aos pirralhos, mas não é por isso que vamos mandar a Tambelina se fuder, ela não tem culpa... Bom, ela tem uma certa culpa de ser uma atriz ruim, pois é isso que salva quando fazem uma história tosca.

Tambelina teve que usar suas asinhas de pernilongo pra fugir pois a Dona Carochinha não queria que ela namorasse o pequeno bigolinho Polegar, pois após ver ele mijando achou que, seria péssimo quando Tambelina visse aquela piroquinha ainda mais minúscula do que o polegar do Pequeno polegar. Depois de muito encher o saco de todo mundo por causa de sua paixão sendo atrapalhada, depois de uma choradeira do caralho, depois quase arrancar o bigolinho pinto de Pequeno Polegar... Todo mundo se envolveu, pisou na baratinha, brigou... E Tambelina resolveu fugir com um ogro, o que não é má ideia, ogros são ao menos exemplares de machos de verdade, mas depois de tudo isso os netos de Dona Benta poderiam sim chamar Tambelina de filha da puta.

Não querendo incentivar, depois de tanto trabalho que Dona Benta teve pra educa-los, a falar palavrões, mas o fadinha do caralho, chata, desgraçada... Depois da treta todo, incomodar todo mundo pra que ajudassem a viver seu amor com o Pequeno Polegar e claro, era amor eterno, a fadinha vadia resolve fugir com um ogro? Vai se fuder... Assim mesmo, eles não mandaram ela pra casa do caralho, nem mesmo a Emília, que é do jeito que é. Conclusão, ficaram tão indignados, que devem ter emudecido e, quando a putinha se foi, apenas assopraram.