Teacher's Highland Cream

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Scotland-wallace.jpg Thws artekille ys Scotch!

Este artigo é escocês! Ele usa Kilt, bebe whisky e Irn-Bru, arremessa troncos de árvores e martelos, toca gaita-de-foles, é fã do David Coulthard e é primo do Duncan MacLeod!

Se você traiu William Wallace, caia fora daqui!

Paisagem escócia.jpg

Sculpture samurai.jpg

Made in Japan
Este é um artigo com tecnologia do sol nascente né.
E usam o O ao invés do X, no PS2.


Babel fish.gifTraduzindo: Do Professor Altoterra Creme
Babel Fish sobre Teacher's Highland Cream

Teacher's Highland Cream, ou só Teacher's para preguiçosos é um uísque escocês produzido por uma empresa escocesa. A empresa em questão - a Beam Suntory (Feijão Soltory, em tradução merda livre) - é subsidiária (jargão empreserial para "putinha") de uma outra empresa japonesa; ter o uísque dos escoceses como propriedade é mais uma pequena evidência da iminente dominação do mundo pelo Japão.

Como o seu nome diz, a bebida tem como alvo principal professores alcoolátras e angustiados que precisam de um goró para aguentar seus alunos desrespeitosos. Ou seja: um sucesso de vendas entre professores brasileiros!

Teacher's: preferido dos teachers.

História[editar]

A empresa foi parida na maravilhosa terra de Glasgow por um lad chamado William, em 1884... porém os rótulos nas garrafas dizem "desde 1830", o que mostra que houve um erro ou uma sacanagem. Tem parada errada aí, irmão.

William nem gostava de uísque, mas começou a fabricar por causa de uma lei que isentava empresas de uísque de roubo e quis se aproveitar. Também quis se aproveitar do aumento do número de infelizes professores no Reino Unido na época e quis dar a eles um consolo - outro tipo de consolo, no caso. Daí vem o nome, e não do sobrenome de William, como dizem erroneamente as teorias da conspiração.

Foi fundada apenas com o nome de "Beam" (Feijão), e o "Suntory" foi apenas adicionado após a empresa japonesa a engolir.

Ingredientes[editar]

A razão de creme e feijão serem recorrentes na história do uísque (e neste artigo) é porque eles fazem parte da composição da bebida; o creme em questão é de leite de burra. O resto dos ingredientes é um mistério.